Circo Voador: um circo para todos

Quando fui visitar o Circo Voador para tirar algumas fotos, indo a pé do Largo da Carioca em direção à Lapa pela Av. República do Paraguai, passei por uma situação bizarra, para não dizer perigosa. De uma hora pra outra a calçada foi diminuindo, diminuindo, diminuindo e… sumiu! É isso mesmo! Sumiu e a partir desse ponto tive que “pular” de um meio fio com quase meio metro de altura e disputar o asfalto com ônibus e carros que faziam a curva a centímetros de mim. Lamentável.

Rampa para o andar superior e platéia do andar superiorChegando à Lapa, constata-se que a área em torno do Circo Voador também não é muito legal para quem é cadeirante. Quem for de carro pode parar em alguns estacionamentos que ficam próximos (alguns até tem vagas reservadas!), mas em todos eles o piso é precário, de terra ou cheio de pedrinhas. As ruas e calçadas são esburacadas e sujas, além de poucas terem rampas. Por sorte, encontre uma delas que me colocava em frente à entrada principal do Circo.

Visão do palco a partir do andar superior

Lá dentro, o cenário muda completamente. O novo Circo Voador, inaugurado em julho de 2004, tem um projeto bastante acessível. Na minha opinião, que já assisti a vários shows por lá, o mais legal do novo projeto é poder chegar com a cadeira em qualquer ponto da platéia e poder buscar a melhor visão do show. Quer ir para a pista e se misturar com a galera? Sem problemas! Uma pequena rampa está lá e torna isso possível sem grandes esforços. O show está muito cheio e você quer enxergar algo? Basta subir a grande rampa externa que leva ao andar de cima, de onde se enxerga o palco inteiro sem barreiras! Nada de área reservada onde o cadeirante fica isolado do público: no Circo, você consegue enxergar e curtir o show com todos e como todos. Um verdadeiro projeto acessível e inclusivo. O que poderia ser um pouco melhorado é a altura dos guichês para compra de comida e bebida e o balcão do bar. Quem está sentado mal consegue enxergar – e ser enxergado por – quem está do outro lado.

Banheiro adaptado

Ah, sim! No térreo existe um banheiro adaptado (unissex), com um baita símbolo de acesso na porta e a palavra “Exclusivo”.

Levando tudo isso em conta, damos ao Circo a nota máxima do blog!

PS: Aproveito para dizer que o local não é apenas uma casa de shows, mas também abriga mostras de arte, cursos e diversas outras atividades (maiores informações: www.circovoador.com.br).

• • •

Pontos positivos:

Pontos negativos:

• Acesso a todos os pontos da platéia
• Ótima visão do palco a partir do andar superior
• Banheiro adaptado e sinalizado
• Área ampla, ótima circulação

• Balcões e caixa muito altos para cadeirantes
• Dificuldades de acesso no entorno

Avaliação: Ótimo

 

Clique aqui e veja sua localização no mapa.

• • •

Circo Voador
Rua dos Arcos S/N – Lapa
Tel: (21) 2533-0354
http://www.circovoador.com.br • webmaster@circovoador.com.br

Comentários

Comentários

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

7 comentários em “Circo Voador: um circo para todos

  • quinta-feira, 31 de janeiro de 2008 em 21:47
    Permalink

    Olá Eduardo,
    Sou também cadeirante há 7 anos e assíduo frequentador do Circo, aliás, da Lapa, e adoro ir lá.
    Faltou você mencionar (talvez ainda não saiba) que lá, como tem participação da gestão da Prefeitura, o cadeirante e um acompanhante NÂO PAGAM NADA. ZERO REAL.
    Eu sempre fui e paguei quando um dos guardas na entrada em um dos shows me disse isto e, daí pra frente, sempre vamos, eu e minha esposa e mencionamos isto já que é LEI, assim como Sambódromo, etc..

    Resposta
  • Pingback:Tweets that mention Circo Voador: um circo para todos « Blog Mão na Roda – Guia de Sobrevivência do cadeirante cidadão -- Topsy.com

  • sábado, 2 de abril de 2011 em 13:27
    Permalink

    Essa informação procede? Pois segundo informações do próprio circo, cadeirante e acompanhante tem 50% de desconto, o que na prática é o mesmo que a meia entrada né?

    Resposta
    • sábado, 2 de abril de 2011 em 13:31
      Permalink

      Oi Stephanie,

      Sei que em eventos com patrocínio principal da prefeitura rolava a entrada grátis para quem tinha deficiência e um acompanhante. Já entrei de graça, por exemplo, num Festival Hutúz no Armazém 5 do cais do porto. Não sei se isso ainda está valendo…

      O que eu sei que vale em todos os cinemas e casas de shows, é a meia entrada para pessoas com deficiência (Lei estadual 4.240). Pro acompanhante, pelo menos na lei, não está especificado.

  • sábado, 2 de abril de 2011 em 13:37
    Permalink

    Ah entendi, assim faz mais sentido mesmo. Obrigada Eduardo!

    Resposta
  • domingo, 5 de março de 2017 em 18:47
    Permalink

    eduardo como esta o circo voador hj vc ja esteve la a pouco tempo

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

Pin It on Pinterest