Falar o que?

 Dia desses estava no Shopping com meu namorado, e ele resolveu entrar numa loja de esportes. Como não tenho muita paciência para ficar olhando uniformes de times de futebol, fiquei do lado de fora olhando outras vitrines. Quando de repente escuto:

– CRIS!!! Quanto tempo! Nossa como você tá bem! O que tá fazendo por aqui?

– Tô passeando com o meu namorado. Estamos fazendo hora pro cinema, só que ele entrou numa loja, e preferi ficar aqui, olhando outras vitrines. E você? Tudo bem?

– Tudo ótimo! Namorado? Você tá namorando? Ah… Não acredito! O que é isso na sua mão? Você tá noiva???

– É…

– Sua danadinha! Eu aqui, toda toda e solteira, e você ai, sentadinha e ainda vai casar???!!!

Momento sorriso amarelo…

Aí eu pergunto: o que responder a um comentário desses?

 

Comentários

Comentários

32 comentários em “Falar o que?

  • quarta-feira, 10 de junho de 2009 em 18:00
    Permalink

    POXA LINDA É OSSO HEM? Ñ SEI COMO COMENTAR? TBM SOU CADEIRANTE HÁ 14 ANOS,TENHO UMA AMIGA KI SAI COMIGO PRO MOTEL,ELA SEMPRE FALA KI SOMOS MELHOR KI ESTES POR AI KI ANDA!!!BJS LINDA

    Resposta
  • quinta-feira, 11 de junho de 2009 em 08:43
    Permalink

    Cris, parabens pelo texto divertido e pelo otimo blog. Casualmente entrei nesse espaço sem muita pretensão e aqui estou eu no meio do feriado lendo todo o conteudo e aprendendo com voces a ampliar minha visão do mundo que por pura ignorancia desconhecia. Parabens pelo trabalho de voces e saibam que acabaram de ganhar mais um leitor.

    Resposta
    • quinta-feira, 11 de junho de 2009 em 08:43
      Permalink

      Oi Nilo, que bom que gostou do Blog e de nossos textos! Seja bem vindo e comente sempre que quiser. Bjs, Cris.

  • quinta-feira, 11 de junho de 2009 em 11:49
    Permalink

    Ei Cris… não existe comentário nessas horas…

    Anta dá em todo lugar, né?

    []’s

    Resposta
  • sexta-feira, 12 de junho de 2009 em 13:50
    Permalink

    quel tal:
    "Deve estar sozinha por conta de comentários idiotas como este que acabou de fazer…"
    simples assim…

    Resposta
  • sexta-feira, 12 de junho de 2009 em 16:57
    Permalink

    Eu só acho que vc deu muita importância pro comentário – que era pra ser apenas divertido. É nisso que dá filosofar demais sobre as questões da vida. Levar as coisas numa boa ajuda a desencanar. Eu vou morrer ouvindo piadinhas sobre meu tamanho, meu peso e meus dentões; sou uma Mônica!! Que posso fazer? Ora, só rir. desencana!

    Resposta
  • sábado, 13 de junho de 2009 em 00:34
    Permalink

    Concordo com a Maria (abaixo). Acho que responderia: "Eh. Legal, uh?" Sei la. Levar a vida bem light…por aih…sem muita filosofia. Qto mais a gente pensa, mais encana.

    Abs

    Resposta
  • domingo, 14 de junho de 2009 em 12:14
    Permalink

    Isso é mais comum do que se parece…outro dia tava no consultório dentário e eu conversando sobre meu acidente(sempre perguntam como foi..essas coisas)com a secretária e uma senhora entra na conversa e fala…"Nossa um menino tão bonito na cadeira de rodas, e bem humorado.." pensei …eu teria que ter cara de doente e estar reclamando de td..? kkkk

    Resposta
    • domingo, 14 de junho de 2009 em 12:14
      Permalink

      Pois é, as pessoas acham que não podemos ser felizes e saudáveis, Vai entender! Bjs, Cris.

  • segunda-feira, 15 de junho de 2009 em 16:07
    Permalink

    Nessas horas eu dou de ser sarcástico (é irresistível). Falo logo: é… quem sabe vc não está precisando de uma cadeira …

    😉

    Resposta
  • terça-feira, 16 de junho de 2009 em 13:38
    Permalink

    Nossa. Infelizmente, como um colega aqui já comentou, isso é mais comum do que parece. As pessoas ainda se surpreendem qdo vê um cadeirante bem-sucedido. Quando vê uma mulher cadeirante feliz, bem-sucedida no amor, acham quase absurdo. Tem gente que pensa "ah, ela deve ser rica, por isso tem homem que se interessa por ela!". Claro q relacionamentos por dinheiro existem. Aos montes. Mas independem de deficiência ou atributos físicos. Quantos casais "lindos e perfeitos" (com aspas, por favor!) estão juntos por aí somente pelo interesse financeiro? Só existe uma solução. Mostrar a cara. Dizer mesmo "sou feliz, e daí?". Só assim um dia possamos ter a possibilidade de que tal fato seja encarado com naturalizade, e não estupefação. Aí cada um procurará a sua felicidade, e não buscar justificativa para a felicidade dos outros. Um grande abraço, Cris!

    Resposta
    • terça-feira, 16 de junho de 2009 em 13:38
      Permalink

      Pois é, as pessoas ainda se impressionam com a felicidade alheia. Uma pena, né? Bjs, Cris.

  • segunda-feira, 22 de junho de 2009 em 11:29
    Permalink

    mui amiga, da onça claro

    Resposta
  • Pingback:Cadeirante casa? « Blog Mão na Roda

  • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 12:16
    Permalink

    Bom, a coitada da amiga talvez tentou ser engraçada, desencana! mas de certa forma é compreencível que muitas pessoas pensem que caideirantes femininas tenham dificuldade de encontrar algúem, não porque não mereçam jamais!! mas porque muitos homens tem dificuldade de se doarem a esse amor tão igualmente lindo, o que quero dizer, é que, é mais comum vermos mulheres encarando novos ” desafios”, (porque a vida de um cadeirante é um desafio constante), do que homens, e pelo amor de Deus não pensem que estou sendo machista, jamais! é apenas uma estatística, triste, mas estatística. beijo e parabéns pela vida flor!!!

    Resposta
    • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 13:45
      Permalink

      Oi Joyce, não acho machismo não. Tbm acho que as mulheres são menos encanadas ao namorarem um cadeirante do que os homem. Mas não é impossível! Bjs, Cris.

  • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 13:02
    Permalink

    Eu sou deficiente fisica,tive poliomelite na perna esquerda e as pessoas me olham as vezes como um ser frágil,e acham que nunca vou ser feliz,lógico que tem hora que dar uma tristesa e acho que ninguém vai querer namorar comigo,porque os homens são esquisitos,sinto as vezes que eles tem vergonha de namorar uma deficiente é estranho,as pessoas não quererem saber como são as pessoas por dentro e sim por fora.

    Resposta
    • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 13:48
      Permalink

      Oi Elisangela, tbm tive fases de achar que nunca mais ia namorar. Mas graças a Deus estava errada. Acredite, existe muito mais gente do que se imagina que não tem preconceitos. As vezes está mais perto do que pensamos! Não desanime! Bjs, Cris.

  • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 13:18
    Permalink

    Não sou cadeirante fisicamente dizendo,mas sinto as limitações todas de um,pois meu filho Izaac Guilherme,de nove anos é cadeirante,ele tem paralisia cerebral,não anda e não fala.Mas é super danado,se arrasta pela casa e nos alegre com seu sorriso.Vou criar um blog para ele,embora ele ainda não saiba ler e escrever,tem muitas histórias.Parabéns.

    Resposta
    • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 13:52
      Permalink

      Oi Vivian, nada mais gostoso que o sorriso de criança, né? É uma excelente idéia criar um Blog pra ele e dividir suas experiências! Bjs, Cris.

  • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 15:08
    Permalink

    Ola Cris, isso so prova que apesar das suas limitações vc e capaz. Bjus

    Resposta
    • domingo, 28 de fevereiro de 2010 em 18:23
      Permalink

      Todo mundo é. Ainda bem, né? rsrsrs. Bjs, Cris.

  • sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 em 17:10
    Permalink

    Cris da próxima vez fala assim: pode deixar que no casamento eu jogo o buquê pra vc, quem sabe assim vc desencalha, né! Eu sou noiva e andante e vai por mim isso é invejazinha alheia, indiferente de ser cadeirante ou não!

    Estou noiva há cinco anos e detesto encontrar essas “amigas” invejosas, sabe o que elas me dizem quando me encontram? “Nossa tá noiva ainda? Ele tá te enrolandooo hein!” e eu respondo: Que nada, querida! Eu também enrolo ele! Sabe, se enrolar junto é tão gostoso… Experimenta vai ver é isso que tá te faltando!

    Solta a língua Cris! Não fica por baixo não! Até pq uma pessoa que faz um comentário desse vc tem que rever se é amiga mesmo!

    Beijão e votos de um casamento mega-super-hiper-ultra feliz pra vcs!

    Resposta
    • domingo, 28 de fevereiro de 2010 em 18:24
      Permalink

      Nem era tão amiga, rs. Esse tipo de comentário, apesar de ser extramamente infeliz, não me incomoda. Muito obrigada pelos votos! Bjs, Cris.

  • domingo, 28 de fevereiro de 2010 em 12:27
    Permalink

    Ai!!! fico P%@..t0!!!!! da vida com esses tipos de comentarios, e quando falam assim: coitadinho…!!!! Afffff…!!! eu respondo porque coitadinho????? tem alguem doente???? Nesse caso concordo com o pessoa que postou acima, seria sarcastico, “è queridinha compra uma cadeira!!!!” (e olha que eu nao sou cadeirante, mas ingnorancia me irrrrrrrrrrita)

    Resposta
    • domingo, 28 de fevereiro de 2010 em 18:28
      Permalink

      As vezes irrita mesmo, rsrsrsrs. Mas quem tá com problemas de “solteirice” é ela, não eu, rsrsrrs. As vezes nem vale responder, pq normalmente a pessoa nem entende a resposta tamanha é a ignorância, rs. Bjs, Cris

  • terça-feira, 2 de março de 2010 em 17:59
    Permalink

    Nossa, Sem Noção !!!!

    Existem pessoas que pedem por uma resposta bem mal educada…

    Sabe, algumas pessoas ( muitas) não podem ver a felicidade alheia, precisam alfinetar….

    Boa sorte e felicidades !!!
    Bia

    Resposta
    • terça-feira, 2 de março de 2010 em 21:37
      Permalink

      É verdade Bia, foi sem noção mesmo, rsrsrs. Obrigada!

  • quinta-feira, 4 de março de 2010 em 19:39
    Permalink

    Ahhhhhhhhhhdorei seu post.. Também sou cadeirante e há 37 anos, imaginem o que eu já ouvi…. Só que ha tanto tempo assim, e desde que nada havia em relação a nós, não tenho história e sim saga… Acontece que ultimamente tenho ouvido muito destes comentários e em pleno sec. XXI, qdo stou com a minha filha, aí dizem…. Nossaaaa.. você conseguiu casar… Bem, como sou meio porra loka, normalmente ninguém me tira do sério.. eu dou uma esfusiante gargalhada e uso sempre a mesma frase: sim e tudo aconteceu PELAS VIAS NORMAIS DE ACESSO… uahuahuhua.. Bjks, este blog é SENSACIONAL…

    Resposta
    • quinta-feira, 4 de março de 2010 em 20:55
      Permalink

      Huhahauhauhauhauah, muito bom! A gente escuta cada uma, né? Que bom que gostou do Blog!!! Se tiver alguma história que queira contar, manda que a gente publica. Bjs, Cris.

  • domingo, 7 de março de 2010 em 23:05
    Permalink

    Parabéns,por esse espaço.Muito bom,mesmo.
    Aproveitando para comentar a situação,já passei por algo
    parecido,sou deficiente física,e também estou noiva.Interessante é q vou algo bem parecido.Nós que aparentamos limitações e pessoas cmo essa é que são limitadas em seu pensar.Fazer o que?rsrs.Um dia elas crescem,estamos ai pra ensinar e vencer limites.
    OBS.mais uma vez parabéns pelo BLOG.bjua,neidinha

    Resposta
    • segunda-feira, 8 de março de 2010 em 18:43
      Permalink

      A gente escuta cada uma, né? Que bom que gostou do Blog! Bjs, Cris.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

Pin It on Pinterest