Equipamentos

Mais dicas sobre rodas

15

Continuando o assunto apresentado em um post anterior, voltamos a falar sobre rodas colocando aqui mais algumas dicas que surgiram nas nossas trocas de email:

Cris:
E aquelas rodas com aro em magnésio são boas?

Eduardo:
As de magnésio não são legais pra cadeira, não… Boas opções são: Spinergy (policarbonato), Karma (fibra de carbono), Glance (alumínio) ou X-Core (fibra de carbono). Ou então as comuns, de aço mesmo.

cadeiras com rodas X-Core de 3 pontas

Cuidado apenas se você for muito ativo: as rodas X-Core podem empenar. Conheço duas pessoas aqui no Brasil que tiveram suas X-Core empenadas, fora os relatos em fóruns da Internet. Para tetras acaba não fazendo muita diferença sobre qual roda usar… E se você quer que a cadeira fique mais bonita, uma roda da X-Core de 3 pontas pode ser uma opção diferente! Ela tem mais ou menos o mesmo peso de uma roda comum, mas tem um design bem legal e pode ser colorida também. Uma das cores é branco pérola e fica lindíssima quando a cor da cadeira é forte!

Já pra quem é paraplégico e é mais ativo, a X-Core pode ser uma roubada por causa da resistência. E se uma X-Core empenar, vai ser difícil voltar ao que era… No caso da Spinergy, dá pra consertar numa boa.

E o Christian (leitor do blog) comentou outra coisa bem importante no último post: a X-Core de 3 pontas só existe em aro de 25″, que não é comum aqui no Brasil (o comum é 24″). O problema é que é bem mais difícil você conseguir pneus aro 25 por aqui…

Nickolas:

Glance Wheels

Tenho um par da Karma de fibra de carbono na minha cadeira, é parecida com a X-Core mas tem um desenho mais “aerodinâmico”. Acho que nem fabricam mais essa roda, porque fui pesquisar agora e não achei em nenhum site para venda. É uma pena, pois são muito resistentes. Já pulei muitos degraus de até 20 cm e não empenaram…

Como o Eduardo comentou, outra boa opção são as rodas de alumínio da Glance, que aparecem na foto ao lado. São vários modelos muito bonitos que podem ter a pintura nas cores da cadeira.

. . .

Cris:
Qual seria a inclinação ideal (se é que existe isso). Sei que não pode ser muito, para que eu passe nas portas. Mas uns 3º, será que rola?

Eduardo:
O grau de inclinação das rodas (cambagem) depende da necessidade de cada um. Eu uso a minha sem inclinação alguma porque gosto dela bem estreita pra entrar fácil em elevadores e portas apertadas. Se você colocar 3 graus de inclinação, sua cadeira deve ficar uns 6 cm mais larga. Mas pra você não ficar desesperada, saiba que, dependendo da cadeira, você pode regular sua cambagem. Confirme esse detalhe na hora da compra. Algumas podem ser encomendadas pra funcionarem com 0 ou 3 graus de cambagem, bastando apenas trocar algumas peças.

Nickolas:
Acho que a cambagem ajuda na estabilidade e agilidade no giro da cadeira. Eu uso 3º na minha. Em compensação, ficou mais larga e não passa em algumas portas de banheiros comuns.

. . .

Nickolas:
Outra coisa muito importante na montagem das rodas são os corrimãos (hand rims). Quem não sua pelas mãos fica com a mão lisa e acaba fazendo muita força apertando o corrimão para andar, cansando mais rápido por causa disso. Outro exemplo é quem tem pouca pegada na mão. Nesses casos, uma boa opção é usar o corrimão “super grip” ou “vinyl coated” (revestimento em vinil) ao invés do comum em alumínio anodizado. O corrimão fica emborrachado, o que melhora muito a pegada, faz o esforço render mais e diminui os calos nas mãos. A desvantagem é que queima um pouco a mão quando você freia a cadeira em alta velocidade, descendo rampas longas. Isso piora nos dias mais quentes, mas é só descer devagarinho que o problema acaba. Para quem não tem esse estilo de condução, não há dúvidas que ajuda bastante.

Normalmente pode-se trocar só o corrimão, sem precisar comprar a roda mais cara. Se você precisa melhorar sua pegada, é um investimento que vale a pena.

. . .

Eduardo:

Sobre o tal freio de 1500 reais que você falou em outro e-mail, pode ser o D’s Locks. É um freio sinistrão que custa 400 dólares nos EUA. É muito recomendado para tetras que não tem força/mobilidade para frear a cadeira, mas de qualquer forma acho o preço um absurdo. Para um morador de Ouro Preto cheio de dinheiro no bolso, pode ser que justifique.  😛

Sobre o autor / 

Mão na Roda

15 Comentários

  1. Christian Matsuy segunda-feira, 27 de abril de 2009 em 23:45 -  Responder

    olá pessoal, obrigado pela citação mais fica aqui meu protesto contra nossa fabricantes tupiniquins:

    fabriquem aros com pino de impulsão DECENTES!
    tudo que procuro nesse sentido é extremamente mal feito e casda marca faz de um jeito sem nenhuma compatibilidade, dificultando demais uma eventual troca ou substituição. Os pinos da tokleve eu tive que colar um a um com araldite pois eu perdi vários andando por ai…

    a má vontade também impera – se vc comprou uma roda importada, vc que se vire, pois ninguem pode personalizar nada pra vc parece que vai acabar o munda pra fazwer uma furação diferente da padrão, levando em conta que isso ñ eh algo corriqueiro… só querem vender vender vender, mas aguardem darei meu jeito ninja de adaptar meu aros, e ainda mostrarei fotos de um acabamento decente.

    abraços!

    abril 27th, 2009 - 23:45
    Mão na Roda respondeu:

    Christian, mostra as suas adaptações nas rodas sim! Se tiver fotos, manda pro meu e-mail pra gente colocar no blog! Abraços, Eduardo.

  2. Jairo Marques terça-feira, 28 de abril de 2009 em 22:57 -  Responder

    Um dia eu vou ser "inteligentchi" e entender de cadeira de rodas e de rodas assim…. por enquanto, eu só galapo num cavalo véio ahahaahhaha…. abração a todos… excelente serviço!

  3. MônicaFigueiredo domingo, 3 de maio de 2009 em 22:49 -  Responder

    Não sei de onde você é Christian, mas aqui em Belo Horizonte e eu acho que no Brasil de uma forma geral a "má vontade" impera, mesmo com a gente pagando. E caro oque é o pior de tudo!!! Eu comprei recentemente uma cadeira de x-duplo (que estava encalhada na loja, por isso conseguí um preço bom e paguei a vista como já mencionei antes) da "tokleve" e fiquei satisfeitíssima. O meu irmão foi quem comprou uma da "Jaguaribe" (super pesada, diga – se de passagem, pra mim. Eu não tinha esse hábito de escolher as minhas cadeiras, só quando acontecia alguma coisa com elas (defeito irreparável – coisa que não existe!) é que eu trocava de cadeira… Entretanto, fico perplexa com os preços colocados aqui de uma forma tão corriqueira. Sabiam que o salário mínimo é R$465,00??? A gente sabe, só o governo é que não, né?! Muito bem exposto o assunto. Eu não sabia da existência de cadeiras tão caras… 🙂

  4. MônicaFigueiredo domingo, 3 de maio de 2009 em 22:51 -  Responder

    E quando vocês pretendem abordar sobre "cadeiras higiênicas"???

    maio 3rd, 2009 - 22:51
    Mão na Roda respondeu:

    Mônica, o post está programado para dia 8. Bjs, Cris.

  5. MônicaFigueiredo quarta-feira, 6 de maio de 2009 em 16:25 -  Responder

    Estou esperando… 🙂

  6. Gaya w k m quinta-feira, 8 de outubro de 2009 em 22:09 -  Responder

    gostei muito dessas cadeiras q foram mostradas aki junto com as rodas de magnésio, onde posso encontrá-las? Com quem posso entrar em contato p/ mais informações a respeito? sou de minas e ñ sei onde procurar

  7. Carlos martins sexta-feira, 24 de setembro de 2010 em 21:24 -  Responder

    Gostaria de saber um contato ou site que me possibilite adquirir uma roda do tipo Glance ou X core 3, no exterior pois aqui o preço e absurdo.
    grato
    Carlos

    setembro 27th, 2010 - 10:50
    Nickolas Marcon respondeu:

    Carlos, alguns sites no exterior que vendem rodas são:
    http://www.sportaid.com
    http://www.spinlife.com
    http://www.southwestmedical.com
    http://www.wheelchairparts.net
    Há vários outros, para mais opções consulte o Google. Não esqueça que os preços estão em dólares e sobre as compras no exterior ainda há o pagamento de frete e impostos que praticamente dobram o preço na chegada ao Brasil. Um abraço.

  8. Sampaio sábado, 4 de outubro de 2014 em 07:24 -  Responder

    Olá pessoal, minha filha tem uma cadeira de rodas infantil da Agile Baby .
    porém, as rodas dianteiras são de acrílico dificultando o acesso em pisos ásperos
    Tenho procurado por diversos lugares rodas de borracha pois acredito que o bem estar ficará melhor, uma vez que será mais macio, mas não estou encontrando, vocês conhecem onde posso buscar essa informação?
    Também gostaria de personalizar as rodas traseiras com um modelo mais sport.
    Abraços á todos

    outubro 5th, 2014 - 17:09
    Eduardo Camara respondeu:

    @Sampaio, existem vários outros tipos de rodinha dianteira. A gente já falou sobre isso nesse post aqui: http://maonarodablog.com.br/2014/09/04/rodas-dianteiras/

    Se você disser de qual cidade é, posso tentar dar mais dicas de onde comprar. Além das lojas específicas para cadeiras de rodas, você também encontra modelos diferentes em lojas de rodas para patins! Enfim, aguardo resposta para tentar ajudar da melhor maneira. Abraços!

  9. Lídia terça-feira, 25 de novembro de 2014 em 18:03 -  Responder

    Oi! Uso corrimão de alumínio que é muito liso, um par do revestimento de borracha de silicone custa tão caro que parece um deboche. Gostaria que vcs me dessem uma ideia de como eu posso revestir o corrimão pra ele ficar mais aderente. Vi uma vez num post fotos de um corrimão revestido com mangueira de aquário, não conseguir entender muito bem como ela foi colocada. Tive uma ideia de gênio de encapar o corrimão com corino, usado em estofados, passei por uma porta e tinha um prego, rasgou boa parte. Ficou bunito. Faço o quê com ele? Um tipo de cola aderente serviria?

  10. Joselito Luiz Alves quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 em 13:38 -  Responder

    por favo me informe como faço para adquiri uma cadeira como esta e qual o custo da mesma

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook