Meu santo pai

Sabiam que meu pai já fez um milagre? Sim, é verdade! Já tem algum tempo, mas tem gente que acredita até hoje que ele fez.

Para quem não sabe, ele é médico neurologista. A gente até brinca com isso lá em casa, pois assim como “em casa de ferreiro, o espeto é de pau”, temos “em casa de neurologista, um lesado medular”. É, nosso humor é um pouco mórbido sim, mas somos tutto buona gente

Mas voltando ao assunto do milagre, uma vez meu pai foi chamado para atender uma paciente no Méier, uma senhora que já não andava há três anos e a suspeita era de uma doença neurológica. Chegando lá, meu pai examinou a paciente, conversou com ela e com os familiares, levantou o histórico e pimba: “Levanta-te e anda”! Claro que não com essas palavras, mas ele saiu puxando a mulher da cadeira, fez com que ficasse de pé e ela, aos gritos de “Estou andando! Estou andando!”, deu seus primeiros passos após anos! Todos trataram meu pai como um santo, mas ele saiu de lá constrangido, pois era simplesmente um caso – não tão raro – de paralisia histérica.

Casos como esse, além de novelas do Manoel Carlos e diversas patologias (ex: esclerose múltipla e síndrome de Guillain-Barré) que causam paralisias temporárias e que podem até sumir sem tratamento algum, explicam porque um monte de gente me para na rua e diz: "o primo do amigo do meu cunhado usou cadeira de rodas um tempão e voltou a andar. Basta ter fé e força de vontade!".

Nenhum problema em ter fé e força de vontade, mas em alguns momentos é necessário ser cético, ouvir a ciência e pesquisar fatos para não cair numa roubada que pode ir de uma sessão de exorcismo a um tratamento inócuo em um país distante.

Mas é claro que, para a família daquela velha senhora do Méier, até hoje meu pai é um santo homem que fez uma pessoa andar da noite pro dia! E vai tentar convencê-los do contrário, pra ver o que acontece…

 

Comentários

Comentários

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

11 comentários em “Meu santo pai

  • quarta-feira, 3 de junho de 2009 em 11:09
    Permalink

    Po ! Um Medico muito Habil o seu pai ! WOW ! Todo medico devia conhecer Psicologia e saber lidar com ela, aplicar ! Parabens !

    Resposta
  • sexta-feira, 5 de junho de 2009 em 22:10
    Permalink

    Pô Eduardo se seu pai mandar o Curriculum dele pra Globo é contratado na hora,porque eles adoram médicos que curam TUDO.
    Quanto ao assédio de evangélicos,espíritas,curiosos e afins,é inevitável,sempre tem uma alma querendo que vc se cure,saia andando,tenha fé,blá,blá,blá.
    Haja paciência

    Resposta
    • sexta-feira, 5 de junho de 2009 em 22:10
      Permalink

      É verdade, Tania, não tinha me ligado nisso. Acho que a Globo tem a cura para tudo quanto é tipo de coisa. E esse povo que tenta "curar" poderia simplesmente "aceitar", né? Seria bem melhor! Abraços, Eduardo

  • sexta-feira, 5 de junho de 2009 em 17:55
    Permalink

    Um amigo me contou que estava numa festa e qdo percebeu ja tava cercado por evangelicos,um se virou pra ele e disse: levanta-te e anda !,claro ele permaneceu sentado na cadeira de rodas,então o crente disse a ele :seu problema é que vc não tem fé,se vc tivesse fé vc voltaria a andar agora msm !,foi qdo esse meu amigo disse pro crente : Ah então o problema é falta de fé ? tenta voar ae !!
    bate seus braços e voa,me mostra sua gde fé,se vc tem tanta fé vc vai conseguir !!,o crente ficou sem graça e saiu de perto dele. O gde problema é esse, logo veem algum cadeirante e ja imaginam uma change de bancar Jesus .Cuidado pra não cairem na labia deles.Abçs a todos !!

    Resposta
    • sexta-feira, 5 de junho de 2009 em 17:55
      Permalink

      hahahahahah! Cleiton, essa foi muito boa! Volta e meia também sou pego de surpresa por alguém que quer fazer um milagre e da próxima vez vou dar uma resposta dessas. Vou te dizer que tem uma igreja perto da minha casa e eu sempre mudo de calçada na hora da saída do culto, pois senão é encheção de saco na certa! Abraços, Eduardo.

  • quinta-feira, 4 de junho de 2009 em 19:39
    Permalink

    Pois é, se você não corre atrás da explicação, muita coisa vai parecer milagrosa mesmo. sem falar que pode ainda cair no conto do vigário. Antes de qualquer julgamento ou atitude, devemos sempre buscar informações. Mas sempre vão existir as pessoas que preferem acreditar em santos e na fé…

    Resposta
    • quinta-feira, 4 de junho de 2009 em 19:39
      Permalink

      … ou em "cientistas" picaretas 🙂 Beijos, Eduardo.

  • terça-feira, 16 de junho de 2009 em 13:48
    Permalink

    Eduardo, vc me fez lembrar um caso q ocorreu comigo e minha namorada semana passada. Eu passei mal e fui para um hospital público. Minha namorada, claro, foi comigo, e me acompanhou lá enqto eu era medicado, tomava soro, aquelas coisinhas básicas. Ela é cadeirante. Ou seja, em hospital, qq um q chega na cadeira de rodas é o doente, independente da cara de quem esteja ao lado… rs… Mas o ocorrido foi que, na sala de repouso, eu já medicado, durante a demoraada espera até o soro acabar, não paravam de chegar evangélicos (nada contra eles!!), um após o outro, para propor, gentilmente, orações. Uma delas virou pra minha namorada e disse: "Procura o pastor "fulano". Assiste o programa dele, vai na igreja dele, e ele com o jejum, e a oração dele, com a fé dele vai fazer vc levantar dessa cadeira de rodas!!!" E acrescentou: "Já vi gente de muleta, óculos, com a oração dele, sair curado e largar tudo lá!"… Acho q vou lá pra curar minha miopia, pq minha namorada é bem resolvida com a cadeira… rs… Abraços!!!

    Resposta
  • terça-feira, 16 de junho de 2009 em 13:54
    Permalink

    Completando, até entendo q qdo vemos uma pessoa numa situação desfavorável, queremos, mesmo sem conhecer, o melhor possível para ela. Mas td tem limite e razoabilidade. Não é com "fulano vai rezar e vc vai sair andando" q se resolvem as coisas. Se a pessoa ainda dissesse "soube q tem uma pesquisa nova de células tronco, peguei o telefone do centro de pesquisas, quer?", é muito mais plausível. Não que não devamos ter fé. Até pq quem não tem fé depois de uma situação dessas, nem volta a pôr a cara pra fora de casa, não é verdade? Mas até pra ter fé tem que ter racionalidade. Minha namorada sempre diz pra mim "Eu já sou curada. Sou bem-sucedida profissionalmente, sou amada, desejada, tenho uma família maravilhosa, quero mais o quê pra ser feliz? Só falta casar…" Para pessoas que são resolvidas e felizes na vida, andar é apenas um mero detalhe. Abraços!

    Resposta
  • terça-feira, 20 de julho de 2010 em 22:06
    Permalink

    [blue]muito legal sobre o pai q fez o milagre rsrs.Acho q milagre é ser tetraplegico e sobreviver com um salário minimo e + a gratificação do acompanhate. a personagem tetraplegica de manoel carlos da globo deveria ser de classe média ou pobre talvez assim nós deficientes fossemos reconhecidos como verdadeiros guerreiros. ñ basta tentar incluir o deficiente na sociedade é nescessario concientizar os chamados normais q precisamos de acesso e ñ de dó.

    Resposta
    • quinta-feira, 5 de agosto de 2010 em 17:21
      Permalink

      Concordo com tudo que vc disse! Mas até que a personagem foi legal… Ela mostrou vários problemas de acesso que atingem todos os deficientes (independente da classe social) e isso foi bastante válido!
      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

Pin It on Pinterest