Hotéis e Pousadas, Viagens e Turismo

Hotel Ibis Bastille – Paris

2

quarto do Hotel Ibis Bastille - ParisSe você, assim como nós, resolveu viajar em cima da hora para Paris, a rede Ibis pode ser uma boa opção. Os hotéis da rede costumam ter grande número de apartamentos, o que aumenta as chances de conseguir uma vaga em uma cidade disputada por turistas como Paris.

Normalmente, os Ibis (são vários) da capital francesa ficam bem afastados das áreas mais nobres, mas no caso do Ibis Bastille, a localização não é ruim. Fica bem pertinho da praça da Bastilha, onde você encontra bastante opção de transporte, e também a algumas quadras de distância do Marrais.

Além de oferecer quartos adaptados, outroarmário do quarto Hotel Ibis Bastille - Paris motivo que nos fez escolher esse hotel foi o preço, em torno de 100 euros por dia para o casal. Não é um hotel de luxo, mas confortável o suficiente para quem usa o quarto apenas para dormir e tomar banho.

E por falar em quarto, vamos a ele. O espaço para circular com a cadeira de rodas era bom. A cama, de casal, possuía uma boa altura e era posicionada de forma a dar mais espaço em uma de suas laterais, o que facilita a transferência da cadeira para cama. O quarto ainda tinha uma mesa e um armário bem apertadinho, com algumas prateleiras (altas) e lugar para pendurar as roupas. A mala tinha que ficar num canto no chão mesmo.

banheiro do Hotel Ibis Bastille - Paris

A porta do banheiro era bastante larga e o espaço interno bem amplo. O chuveiro era do tipo “roll-in shower”, que não possui box.  Para delimitar a área de banho, a região do chuveiro tinha uma cortina e uma área mais baixa que o restante do banheiro. Como essa área era pequena, colocar a cadeira dentro dela e tomar banho era chato. Ponto a menos pela má utilização do espaço, pois o banheiro era enorme. Também fizeram falta barras de apoio, cadeira de rodas para banho e/ou um banco fixado na parede. A opção era usar uma cadeira de alumínio deixada no banheiro. A pia, por sua vez, era vazada embaixo, mas faltaram barras de apoio ao lado do vaso sanitário, que, aliás, era um bocado alto, com 50 cm de altura. Confesso que não gostamos nada desse vaso mais alto, os pés não chegavam a encostar de todo no chão. A solução foi apoiá-los sobre uma mala pequena, que colocávamos em frente a ele. No banheiro encontramos ainda duas prateleiras com boa altura. (Nota do Eduardo: segundo a norma brasileira, o vaso sanitário com assento deve ter, no máximo 46 cm de altura. Na Europa encontramos diversos vasos com 49, 50 e até 53 cm de altura, dificultando a transferência. Não sei se a norma européia é diferente ou foi erro do projeto)

Pra terminar, falemos rapidinho sobre o hotel em si. Sua entrada fica no nível da calçada, sem degraus ou escadas, o que facilitou nossa vida. O pessoal da recepção costuma falar várias línguas (português inclusive), indicadas no crachá de cada um deles. Há poucas quadras do Ibis Bastille, você encontra linhas de ônibus adaptadas que levam para o centro de Paris. Porém, se você é andarilho assim como nós, pode encarar a cidade a pé. Mas isso já foi assunto de outro post!

Nossa avaliação sobre a adaptação do Ibis Bastille é regular.

Pontos positivos: Pontos negativos:
• Localização próxima a pontos de ônibus acessíveis
• Preços acessíveis em relação a outros hotéis adaptados
• Entrada do hotel no nível da rua
• Bom espaço para circulação no quarto e no banheiro
• Chuveiro sem box
• Armário muito alto
• Falta de barras de apoio no banheiro
• Falta de cadeira de banho
• Chuveiro muito apertado
• Vaso sanitário muito alto

Avaliação: Regular

Sobre o autor / 

Bianca Marotta

2 Comentários

  1. Cátia Friedrich terça-feira, 4 de maio de 2010 em 22:20 -  Responder

    Olláaaaaa, cadeirantes!
    Não sou cadeirante mas, achei o blog muito legal., especialmente os comentários em cada perfil.
    Vou ficar no Ibis Bastille e queria ver se era bom e espaçoso pq vou com bebê.
    Odeio gente preconceituosa e “quadrada”! Ainda bem que a mentalidade das pessoas está mudando. Viva os cadeirantes!!!!
    Continuem assim… Bjos

    maio 4th, 2010 - 23:37
    Bianca Marotta respondeu:

    Oláaaaaa Cátia,

    Como ficamos no quarto adaptado, não sei te informar se os outros quartos são espaçosos o suficiente. De repente você pode perguntar pra eles se não possuem algum quarto para família.
    E fico feliz que tenha gostado do nosso blog! Volte sempre!
    beijos

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook