Mi Miami Querida!

Miami é uma cidade bem legal, principalmente pra quem quiser fazer umas comprinhas. Mas o mais importante: pra quem é marinheira de primeira viagem solo, como eu, é extremamente acessível e fácil de andar sozinha. Não achei muitas atrações na cidade, mas dá pra fazer bastante coisa. Meu programa favorito ficou sendo passear em uma rua chamada Lincoln Road. Uma parte dela é fechada para carros, então você tem uns 4 ou 5 quarteirões pra circular tranquilamente. Tem muitas lojas famosas (Gap, Banana Republic, Oakley, entre outras), além de charmosos restaurantes e bares. À noite você encontra algumas boates bastante badaladas. Pra quem ficar hospedado em South Beach, vale a pena passear por lá.

 

Ainda na linha das comprinhas, tem alguns Shoppings como o Aventura Mall e o Ball Harbour Shops. Esse último, pelo menos no meu caso, é só pra visitar mesmo. Lá estão as lojas das grifes mais caras do planeta, mas vale um passeiozinho. Quem sabe você não esbarra com alguma celebridade por ali?

Pra quem gosta de Outlets, tem dois: O Dolphin Mall e o SawGrass. São bem legais, mas um pouco distantes. Pra quem for pegar um taxi, prepare-se para desembolsar uma boa grana pra chegar até eles. Também tem o Bayside Mall , mas me desaconselharam ir lá, pois tem muito batedor de carteira. Preferi não arriscar, e não fui. E um passeio que também vale fazer é ir à famosa rua Ocean Drive, que fica de frente para a praia, e tomar uma bebidinha no News Café.

Para quem gosta de atrações com animais, tem o Seaquarium, com shows de golfinhos e baleia. E se você desembolsar U$ 200,00, pode nadar com os golfinhos. Confesso que achei meio caidinho o local, mas até que valeu. Só fica ruim pra tirar fotos, pois a cadeira fica na altura do vidro, e não acima como o resto da platéia. Aí, as fotos saem assim ó:

Ah, sim e o tempo de você bater a foto é inversamente proporcional ao tempo que os bichinhos pulam. Resultado: Muita água nas fotos e pouco golfinho.

Se esses lugares todos são acessíveis? Em Miami existe uma coisa incrível: lei de acessibilidade que funciona. Demorei a entender esse conceito, mas isso é assunto para outro post. Andei tranqüila pelas ruas da cidade. Claro que não é perfeito, algumas calçadas são um pouco inclinadas, mas só. Nem com as rampas eu tive problema. E quando achava que estava cansada e não ia ter força, pedia uma ajudazinha e ficava tudo bem. Ah sim, e os banheiros adaptados? Até os restaurantes que ficam dentro dos shopping são obrigados a tê-los. Ninguém passa aperto por ali.

Uma dica importante: leve um dicionário básico de espanhol. En la ciudad de Miami, no se abla português ou english. Es todo cucaracho.

Links Uteis:

http://www.aventuramall.com/
http://www.miamiseaquarium.com/
http://www.balharbourshops.com/
http://www.newscafe.com/

 

Facebook Comments

3 comentários em “Mi Miami Querida!

  • sexta-feira, 25 de setembro de 2009 em 17:43
    Permalink

    Calma, gente… por que essa discussão? Eu acho que "cucaracho" é uma forma de chamar os latinos (brasileiros inclusive) nos EUA, assim como nós os chamamos de "gringos". Acho que a expressão pode até ser usada de forma pejorativa, mas para isso é preciso colocar uma boa dose de rancor nas palavras. Eu prefiro pensar que é uma forma afável de identificar as pessoas estrangeiras.

    setembro 25th, 2009 - 17:43
    Mão na Roda respondeu:
    Resposta
  • terça-feira, 3 de março de 2015 em 09:23
    Permalink

    cris, vc lembra o hotel que você ficou em miami? estou a procura de uma indicação acessivel 😉

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

X

Pin It on Pinterest

X