Britain’s Missing Top Model

Candidatas do concurso/programa de TV Britain's Missing Top ModelAcho que já deu pra perceber que está na moda falar sobre inclusão. Nada melhor do que pegar um assunto da moda e transformá-lo em programa de TV. Mais esperto ainda seria associar o assunto da moda à indústria da moda e encaixá-lo no formato de reality show. Pronto! Eis aí um programa de TV que poderia interessar a muitos. Ao que parece, a rede de TV britânica BBC percebeu isso e tratou de colocar no ar o concurso “Britain’s Missing Top Model”. Com formato parecido ao do já consagrado “Next Top Model” o programa da BBC colocou à prova oito meninas com deficiências e problemas diversos: uma paraplégica, duas garotas sem parte dos braços, uma com esclerose múltipla, duas deficientes auditivas, uma com paralisia parcial e uma com a perna amputada. Através de ensaios fotográficos, desfiles e outros desafios, uma candidata era eliminada por semana. O prêmio? Uma sessão de fotos para a revista Marie Claire com o fotógrafo Rankin.

Kelly Knox - vencedora do concursoComo não poderia deixar de ser, e isso foi o que mais me despertou a curiosidade, o programa foi carregado de dilemas morais e éticos e levantou questões sobre a deficiência física e a reação das pessoas a ela. Rolaram, por exemplo, acusações de que as deficientes auditivas não mudariam a percepção da indústria da moda pelo fato de a surdez não ser "visível", e críticas a uma das fotógrafas, que escondeu as deficiências das candidatas em suas fotos.

O programa foi ao ar no ano passado, mas você ainda pode ver o perfil das participantes, resumo dos episódios, entrevistas e outras informações no site do programa da BBC. Achei tudo muito interessante. Tentei assistir aos vídeos, mas parece que não podem ser acessados aqui no Brasil. Se alguém conseguir, nos avise!

Ah! A dica veio do nosso leitor Wagner Ribeiro. Valeu Wagner! Adorei!

7 thoughts on “Britain’s Missing Top Model

  • 7 de março de 2009 em 12:23
    Permalink

    Pensei o mesmo das surdas. Em aparência elas são normais. Você geralmente não sabe que alguem é surdo olhando na rua.

    Resposta
    • 7 de março de 2009 em 12:23
      Permalink

      Sim, mas imagino que a questão vá além do visual. tudo bem que estamos falando de moda, onde o apelo é quase 100% visual, mas me pergunto se, depois que se descobre que a pessoa é surda, o tratamento no "meio artístico" continua o mesmo? Acho que essa é que é a discussão a ser levantada.

  • 8 de março de 2009 em 18:45
    Permalink

    Confesso que pensei o mesmo das surdas. Por não ser visível aparentemente dá alguma vantagem. Sei lá. Bjs, Cris.

    Resposta
    • 8 de março de 2009 em 18:45
      Permalink

      Pode ser que dê vantagem pra gente que olha de fora, mas será que lá dentro, entre todas as outras, não rola preconceito tb? bjos, Bianca

  • 7 de março de 2009 em 20:40
    Permalink

    Pois é, e eu assisti alguns videos desse reality show no youtube mesmo. Achei bem interessante. Acho que inclusão é um assunto importante porque muita gente pensa que deficiente é inutil, então todos os meios usados para informar as pessoas do assunto são válidos.
    Ai embaixo vai o endereço do meu blog já que aqui n tenho a oprção de colocar!!

    http://igualmentediferentes.zip.net

    Resposta
    • 7 de março de 2009 em 20:40
      Permalink

      Oi Diefani, vou procurar os episódios no youtube. De repente tem até pra baixar em algum outro site que não o da BBC. E valeu pelo link pro seu blog! Abs, Bianca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *