Uma rampa, por favor!

Quando estava escrevendo o texto sobre o HSBC Arena, mencionei que é comum recebermos informações erradas, quando perguntamos sobre acesso em qualquer lugar. Lembrei-me, então, do que aconteceu comigo em Salvador, no começo deste ano. Logo após o Carnaval, fui "expulsa" de casa para poderem fazer uma obra no meu quarto. Como tinha uma semana de férias no trabalho, resolvi viajar e escolhi como destino Salvador. Lá fui eu, sozinha, desfrutar de uma semana de sol e acarajé. Bom, nem tanto acarajé, pois não gosto, mas minha intenção era ficar torrando na piscina e fazer alguns passeios. Comecei a ligar para vários hotéis para saber da acessibilidade, e alguns foram "honestos" e disseram que, infelizmente, tinham escadas para se chegar à piscina. Até que encontrei um, que estava dentro do que queria e segundo a pessoa que me atendeu tinha acesso até a piscina, era só pegar o elevador. Fiquei feliz e lá fui eu pra a terra de Dorival Caymmi. Como cheguei à noite em Salvador, fui direto para o quarto, que era bem adaptado, jantei e fui dormir, pois queria acordar cedo no dia seguinte para aproveitar ao máximo o dia. Na manhã seguinte, tomei café (aliás, amoooooo café da manhã de hotel, rs) me arrumei, peguei o elevador e fui em direção à piscina feliz, contente e saltitante, quando me deparei com o seguinte visual: 

Escada para o acesso à piscina do hotel

Juro que queria ter visto a minha própria cara! Devo ter ficado alguns bons segundos estática, olhando para a escada com cara de "ué?", quando fui interrompida pela menina que trabalhava no bar da piscina:"Posso te ajudar?", no que respondi:"Sim, 3 caipirinhas e uma rampa por favor".

Comentários

Comentários

Um comentário em “Uma rampa, por favor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

Pin It on Pinterest