Reatech 2009 – os carros

A Reatech desse ano não foi das melhores. Parece que a crise abalou os expositores, sobretudo da área de máquinas e equipamentos, que é meu maior interesse. A parte social e das ONGs eu deixo para o Eduardo e a Bianca… 😉

Não havia, por exemplo, nenhum expositor de elevadores de plataforma ou cabine. Apenas a Ortobras mostrava seus equipamentos para adaptação de veículos e as esteiras que carregam as cadeiras nas escadas.

Assim, vamos direto para os carros. Todos os preços são aproximados, válidos para venda em SP e já incluem todas as insenções possíveis. As opiniões que escrevo são pessoais e abertas à discussão de todos.

O stand da Chevrolet destacava o Meriva 1.8 com câmbio Easytronic por R$ 42 mil e o Vectra Expression 2.0 automático Next Edtion, por R$ 47 mil. Bem equipado, é o modelo que tem maior espaço interno, mais potência que o Corolla e um porta-malas que só perde para o Peugeot 307 Sedã.

A Fiat fez o lançamento na feira do Palio e Siena com câmbio Dualogic. Ambos estavam em exposição. Esse esse câmbio só vai equipar as versões com motor 1.8 e deve sair tamém para o Palio Weekend Adventure e o Idea Adventure. Nada de câmbio automatizado em versão popular. Os preços de Palio e Siena HLX começam em R$ 33 mil e R$ 36 mil, mas vários equipamentos são opcionais e pagos a parte, como o ar-condicionado. Achei os dois carros pequenos: mesmo com o banco recuado, foi apertado para entrar e quase não consegui sair, não tinha espaço para passar meu 1,25 m de perna embaixo do volante sem bater o quadril na coluna latural do carro. De qualquer forma, a iniciativa da Fiat é louvável, pois são atualmente os carros mais baratos que dispensam a embreagem. Também estavam presentes o Stilo e o Linea, esse último na versão 1.9 por R$ 54 mil.

O Peugeot 307 Sedã era a estrela no seu stand, com o lançamento de uma versão exclusiva para venda especial com os mesmos euipamentos da versão Privilege 1.6, mas nesse lançamento ele vem com motor 2.0 e câmbio automático, além de um latifúndio no porta-malas. Tudo por módicos R$ 44 mil. É uma estratégia semelhante à do Corolla XLi 1.6 automático, também exclusivo para venda especial com preço a partir de R$ 46 mil, mas em termos de mecânica e equipamentos o Peugeot 307 Sedã dá um banho no Corolla. E é mais barato.

Outros destaques eram o Civic, que dispensa comentários, o preço do modelo LXS automático começava em R$ 65 mil e o Fit, também muito procurado, modelo LX 1.4 automático a partir de R$ 44 mil.

No stand da Ford chamava a atenção o novo Focus Sedã GLX 2.0 automático, muito bem equipado por R$ 56 mil. O mais procurado para test-drive era o EcoSport automático.

A Volkswagen mostrava o Golf automático já velho de guerra. Também estavam expostos os novos Gol e Voyage, custando R$ 30 mil e R$ 33 mil nas versões Confortline 1.6 com ar e direção. Ainda não estavam disponíveis com o esperado câmbio automatizado, previsto para o final do ano e que deve chegar também para o Polo.

No test-drive andei com vários: Civic (ótima mistura de conforto com pegada esportiva), novo Focus sedã (ótimo carro, muito macio e confortável), Linea (não gostei do carro e estava com uma adaptação horrível), Corolla 1.6 (bom carro, mas falta motor), o Peugeot 207 SW (bom câmbio, mas a direção é muito pesada) e Gol 1.6 (motor muito elástico e direção macia). De todos, só o Gol não era automático. Eu achei o câmbio dualogic do Linea meio "bobo", hesitava na redução da marcha e deixava um "buraco" até engrenar. Penso que seja uma impressão inicial, talvez se andasse mais com o carro pegaria o jeito.

A auto-escola Javarotti, de São Paulo, disponibilizava para test-drive uma scooter adaptada com 2 rodas na frente. Foi uma sensação ótima relembrar meus tempos de motoqueiro. Para quem mora em São Paulo, a auto-escola oferece o curso e a moto para tirar a habilitação categoria A para motos adaptadas.

Nota do Eduardo: o blogueiro Alessandro, do Blog do Cadeirante, também fez um post sobre os carros da feira e colocou algumas fotos. Vale conferir!

9 thoughts on “Reatech 2009 – os carros

  • 10 de abril de 2009 em 13:18
    Permalink

    Olá Nickolas, muito boa sua avaliação, eu queria ter tido tempo de fazer todos os test drives, mas como só fui no domingo, após o primeiro test drive (do Corolla) desabou uma chuva daquelas, frustrando meus planos. Quanto ao Corolla concordo, é um carro grande com um motor pequeno, mas quanto ao câmbio dualogic, realmente é uma questão de costume, tenho um Stilo dualogic e acho mais macio e preciso do que câmbio automático.

    Resposta
    • 10 de abril de 2009 em 13:18
      Permalink

      Realmente acho que pode ser só impressão. Um dia o Eduardo vai me emprestar o carro dele para eu andar na estrada e ter uma 2a. opinião… ehehehe. Um abraço, Nickolas.

  • 10 de abril de 2009 em 19:42
    Permalink

    eu estou louco pra sair do Fit pra voltar pra um carro com mala decente…achei esse Vectra uma excelente opção.

    Resposta
    • 10 de abril de 2009 em 19:42
      Permalink

      Fernando, tenho um Vectra do modelo novo há 3 anos e gosto muito do carro pelo espaço, desempenho e conforto. Em viagens, dá para colocar no porta-malas a minha cadeira e a bagagem de 4 pessoas. Um abraço, Nickolas.

  • 13 de abril de 2009 em 00:15
    Permalink

    Gostei muito de saber que vai ter Dualogic na linha Palio! Mesmo colocando ar-condicionado, vai ser o automático mais barato do Brasil. Pena que eu não vi esses carros por lá… E sobre o Dualogic (tenho um), acho que ele só hesita em ladeiras muito íngremes. Tirando isso, pelo menos para mim, funciona muito bem. E o 307 hatch, não vai ter isenção? Porque o sedã é muito feio… Abraços!

    Resposta
    • 13 de abril de 2009 em 00:15
      Permalink

      Eduardo, na feira eu fiz essa mesma pergunta sobre o 307 Hatch ao vendedor da Peugeot. Segundo ele, não há previsão de uma versão do 307 Hatch com câmbio automático e isenção de impostos, uma vez que modelos Hatch tem pouca procura nesse mercado de vendas especiais. Abraço, Nickolas.

  • 26 de abril de 2009 em 11:38
    Permalink

    Pois é, eu saí do Civic para o Fit porque o Civic depois do modelo novo ultrapassou os 60 mil, teto para insenção de um dos impostos, e ficou mto caro.
    Me arrependi de não ter optado pelo Corolla. Optei pelo fit pela tecnologia mas a mala é sofrível, principalmente para quem não quer perder lugares rebatendo os bancos para colocar a cadeira deitada. Ela tem q ir na mala, presa por um esticador pra não ficar batendo no vidro traseiro e nem todo mundo que te ajuda colocando a cadeira na mala sabe prender, enfim, um inferno…rs
    O lance do Vectra é o consumo, né? parece que bebe mto. Este Peugeot me parece uma opção interessante,mas dizem que é um carro com qualidade ruim se comparado a Honda e Toyota, q depois de 1 ano tá tudo batendo, fazendo barulho, será verdade?

    Resposta
    • 26 de abril de 2009 em 11:38
      Permalink

      Oi Fernando! Não conheço ninguém que tenha 307, mas mais de um qum amigo próximo teve 206 e reclamava de barulhos. Além disso, dizia que o pós-venda e as concessionárias da marca são uma porcaria. Ele levava o carro com um problema e voltava com dois. Mas tenta entrar nos fórums da Internet e comunidades do orkut que você pode conseguir mais informações. A manutenção foi um dos principais motivos de eu ter desistido do C3, por exemplo. Entrei na comunidade dele e a quantidade de problemas era enorme! O Nickolas tem um vectra desses e faz 5 Km/l com álcool e 8Km/l com gasolina na cidade. Fiquei sabendo que o New Civic não é muito diferente disso. Se quiser, continuamos esse papo no orkut e mais gente participa. Abração, Eduardo.

  • 5 de maio de 2009 em 12:38
    Permalink

    ótima idéia, Eduardo. se quiser abrir um tópico sobre o assunto lá, eu participo e acho que é de interesse geral.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *