Transporte, Viagens e Turismo

Acessibilidade nos trens europeus (França, Bélgica, Inglaterra e Espanha)

21

Aproveitando a ótima matéria do caderno de viagem publicada na última semana, vou falar um pouco sobre a experiência que tive usando alguns desses trens na Europa.

Acho que a maioria dos leitores talvez já saiba, mas viajar de trem tem uma grande vantagem em relação a viajar de avião: quase todas as estações de trem ficam no centro das cidades ou muito próximas a ele, ao contrário dos aeroportos. Dessa forma, economiza-se tempo e dinheiro deslocando-se de um lugar para o outro. Além disso, trens raramente atrasam, as poltronas são mais confortáveis e ainda dá para curtir uma paisagem interessante na viagem. E se você usa cadeira de rodas, as vantagens são ainda maiores: sua cadeira vai dentro do vagão, os banheiros são acessíveis e em algumas companhias ainda há descontos especiais!

Se você não sabe as datas das suas viagens e pretende fazer diversos trechos dentro da Europa usando trens, talvez seja mais barato comprar um passe. Mas se você souber exatamente as datas em que vai de uma cidade para outra, como era o nosso caso, é bem mais interessante comprar as passagens individualmente e com a maior antecedência possível para garantir o melhor preço.
Sobre os trens que peguei, vou abaixo está um pequeno resumo de cada um.

Thalys (Paris-Bruxelas)

Trem da cia ThalysCompramos a passagem do Thalys pela Internet (www. voyages-sncf.com), com 20 dias de antecedência, e as duas saíram por 82 euros no total. Se você usa cadeira de rodas, é importante avisá-los através do e-mail accesplus@sncf.fr. Como não sei chongas de francês, mandei o e-mail em inglês e fui respondido na mesma língua. Só pediram para que eu chegasse com meia hora de antecedência e procurasse o quiosque da Thalys dentro da estação.

 

Banheiro adaptado do trem da cia Thalys - Paris-BruxelasPegamos um táxi para a estação de trem Gare Du Nord em Paris (completamente acessível), e chegando lá, rapidamente achei o quiosque. Eles providenciaram uma rampa para o embarque no trem e ainda nos colocaram na 1ª classe. Eita vida boa! O trem é super confortável e no fundo do vagão há o local reservado para as pessoas com deficiência. O passageiro tem a opção de viajar na própria cadeira ou transferir para a poltrona do trem, que é retrátil. E vale dizer que há um banheiro relativamente acessível dentro do vagão. “Relativamente” porque, apesar da porta larga e das barras, é um pouco apertado, dificultando a transferência para o vaso.

A viagem de 300Km foi completada em 1 hora e 20 minutos e o trem nos deixou na estação Midi de Bruxelas, onde pegamos um metrô e em 20 minutos chegamos ao nosso hotel, no centro da capital belga.

Eurostar (Bruxelas-Londres)

O Eurostar tem uma imensa vantagem para cadeirantes: um super desconto! E não é só para o cadeirante não, mas também para um acompanhante. Por 59 libras compramos duas passagens Bruxelas-Londres via Eurostar (www.eurostar.com). Para terem uma idéia, na mesma época a passagem para uma pessoa sem deficiência estava saindo por 89 libras.

Banheiro adaptado e espaço para cadeirantes no trem Eurostar

No caso do Eurostar, é no momento da compra que você informa se é ou não cadeirante. Pelo que percebi, o preço para cadeirante + acompanhante é fixo, independente de quando você comprar a passagem, mas recomendo comprá-la com o máximo de antecedência possível para conseguir um lugar no trem, pois eles são bem disputados. E também é bom chegar à estação pelo menos uma hora antes da partida do trem, pois o check-in, a revista e o controle de fronteira demoram um pouco.

Rampa de saída do Eurostar em Londres

O vagão do trem tem bom espaço para cadeira de rodas, mas o passageiro, assim como no Thalys, também tem a opção de transferir para uma poltrona retrátil. No meu caso, como o trem estava vazio, preferi tranferir para uma poltrona convencional e mais confortável. Ah, o banheiro também é ótimo e acessível. Tanto na plataforma de embarque quanto na de desembarque, havia uma rampa móvel para os cadeirantes. Tempo de viagem entre as duas capitais: 2h e 30 minutos!

AVE (Barcelona-Madrid):

O último trem que pegamos na viagem foi o AVE, que vai de Barcelona à Madrid – 600 Km de distância – em 2h e 40 minutos. A viagem pode demorar um pouquinho a mais ou a menos, dependendo da quantidade de paradas ao longo do trajeto. No nosso caso, acho que foi apenas uma.

Mais uma vez, compramos bilhetes pela Internet em www.renfe.es com um mês de antecedência. As duas passagens custaram 126 euros, mas poderiam ter saído por 99 se as tivéssemos comprado uma semana antes. Taí a importância de comprar as passagens com o máximo de antecedência possível.

Banheiro adaptado e espaço para cadeirantes no trem da cia Renfe

Pegamos um táxi do nosso hotel perto da Plaza Catalunya até a estação de trem Sants. Custou uns 10 euros e demorou cerca de 15 minutos. Na estação de trem, fomos orientados a procurar o escritório da Renfe para providenciarem a rampa, e quase tudo correu sem problemas. O único porém foi que o mané que vos escreve se esqueceu de avisar com antecedência que usava cadeira de rodas, e só conseguiu embarcar no trem porque o lugar destinado aos cadeirantes estava vago. Então, lembrem-se: ao comprar a passagem do AVE pela Internet, entrem em contato com eles pelo e-mail venta-internet@renfe.es.

Rampa de saída do trem da companhia Renfe

O AVE foi o trem onde encontramos mais espaço pra cadeira e o melhor banheiro acessível. E saibam que, em um futuro próximo, ele ficará ainda mais veloz, chegando à velocidade máxima de 350 Km/h e capaz de levar os passageiros de Barcelona à Madrid em duas horas.

Por último queria dizer que valeu MUITO a pena pegar os trens nesses trajetos. As viagens foram rápidas, tranqüilas, baratas e bem mais confortáveis do que pegar um avião. Fico torcendo para que esse trem bala Rio-São Paulo fique pronto logo!

. . .

Resumindo:

Paris-Bruxelas – Thalys
www. voyages-sncf.com
Se você usa cadeira de rodas, avise através do e-mail accesplus@sncf.fr

Bruxelas-Londres – Eurostar
www.eurostar.com
Durante a compra, via internet, é que você informará se é ou não cadeirante.

Barcelona-Madrid – AVE
www.renfe.es
Se você é cadeirante, após efetuar sua compra, entrem em contato com eles pelo e-mail venta-internet@renfe.es

Sobre o autor / 

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

Artigos relacionados

21 Comentários

  1. Maria Alice Miller segunda-feira, 8 de dezembro de 2008 em 16:47 -  Responder

    Oi Eduardo, adorei o post! Estou querendo ir à Europa com meu marido que é cadeirante e não estou gostando da idéia de dirigir por lá. Depois de ler seu artigo, acho que ele vai se animar!

    Um abraço!

    dezembro 8th, 2008 - 16:47
    Mão na Roda respondeu:

    Oi, Maria Alice! Dou a maior força para pegar trens. Também chegamos a pensar em alugar um carro, mas vimos que não valia a pena e o trem foi a melhor escolha. Se quiser saber mais alguma coisa, é só falar! Abraços, Eduardo.

  2. Jairo Marques quarta-feira, 10 de dezembro de 2008 em 07:54 -  Responder

    Edu, esse post é muito campeão. Um mega serviço importante. Aliás, eu tiro o chapéu para a qualidade das informações que vc divulga. Um dia chego lá ahahhah.. Particularmente, minhas viagens de trem pela "zoropa" foram menos tranquilas… um dia eu conto lá no meu diário! Abração

    dezembro 10th, 2008 - 07:54
    Mão na Roda respondeu:

    Valeu, Jairo! O objetivo inicial daqui do blog era justamente esse: troca de informações de cadeirudo para cadeirudo. Às vezes é tão difícil descobrir algo sobre a acessibilidade de um lugar que o mínimo que podemos fazer é compartilhar o que já sabemos. Aguardo ansiosamente pelo relato das suas viagens! Mas não espanta o pessoal não, hein? hehehe! Abraços, Eduardo.

  3. Fabio F quarta-feira, 10 de dezembro de 2008 em 10:37 -  Responder

    Olá, obrigado pela reportagem de grande valia para todos. Planejo ir a Europa com minha esposa do dia 13/02 a 28/02/09. Iremos por Londres devido ao preço em conta da passagem aérea. Mas o foco seria ir a Londres/2 noites, Amsterdam/2 noites, Bruxelas/1 noite, Praga/3 noites, algum local da Suiça que não sabemos ainda/2 noites e Paris o restante. Acham que por trem ficaria cansativo para todos os lugares? ou perderíamos muito tempo? acredito que perderíamos mais tempo de trem em Praga e na Suiça pq o restante dos países estão próximos e o tempo de trem é de menos quatro horas ok? Conto com a ajuda de vocês. Eu teria que pegar Eurostar, Thaylis e pela Suiça é o Lyria né? Praga eu não sei se há trem partindo dos lugares citados .. podem me ajudar ? obrigado pela atenção.

    dezembro 10th, 2008 - 10:37
    Mão na Roda respondeu:

    Oi Fabio! Eu só posso falar sobre os lugares pelos quais passei. Infelizmente eu estou um pouco por fora dos trens para Suiça e Praga, mas vou tentar ajudar. Só acho que a viagem vai ficar MUITO corrida. Talvez fosse melhor reduzir o número de lugares e aumentar o número de dias em cada lugar. O trem não é nada cansativo, muito pelo contrário! As poltronas são confortáveis e dá para descansar numa boa. Para os trajetos curtos, recomendo pegar o trem de manhã cedo, pois dessa forma você chega ao destino na hora do check-in do hotel e ainda consegue curtir o resto do dia na cidade. No nosso caso, por exemplo, fizemos apenas Londres-Barcelona de avião, pois a distância era bem grande. No seu, dá para ir para todos os lugares (inclusive Suiça) usando trem e de forma rápida, com exceção de Praga. Partindo de Paris, vc chega à Suiça em menos de 4 horas, dependendo da cidade. Para Praga talvez seja o caso de tentar uma passagem de avião em cia aérea Low Cost (EasyJet, RyanAir, etc.). Abraços, Eduardo.

  4. ticipoubel quinta-feira, 11 de dezembro de 2008 em 14:07 -  Responder

    já falei que to doida pra usar essas dicas européias?
    de 2009 não passa!
    beijos!

  5. Bianca quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 em 14:13 -  Responder

    Olá Eduardo, parabéns pelo blog, estou planejando ir pra Europa em Agosto de 2012, Lisboa, Paris, Roma, Veneza… Passeios de trem… Gostaria de alugar uma cadeira motorizada ou scooter em Lisboa, vc conhece algum site? Tem dicas ou recomendações p nós? Feliz Natal e obrigada!

    dezembro 22nd, 2011 - 13:08
    Eduardo Camara respondeu:

    Oi Bianca!

    Tenta falar com o pessoal da Accessible Portugal (http://accessibleportugal.com/). Boa sorte e feliz natal pra vc!

  6. monica franco terça-feira, 27 de novembro de 2012 em 15:25 -  Responder

    Olá Eduardo, estou planejando viajar para Europa em setembro/13 e meu namorado é cadeirante. Vamos para Munique pois tenho uma amiga que mora lá, mas não vamos ficar na casa dela pois têm escadas. Estamos planejando + ou – assim: ficar uns 6 dias em Munique para ficar com minha amiga; Berlim 4 noites; Amsterdam 2 noites. Na verdade temos muita flexibilidade com os dias, não temos pressa, o que vai determinar os dias e os lugares que pretendemos conhecer será o dinheiro que vamos levar. Penso em uns 5 mil euros. Não tenho noção pois quando fui para Alemanha fiquei na casa dessa amiga que morava próximo de Stuttgart, há 5 anos. Fomos de carro para Suiça e Itália, avião para Paris.
    Aproveitando essa oportunidade gostaria de saber se há descontos e prioridades na Europa para um cadeirante?
    Desde já agradeço essa oportunidade. Abraço, Mônica.

    dezembro 7th, 2012 - 21:50
    Eduardo Camara respondeu:

    Oi Mônica! Não conheço Amsterdam, mas todo mundo fala que é interessante e talvez valha a pena passar um dia a mais por lá. Eu fiquei 5-6 em Berlim, mas que 4-5 sejam suficientes. Quanto ao dinheiro, acho que dá tranquilamente. Você vai gastar mais é com hotel, e o resto é relativamente tranquilo. Se vc mora em uma grande cidade do Brasil (Rio e SP), não vai sentir muita diferença. Quanto a descontos, há em algumas atrações turísticas e em algumas cias de trem tb, como o Eurostar. Não lembro se tem na DB (DeutscheBahn). De qualquer forma, recomendo reservar os hotéis com antecedência através do Hotels.com e tomar cuidado com a época do Oktoberfest (início de outubro) em Munique. É comum os hotéis lotarem até mesmo no final de setembro. Abraços e boa sorte!

  7. monica franco sábado, 8 de dezembro de 2012 em 15:41 -  Responder

    Como vai Eduardo? Fiquei muito feliz quando vi sua resposta, vc foi a primeira pessoa que respodeu aos meus e-mails. Muito obrigada pela atenção.
    Esssa semana tive uma notícia muito boa. Minha amiga que mora em Munique está negociando a compra de uma casa e se der tudo certo poderemos ficar com ela pois a casa de dois andares tem um quarto e banheiro no primeiro andar. Além de não me preocupar com hotel em Munique, poderei ir em setembro mesmo e ir na Oktoberfest e principalmente poder ficar mais perto dessa amiga que amo tanto. Estou mais tranquila em relação a dinheiro pois não tendo hotel em Munique podemos gastar com mais tranquilidade e nos sentindo seguros se o dinheiro acabar faltando alguns dias para voltar.
    Eduardo estou te colocando a par disso tudo em total consideração, mesmo não sabendo se há interesse da sua parte em ler, mas sou grata a sua atenção.
    Um grande abraço e tenha um final de semana bem bacana, Mônica

    janeiro 26th, 2013 - 13:22
    Eduardo Camara respondeu:

    Oi Monica! Desculpa pela demora na resposta. Fico feliz em ter ajudado e conte comigo caso tenha outras dúvidas. Se vc conseguir ficar na casa da sua amiga em Munique, perfeito! Lá é uma cidade com hotéis caros e você vai economizar um bom dinheiro. É possível que eu passe por Amsterdam agora em fevereiro, aí vou poder dar mais dicas aqui no blog 🙂 Abraços!

  8. Mônica Franco sábado, 26 de janeiro de 2013 em 23:58 -  Responder

    Eduardo, como vai? Mais uma vez muito obrigada pela sua atenção. Fico feliz quando tenho resposta sua. Olha, estou muito confusa em escolher as cidades. Munique é certo e vamos mesmo ficar na casa da minha amiga, isso é bom demais!!!! O problema é escolher as cidades. Quero muito ir a Berlim, como também em tantos ostros lugares, rsrs. Amo a possibilidade de conhecer o “velho continente”. Tenho lido muito nos blogs sobre as cidades e fico cada vez mais sem saber o que fazer. Olha o que estou pensando: ficar 4 noites em Berlim; 3 noites em Amsterdam; 3 noites em Praga e se o dinheiro desse 3 noites em Lisboa ou Roma. Essas viagens intercalando com Munique. O que vc acha? Ou seria melhor quando fosse a Belim emendasse Amsterdam e Praga? Estou tão confusa, o que sei é que alguns passeios vamos fazer com a minha amiga, do tipo bate volta, como explorar Munique e voltar na fábrica de chocolate Ritter Sport, depois de Sttuttgart, etc. Vamos levar aproximadamente uns 6.000 euros, separando uns 1.500 para gastar em Munique o restantes para as viagens. Vc acha que é sufuciênte?
    Um grande abraço e desde ja agradeço sua atenção, Mônica

  9. maria beatriz de araujo moreira domingo, 3 de fevereiro de 2013 em 15:18 -  Responder

    Viajarei a Paris em julho/13 e gostaria de alugar uma cadeira motorizada. Você pode me ajudar dando dicas de como fazê-lo?
    Obrigada, maria beatriz

  10. Luciana Munhoz domingo, 1 de dezembro de 2013 em 20:41 -  Responder

    Olá, bom dia. Inicialmente, parabéns pelo site. Não sei se vc pode me ajudar, mas por acaso vc conhece os metros da França? Sabe se são acessíveis? Terei que alugar uma cadeira motorizada por lá e tenho receio de não poder me locomover, vc sabe alguma coisa a respeito? Vc tem alguma dica sobre aluguel de cadeiras motorizadas? Obrigada!

  11. Graziella quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 em 00:29 -  Responder

    Boa noite,
    Gostaria de saber se vc tem alguma ideia de como estao os trens da Italia na questao de acessibilidade..
    Estou querendo fazer roma+florença + cidadezinhas da toscana em março do ano q vem e estou pretendendo me locomover atraves de trens. Se vc puder me ajudar c alguma dica vou adorar.Obrigada, Graziella

  12. Angela quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 em 15:57 -  Responder

    Boa tarde Eduardo, gostaria de saber se já fez a viagem Roma e Firenze de Trem?
    E se tem alguma informação para me repassar. Obrigada.

    fevereiro 1st, 2015 - 16:44
    Eduardo Camara respondeu:

    @Angela, infelizmente ainda não fiz essa viagem de trem 🙁

  13. Mirtes Gomes quinta-feira, 2 de julho de 2015 em 22:21 -  Responder

    Olá Eduardo,boa noite! Gostaria de saber se vc tem dicas de lojas especializadas em compras de cadeiras de rodas na Suíça,pois tenho uma amiga que esta passando férias lá,e pelo que soube,cadeiras em monobloco importadas são bem mais baratas,porém ela,nao tem muita noção de onde procurar! pode ser sites tmb.Se puder me ajudar,agradeço! Boa noite!

    julho 21st, 2015 - 22:32
    Eduardo Camara respondeu:

    @Mirtes Gomes, tente falar diretamente com a Küschall, que é suiça e fabrica ótimas cadeiras! http://www.küschall.ch

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook