Cadeira de novo?

Imagino que muitos de vocês pensem: “Ah, mas que saco esse povo (esse povo= euzinha) só fica falando de cadeira, ainda mais sobre essas que nem tem por aqui! Pior ainda, essa menina (eu de novo) não entende bulhufas do assunto!”

Desculpa, gente! Mas eu explico. Até pouco tempo atrás não me ligava muito na importância de se ter uma boa cadeira, adequada ao meu corpo. Até que chegou o momento em que precisei trocá-la, pois a velha, óbvio, tava velha. Conversei muito com esses senhores aqui do Blog, o Nickolas e o Dado. Pesquisei e fiz minha escolha. Mas o mais importante é que quando sentei na nova cadeira, senti que a diferença era absurda. Nunca tinha me tocado de que uma cadeira pode ter tantos detalhes, e que justamente esses detalhes é que fazem TODA a diferença. Acabava comprando com orientação da loja ou do vendedor. Mas apesar deles terem conhecimento do produto, como vão saber o que realmente é bom pra mim? Talvez até saibam. Mas só quem está sentado pode realmente saber.

Além das medidas, é importante conhecer as opções de modelos e marcas que existem por aí. Infelizmente, aqui no Brasil, ainda estamos há anos luz da qualidade das cadeiras gringas. Mas se não soubermos o que tem disponível, nunca poderemos questionar o que temos aqui, certo? Quem sabe assim não conseguimos que os fabricantes invistam mais em tecnologia, e desenvolvam cadeiras melhores, mais leves e mais bonitas? Pode ser difícil, mas não é impossível.

Mas voltando ao assunto medidas, descobri que é importante se entender o porque de cada medida, o que um centímetro a mais ou a menos pode facilitar ou dificultar. Ver qual modelo se adequa mais à sua rotina, os que tem eixo em X ou uma monobloco. Enfim, é sempre bom pesquisar bastante, afinal estamos falando de algo que é mais que um acessório, é uma extensão do nosso corpo. E para que tenhamos uma boa qualidade de vida, a harmonia entre cadeira e corpo deve ser perfeita!

Entenderam o porque dessa minha obsessão? 😉

Comentários

Comentários

6 comentários em “Cadeira de novo?

  • segunda-feira, 16 de novembro de 2009 em 22:47
    Permalink

    Provavelmente ainda estão encrencados com a ANVISA. Você encomendou quando foi aos EUA ou a Tilite já tem representante no Brasil? Eu ia embarcar agora no final deste mês para Los Angeles, mas adiei para março porque minha mãe está internada. Já até pensei em encomendar aqui do Brasil, mas não sei como preencher o formulário com aquelas medições complicadas…

    Resposta
    • segunda-feira, 16 de novembro de 2009 em 22:47
      Permalink

      Oi Marco, eu encomendei daqui. Infelizmente eles não tem representante no Brasil. O ideal é pegar lá mesmo, pq se paga menos taxas. O formulário é grande, mas bem menos complicado do que parece. É pq não estamos acostumados aqui a tantas opções de ajuste. Mas é bem tranquilo. Se precisar de ajuda ou alguma dica é só falar!! Bjs, Cris.

  • segunda-feira, 16 de novembro de 2009 em 19:12
    Permalink

    Oi, Cris! Você acabou comprando a cadeira da Otto Bock mesmo?

    Resposta
    • segunda-feira, 16 de novembro de 2009 em 19:12
      Permalink

      Oi Marco, infelizmente não. A empresa nunca mais ligou, nem sei se ainda importam. Comprei uma marca americana chamada TiLite, que é excelente! Bjs, Cris.

  • sexta-feira, 20 de novembro de 2009 em 17:17
    Permalink

    olá Cris! sempre tive uma preocupação absurda com minhas cadeiras. Logo que me acidentei já olhei pra ela e pensei: "essa cadeira está longe de ser a ideal pra mim" e em 1990 não tinha internet era complicadissimo de conseguir informações de produtos gringos, mas hoje está acessível aos que tem internet. Fui melhorando medidas e pesos mesmo com as nacionais. Estar bem sentado colabora em muitos fatores, inclusive auto estima.

    Resposta
  • segunda-feira, 23 de novembro de 2009 em 12:51
    Permalink

    cris, quais as marcas nacionais q tem por aí?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

Pin It on Pinterest