Ir para conteúdo principal | Acessibilidade do blog

Conteúdo Principal

Casa de shows – Vivo Rio

Cris Costa - sexta-feira, 24 de outubro de 2008 - 18:21

elevador do Vivo RioSabendo que ia a um lugar novo, e esperando que tivesse algum acesso, peguei minha câmera e segui para o Vivo Rio. Chegando lá, não vi nenhuma vaga reservada, e como opção (ou falta de) deixei meu carro no Valet Park. Para tanto conforto tive que pagar a bagatela de R$ 15,00, preço fixo do lugar.

Saí do carro e me dirigi a entrada da casa de shows. Até ali, tudo bem. Chão liso e sem degraus. Logo que entrei, um "moço" muito gentil se aproximou para me ajudar. Os lugares acessíveis da casa ficam no andar debaixo e para isso tem um elevador. Também tem lugar no andar de cima, mas é bastante apertado e cheio de degraus. Os melhores lugares da casa são a área VIP, Setor 1 e 2. O setor 3, apesar de ser no mesmo ambiente, fica numa plataforma mais alta com alguns degraus pra se chegar a ele. A casa reserva alguns lugares na área VIP e no Setor 1 para pessoas com deficiência e infelizmente esses são os lugares mais caros do Vivo Rio. Para quem pode desembolsar uma grana a mais, vale a pena. A área VIP é praticamente colada no palco.

Banheiro adaptado do Vivo RioEnfim, assim que deixei minhas coisas na mesa, fui logo checar os banheiros. A casa possui 2 banheiros adaptados (cabines únicas, só para deficientes) um de cada lado do palco. Os banheiros são amplos, possuem barras de apoio e a pia é vazada.

De volta ao show, agora é aproveitar e se divertir. Achei o acesso do Vivo Rio muito bom. Porém – ah porém – qual não foi minha surpresa ao sair, quando descobri que o pessoal do Valet Park tinha estacionado meu carro numa vaga reservada! placa indicando vaga reservadaQuando olhei para cima, vi a plaquinha sinalizando as vagas. Fora isso, não vi mais nada indicando que a área era reservada, e no escuro ficava quase impossível perceber a tal placa. E se as pessoas já abusam, quando as vagas são bem marcadas, imagine quando se tem só uma plaquinha. Pelo menos, esse foi o único empecilho. De resto, foi relaxar e aproveitar! 

 • • •

Pontos positivos: Pontos negativos:

• Estacionamento no local
• Acesso com elevador
• Banheiros acessíveis
• Espaço interno com piso regular

• Vagas reservadas mal sinalizadas
• Espaço reservado para pessoas com deficiência apenas nos setores mais caros

Avaliação: Bom

• • •

Vivo Rio
Av. Infante Dom Henrique, 85
Parque do Flamengo – Rio de Janeiro
www.vivorio.com.br

Share

12 Comentários »

  1. 24/10/2008 - 22:24
    Comentário feito por MARCO AURÉLIO DE FARIAS GUIMARÃES

    Oi, Cris! Eu já estive no Vivo Rio diversas vezes. O Valet Park tem uma área um pouco mais à frente, quase na saída, onde eles colocam os carros. Aquelas vagas para deficientes também pertencem a eles. Não é possível usar aquelas vagas sem pagar a taxa do Valet Park. Atrás e no entorno do Vivo Rio há inúmeras vagas do Vaga Certa, inclusive para deficientes. O problema é que os guardadores não estão autorizados a trabalhar durante a noite, somente durante o dia, até as 19h. Depois dessa hora, a área é entregue aos flanelinhas. Absurdo, né? Corre-se o risco de ter o carro arrombado ou furtado, pois não há segurança. Ao longo da calçada do MAM, do outro lado da rua, é possível parar, muito embora o cara da CET-Rio – provavelmente gratificado pelo Valet Park – que fica organizando o trânsito diga que não pode. Sempre vejo carros estacionados ao longo quando saio.

    24/10/2008 - 22:24
    Mão na Roda respondeu:

    Oi Marco, realmente um absurdo áreas públicas serem entregues aos flanelinhas. Flanelinha é mesmo uma praga. Sobre estacionar do outro lado da rua, acho que acabamos correndo o mesmo risco de arrombamento ou até mesmo reboque. Tvz a melhor solução seja pegar um taxi… Valeu pelas dicas! Bianca

  2. 24/10/2008 - 22:30
    Comentário feito por MARCO AURÉLIO DE FARIAS GUIMARÃES

    Quanto aos lugares nas mesas, a área VIP é a pior para cadeirantes, fica muito em cima do palco. Eu acho que o ideal são as laterais mais afastadas, do setor 2. Aliás, o miolo é um horror até para quem não é cadeirante. As mesas são muuuuito coladas e o espectador tem que se contorcer para ver o palco. Nas laterais dá pra dançar e ir ao banheiro – ótimo, por sinal – sem incomodar ninguém.

    24/10/2008 - 22:30
    Mão na Roda respondeu:

    A única vez que fui ao Vivo Rio sentei nas mesas do miolo. Achei a disposição delas absurda. Tudo muito apertado, ruim pra qq um. Mas é bom saber que a área VIP é ruim. Abraços, Bianca

  3. 25/10/2008 - 08:43
    Comentário feito por Maria Enide Aranha Luz

    Realmente, é um absurdo não haver lugares reservados aos deficientes em setores mais baratos. Em setembro, fui a um show lá no Vivo Rio e tive q pagar mais caro por ser deficiente, pois não havia lugares reservados no setor mais barato.

    Qto ao estacionamento, nda observei, pois fui e voltei de táxi.

    Eduardo Aranha

    25/10/2008 - 08:43
    Mão na Roda respondeu:

    Sim, Eduardo, também achamos absurdo o fato de cadeirantes serem obrigados a pagar mais caro. Enviamos, inclusive, um email para o Vivo Rio perguntando se eles tinham alguma solução para isso. Vamos aguardar a resposta! Abraços, Bianca

  4. 26/10/2008 - 14:27
    Comentário feito por Jairo Marques

    Aqui em SP é a mesma enganação. Os lugares reservados são os mais caros. Isso fere o direito de escolha das pessoas e elitiza ainda mais a cultura. O jeito é reclamar, reclamar… Abração

    26/10/2008 - 14:27
    Mão na Roda respondeu:

    Pois é Jairo, impedir que a pessoa seja capaz de escolher quanto quer pagar e onde quer sentar fere mesmo os direitos do cidadão. Enviamos um email para o Vivo Rio, questionando isso e vamos ver o que eles respondem. Abraços, Bianca

  5. 27/10/2008 - 22:41
    Comentário feito por ticipoubel

    eu já deixei de ir por causa dos ingressos mais caros. Até pq, não vou sozinha, né? alguém tem que querer bancar o ingresso caro também… enfim…
    pelo menos tem acesso, pq o claro hall (que já tem outro nome. é credcardhall? esqueci..) não tem acesso. É aquela coisa: ate dá pra ir, mas não tem acesso.
    beijo!

    27/10/2008 - 22:41
    Mão na Roda respondeu:

    Chegamos a mandar um email para o Vivo Rio, perguntando se eles tinham alguma previsão de melhorar o acesso para os locais mais baratos. Nenhuma resposta… Acho até que vou publicar o texto por aqui e o descaso deles. beijos, Bianca

  6. 08/01/2009 - 21:33
    Comentário feito por luanda chaves botelho

    Em shows de pista o problema cresce, porque os camarotes costumam ser muito muito muito mais caros do que o ingresso lá em baixo.

  7. 04/11/2013 - 19:02
    Comentário feito por Cassio

    Alguém sabe me dizer se os setores 03 e ficam em níveis acima dos setores 01 e 02?

RSS dos comentários desse post TrackBack URL

Deixar seu comentário




Lateral Direita

Buscar

Banner da loja virtual Cavenaghi