Mão na Roda

A idéia de compartilhar dicas de locais acessíveis e problemas de acesso que encontro no dia a dia me acompanha há algum tempo. Rampas inexistentes ou mal construídas, ruas e calçacadeirante passando por caminho arborizadodas esburacadas, portas apertadas e situações inusitadas fazem parte do meu cotidiano e, acredito, do de todas as pessoas com alguma deficiência.

Já pensaram em beber chopp em um bar e não conseguir entrar no banheiro por causa de uma simples porta estreita? E ir ao show da banda cuja vinda ao Brasil você esperou por anos e não conseguir enxergar o palco?

Mas é claro que o blog não vai se limitar a denunciar o que está errado, muito pelo contrário! Queremos, principalmente, dar dicas dos locais acessíveis e de como contornar problemas encontrados no dia a dia, fazendo com que mais e mais pessoas com deficiência saiam de casa, estudem, trabalhem, se divirtam, enfim, vivam.

Espero que a oportunidade dada pelo Globo Online gere um espaço para troca e divulgação de informações, além de conscientizar os leitores – com ou sem deficiência – de que acessibilidade é fundamental e, na maioria das vezes, depende apenas de um ingrediente essencial e simples: boa vontade!

Facebook Comments

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

15 comentários em “Mão na Roda

  • quarta-feira, 14 de novembro de 2007 em 16:41
    Permalink

    Fala Dado,

    Voce sempre fo um cara de iniciativa, parabéns. E como o espaço é democrático, ninguem poderá acusa-lo de tirano hehehe

    Abraços
    JV

    Resposta
  • sábado, 17 de novembro de 2007 em 19:24
    Permalink

    Dado,
    Descobri o blog por acaso, tem que fazer propaganda para os amigos!
    Parabéns.

    novembro 17th, 2007 - 19:24
    Mão na Roda respondeu:

    Obrigado, Bento!

    Resposta
  • quarta-feira, 21 de novembro de 2007 em 18:53
    Permalink

    Grande Dado, excelente iniciativa. Meus parabéns pela luta! É isso mesmo, isso que o Brasil precisa. Descobri o blog por acaso, e fiquei muito feliz de você estar atuando ativamente nesta "guerra" que é a falta de acessibilidade.
    Um grande abraço,
    Renatinho (BR)

    novembro 21st, 2007 - 18:53
    Mão na Roda respondeu:

    Valeu pela força, Renatinho! Um abração pra vc!

    Resposta
  • quarta-feira, 28 de novembro de 2007 em 12:50
    Permalink

    Caro Eduardo, achei muito interessante sua idéia e espero que as pessoas se concientissem da necessidade de acesso a todas as pessoas, independente de suas necessidades. Tenho uma filha com nanismo, e embora ela tenha menos dificuldades que os cadeirantes, muitas vezes ela passa por alguns constrangimentos. As pessoas , tem que parar de fazer tudo para um tipo específico de cidadão e lembrar que existem diferenças. Boa sorte.

    Resposta
  • sexta-feira, 30 de novembro de 2007 em 16:25
    Permalink

    Eduardo, muito bacana a sua iniciativa. É sem dúvida um serviço super necessário!! Boa sorte!
    Marcia

    Resposta
  • sábado, 1 de dezembro de 2007 em 09:09
    Permalink

    engraçado ,hoje já estou idoso ,mas me lembro que era ainda pequeno quando meus pais diziam:
    se te pedirem ajuda(socorro) mesmo com risco de vida ajude,
    mas se não solitarem ajuda não se entrometa.

    mas até hoje eu olho com estranhesa e não concordo muito com tudo isso ,
    pois com a ajuda eu acho que exercita a caridade e com essas idéias de autonomia e liberdade (deixar os deficientes se virarem) a humanidade (pessoas) vam se tornando frias e endurecidas.

    dezembro 1st, 2007 - 09:09
    Mão na Roda respondeu:

    Juvenal, eu acredito que não precisamos de caridade, e sim de oportunidades iguais! Abraços e obrigado pela participação, Eduardo.

    Resposta
  • sábado, 1 de dezembro de 2007 em 20:39
    Permalink

    Lrgal o seu blog. Tb sou cadeirante. Apesar de morar fora, vou ao Rio com certa freqüência. Sugiro uma matéria sobre hotéis com instalações e preços acessíveis ( Barra, Zona Sul, Centro).

    dezembro 1st, 2007 - 20:39
    Mão na Roda respondeu:

    Sem dúvida faremos isso! Se quiser uma boa dica de hotel acessível, barato e bem localizado na Zona Sul, recomendo o SESC de Copacabana. Abraços, Eduardo.

    Resposta
  • quarta-feira, 5 de dezembro de 2007 em 08:57
    Permalink

    Nesta semana descobri q o Banco Itaú tem uma agência na Dias da Cruz c/elevador especial, p/deficiente e cadeirante, c/ acensorista p/transportar até a loja da agência q fica um pouco acima do nível da rua. Isto é +- em frente ao antigo Imperator.

    Resposta
  • quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 em 15:37
    Permalink

    Descobri este blog por acaso e fiquei muito feliz, pois trabalho para a equipe que produz a Revista Vitoria, que é uma publicação da ANDEF (assoc. defic. fisico em Niteroi).
    Gostaria muito de uma participação de voces na revista para falar um pouco mais deste projeto.
    Caso se interessem, como podemos fazer contato?^

    Resposta
  • sábado, 12 de setembro de 2009 em 22:29
    Permalink

    Por isto em 2007 editei um site para promover rapidamente o uso de equipamentos para elevação, assim descrevo alguns conceitos quanto ao real uso de equipamentos, visto no site http://www.treisc.eng.br segue-se assim a intenção deste portal, em que todos possam entender que todos são iguais e possuem direitos iguais.

    Resposta
  • Pingback: Cinco anos de blog Mão-na-Roda « Blog Mão na Roda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

Pin It on Pinterest