Mão na Roda em Santiago 7 – Bellavista e Providencia

Casas coloridas em Bella VistaUm dos lugares mais legais de Santiago é o bairro Bellavista. Repleto de bares e restaurantes, que ficam lotados no final de tarde e à noite, este bairro abriga gente de todas as idades. Bellavista é a região no entorno das ruas Pio Nono e Constitución, entre o rio Mapocho e o Cerro San Cristóbal. Conhecido pelas suas casas coloridas, é lá também que fica uma das entradas do Parque Metropolitano, onde se pega o funicular (não acessível) rumo ao topo do cerro. Perto dessa entrada está La Chascona, uma das casas de Pablo Neruda que hoje abriga a fundação com o nome do Poeta. Infelizmente, a casa tem escadas por todos os lados.

entrada do banheiro adaptado no Patio Bella VistaFunicular inacessível, casa cheia de escadas… Opa! Mas nem tudo em Bellavista é ruim para os cadeirantes. Há muitos e muitos bares e restaurantes no nível da rua e boa parte das esquinas têm rampas. Os locais despojados, com mesas de ferro na calçada, lembram os botecos do Rio. A grande diferença está nas garrafas de 1 litro de cerveja, presentes em quase todas as mesas. Para quem procura mais conforto, existem também ambientes mais sofisticados. A dica é dar uma volta pelos 3-4 quarteirões principais e escolher o que mais lhe agrada!

De qualquer forma, não deixe de dar um pulo no Patio Bellavista. Lá existem bares, restaurantes, lojinhas, uma sorveteria – pra variar – rampas para todos os ambientes e um banheiro adaptado para cadeirantes. Tudo bem que há um pequeno degrau na entrada para o banheiro (santa incoerência!), mas ele é bem espaçoso, como poucos que vi no Chile.

interior do Patio Bella Vista

Outro bairro imperdível é Providencia. Esse bairro – enorme por sinal – é cortado pela avenida de mesmo nome. Acredito que seja praticamente impossível alguém viajar para Santiago e não passar por Providencia, mas o que recomendo é dar uma boa volta a pé pelas suas ruas, tomar um sorvete, passear descompromissadamente.

duas fotos da av. Suécia durante o dia

Há desde grandes lojas de departamento a pequenos restaurante charmosos e, à noite, não é difícil encontrar ruas cheias de gente. A mais famosa delas, Av. Suécia, é conhecida por seus bares e boates. Para quem conhece, lembra muito o shopping Downtown, na Barra da Tijuca. Acabamos passando por lá apenas de dia, e quando o sol se pôs preferimos ir para uma outra rua de Providência menos conhecida, mas muito agradável – desculpe-me por não lembrar o nome. Segundo uma amiga que mora em Santiago, a Avenida Suécia era um lugar meio “roubada”, e que provavelmente estaria lotado de brasileiros naquele sábado de carnaval. Um amigo que esteve no local em outra ocasião teve opinião semelhante, mas se você, leitor, quiser verificar por conta própria, saiba que a maior parte dos estabelecimentos de lá fica no nível da rua, sem barreiras arquitetônicas. Só não sei de banheiros adaptados…

E se você tiver uma opinião ou dicas a mais, conte pra gente!

. . .

Veja também:
Mão na Roda em Santiago – parte 1
Mão na Roda em Santiago – parte 2
Mão na Roda em Santiago – parte 3
Mão na Roda em Santiago – parte 4
Mão na Roda em Santiago – parte 5
Mão na Roda em Santiago – parte 6

Facebook Comments

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

7 comentários em “Mão na Roda em Santiago 7 – Bellavista e Providencia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

X

Pin It on Pinterest

X