Equipamentos

Carroças

10

Pois é, quando penso nas cadeiras de rodas nacionais me vem na cabeça o comentário do ex-presidente Fernando Collor de Mello sobre os carros nacionais que, dizia ele, eram carroças. Infelizmente, é isso que vejo nas cadeiras nacionais. Carroças. Desde que resolvi trocar de cadeira no começo deste ano, tenho aprendido bastante. Confesso que antes, não me intereCadeira de Rodas Otto Bock Blizzard ssava muito pelo assunto e achava que as cadeiras daqui estavam me servindo muito bem e eram ótimas. Ledo engano. Quando comecei a perturbar o Eduardo e o Nickolas sobre o assunto, descobri que não sabia nada. A quantidade de informação que eles passaram me fez pensar em comprar uma importada. O que, infelizmente, acabou não acontecendo devido à restrições da ANVISA. Mas nem quero falar sobre isso agora. Só sei que desde então venho lendo muito sobre o assunto na internet e é impressionante a diferença.
A cadeira que eu ia comprar, a Otto Bock Blizzard (quem esteve na Reatech, em abril deste ano, deve ter visto) tem um design limpo, é leve, e tem vários itens facilmente ajustáveis. Foi uma pena não ter conseguido.
Cadeira de rodas Quickie Helium

Se formos olhar as cadeiras mais novas que são lançamentos deste ano nos Estados Unidos e Europa, veremos a Quickie Helium que tem um design parecido com o da Blizzard (pelo menos eu achei) e dependendo da configuração pode chegar a pesar apenas 6,5 kg. Imagina como não deve ser fácil tocar uma cadeira tão leve, e colocá-la no carro? Só pra comparar: a cadeira considerada top de linha aqui no Brasil pesa, em média, 12 kg.

Um dos lançamentos mais legais que vi também foi a Tilite Z10, que ainda tem um preço absurdo (U$ 7.500), mas diz a lenda que isso deve mudar e ela deve chegar ao preço das outras cadeiras de titânio da Cadeira de rodas Tilite Z10mesma marca, que variam entre U$ 1.800 e U$ 2.100. Já parou pra fazer as contas? Se formos comparar somente o valor da cadeira, uma cadeira ultra leve de titânio considerada uma das melhores pelos americanos custa U$ 1.800, ou seja, R$ 3.400 no câmbio atual! A top de linha nacional, que é em alumínio (mais pesada) tem menos opcionais, é menos ajustável e nem vou falar de prazo de entrega e atendimento, custa a partir de R$ 3.120. Não sei por que o mercado nacional é tão ruim. Até onde eu sei existe incentivo do governo (isenção de impostos) para fabricação desse tipo de produto. Será que não interessa fabricarem um produto de melhor qualidade?

Não sei se é barato ou simples ter todo um equipamento para fabricação de cadeira de rodas. Uma vez vi uma reportagem no youtube que mostrava a fábrica de uma marca de cadeira de rodas lá dos Estados Unidos. Não me parece uma estrutura simples, mas será que isso é motivo para que os nossos padrões sejam tão baixos? Não sei. O motivo talvez seja bem mais complicado do que parece, mas em virtude disso poderiam amenizar as taxas de importação e nem isso é feito. O preço final das cadeiras importadas é absurdo e por isso acho que vamos continuar com nossas carroças durante um bom tempo. Infelizmente.

Seguem os links de alguns sites de cadeira de rodas nos Estados Unidos e Europa, pra quem quiser dar uma olhada e ver o que tem de bom lá fora:

http://www.tilite.com

http://www.heliummobility.eu/en_gb/index.asp

http://www.colourswheelchair.com/

http://www.kuschall.com/en

http://www.topendwheelchair.com/

Sobre o autor / 

Cris Costa

10 Comentários

  1. Cleiton Machado quarta-feira, 19 de agosto de 2009 em 14:55 -  Responder

    Realmente essas cadeiras nacionais estao muito atrasadas em comparação com as importadas,a diferença é abismal.
    Uma que recentemente me chamou a atenção nas andanças pela net foi uma cadeira chamada Marvel,que tem um sistema de suspenção que parece até ter sido feito pra se aventurar nas calçadas do Brasil ,tem uns videos dela no youtube pra quem quiser confirir,ou ir no site da empresa
    http://www.marvelwheelchairs.com,mas enfim talvez um dia "nossas" nacionais cheguem a tal nivel de qualidade …

    agosto 19th, 2009 - 14:55
    Mão na Roda respondeu:

    Oi Cleiton, não conhecia essa marca não. Fui lá no site deles dar uma olhada e achei bem interessante o que eles falam do alumínio e do titânio, além do lance da suspensão. De tudo que já vi, é uma proposta bem diferente. Achei bem legal. Valeu a dica! Tomara que um dia o Brasil chegue em um nível assim de qualidade. Bjs, Cris.

  2. andré mesquita gil quarta-feira, 19 de agosto de 2009 em 18:34 -  Responder

    As cadeiras que são mt ajustaveis não ficam mais frágeis? Para que esta acima do peso e roda tudo, isso é uma preocupação real..ou estou enganado? Em relação ao peso estou impressionado, 6,5kg da p/ suspender com um braço..

    agosto 19th, 2009 - 18:34
    Mão na Roda respondeu:

    Oi André, as cadeiras normalmente tem o limite de peso de até 110Kg. Conheço algumas pessoas que tem essas cadeiras e nunca reclamaram de fragilidade ou algo parecido. Entendo sua preocupação, mas pense que lá fora eles levam mais a sério a qualidade e como tem concorrência, fazer uma cadeira que dê problemas é prejuízo na certa. Li alguns fóruns americanos sobre cadeiras, e não vi comentários sobre fragilidade ou qualquer problema nesse sentido. Realmente, uma cadeira de 6,5Kg é uma pluma! Se tiver mais alguma dúvida, é só falar. Bjs, Cris.

  3. Roger Peres segunda-feira, 24 de agosto de 2009 em 11:14 -  Responder

    Bom Dia,
    Ta na hora de colocar as nacionais em foco, discutir e forçar as fábricas a terem mais qualidade, chega de vender o mais barato, queremos qualidade e preço justo, temos leis e códigos pra nos defender como consumidores, vamos utilizá-los. Tenho uma M3 toda errada, que demorou a ser entregue e veio cheia de falhas, peças ruins e vagabundas e gostaria de saber mais sobre isso.
    Abraço
    Roger – Volta Redonda

  4. Eduardo Camara quarta-feira, 26 de agosto de 2009 em 00:38 -  Responder

    Lindas cadeiras, Cris! O que falta por aqui é concorrência mesmo… Se nem quando as "melhores" empresas do Brasil se juntaram a coisa saiu boa, precisamos de gente um novo fabricante no mercado (sonho). Beijos!

  5. Júnior quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 em 12:41 -  Responder

    Ola!!!

    Sou de Curitiba e estou fazendo 1 ano d lesão. Tenho uma cadeira q pesa uns 25Kg. Dependendo onde vai, so alguem empurrando. Colocar no carro então! Tenho grande interesse em comprar uma cadeira mais leve. Sendo nacional ou importada. Conheço alguns modelos nacionais, mas ha muitas reclamações na net onde pesquiso. Onde fico preocupado na hora de comprar.Vc pode me ajudar com alguns modelos? Tb lojas ou importadoras para compra? Fico no aguardo. Abç.

    fevereiro 18th, 2010 - 21:33
    Eduardo Camara respondeu:

    Oi Júnior,

    O mercado de cadeira de rodas deu uma boa mexida nos últimos meses. Acho que o melhor que vc tem a fazer é procurar alguma loja aí em CTBA que venda as marcas Ortobras e Ortomix. Essas duas empresas fabricam as melhores cadeiras nacionais… E é bem provável que a loja também venda algum modelo importado, pois essas duas fábricas estão representando fabricantes estrangeiros aqui no Brasil. Não conheço nenhuma loja daí, mas vc pode tentar entrar na nossa comunidade do Orkut e pedir alguma dica. Abraços!

  6. simoni segunda-feira, 7 de junho de 2010 em 09:33 -  Responder

    Bom dia para todos,
    Faço parte da divisão comercial da technobras, resumindo uma empresa que faz adaptação veicular para cadeirantes, e nosso carro chefe é elevadores que
    Levam o cadeirante ate o carro sem o mesmo precisar descer de sua cadeira vi nos comentários que algumas pessoas têm dificuldades com o peso da cadeira para colocar no carro temos rampa manual e automática tudo para facilitar a vida dos cadeirantes dando mais comodidade.

    Quais quer duvidas e esclarecimentos,
    Simonitechnobras@gmail.com

  7. Gutemberg Cunha segunda-feira, 18 de julho de 2011 em 18:22 -  Responder

    Concordo com seu texto, nossa salvação seria se um desses grandes empresarios ‘Ti-lite ou outra marca’ vinhesse investir aqui no brasil, aliais acho que eles lucrariam bastante pois a quantidade de deficientes no brasil não é brincadeira…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook