Acessibilidade, Geral

Botando a boca no trombone

15

Provavelmente alguns leitores já tentaram passar pelo Rio Plaza Shopping recentemente e deram de cara com um elevador parado e inoperante. Pois é. Já tínhamos até elogiado o shopping aqui no blog por causa daquele elevador, mas nos últimos 6 meses (que eu me lembre) tenho passado por lá e visto o negócio parado. Como eu e o resto do povo do blog gostamos de ir nos restaurantes de lá, resolvi investigar…

Regra número 1 do blogueiro: não basta reclamar, tem que procurar se informar. Como? Mandei um email para o shopping que até agora não teve resposta.

Regra número 2 do blogueiro: não basta ser pentelho, tem que ser encravado. Hein? É isso mesmo: já que o shopping não respondeu, banquei o chato e mandei cópia do email para vários restaurantes na esperança de que alguém pressionasse a administração. E não é que deu certo?

Na quinta-feira recebi um email da Pizzaria Fiametta encaminhando a solicitação para a administração do shopping, que me respondeu poucas horas depois. Segue abaixo a íntegra da resposta do Sr. Bernardo Aragão:

Prezado Sr Nickolas.

Em virtude de alguns problemas operacionais com o elevador de deficientes do Rio Plaza, não conseguimos mais nenhuma equipe para fazer a manutenção do elevador, portanto teremos que substituir o equipamento. O Mesmo já foi comprado, porém existe um prazo para montagem do equipamento, portanto no mês de março de 2010  já teremos o nosso equipamento instalado.

Desde já peço desculpas por todos inconvenientes gerados, e estamos a disposição para demais esclarecimentos.”

Fica aí o recado para todo mundo que gosta de comer, digo, frequentar o lugar.

Não desanimem, a solução está a caminho!!!


Sobre o autor / 

Nickolas Marcon

Artigos relacionados

15 Comentários

  1. Cris Costa sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010 em 13:32 -  Responder

    Oi Nick, tomara que ele consigam dar uma solução boa. Tem mais de 1 ano que esse elevador só dá problema. Ainda não consigo entender pq tiraram a rampa. Acho que era pra dar mais espaço. Mas enfim, palhaçada terem colocado um elevador que não funciona. Depois vou lá conferir. Muito bom post!
    Beijos, Cris.

    fevereiro 15th, 2010 - 17:29
    Nickolas Marcon respondeu:

    Cris, eu acredito que o problema maior não foi só o elevador, mas sim a sua utilização. Já vi gente carregar embrulhos enormes (provavelmente pesados) naquele elevador, uma vez que há várias lojas de decoração e eletrônicos no shopping. Suspeito que a maior causa dos problemas pode ter sido por sobrecarga.

  2. Bianca sábado, 6 de fevereiro de 2010 em 18:35 -  Responder

    É isso aí, Nick! Acabei de aprender a ser mais pentelha, adorei a iniciativa e vou adotar daqui pra frente! Só acho triste que a coisa só dê certo quando a gente banca o chato…
    Mas valeu mesmo! beijos!

    fevereiro 15th, 2010 - 17:32
    Nickolas Marcon respondeu:

    Bianca, o segredo é ir em quem está bancando o negócio. No meu raciocínio, quando um restaurante percebesse que estava perdendo $$$clientes$$$ por culpa da manutenção do shopping, iria correndo reclamar com a administração. E foi o que aconteceu… 😉

  3. MARIA PAULA TEPERINO domingo, 7 de fevereiro de 2010 em 18:34 -  Responder

    Nick, em outubro passado eu escrevi para a administração do RioPlaza e também protocolei “online” uma reclamação na Prefeitura, cuja resposta espero até hoje. Uma das vezes que fui ao Plaza durante a semana, falei com uma moça de nome Bruna, que me contou a mesma história. Sugiro que esperemos até março, e em caso de não haver uma solução, acho que seria bom contactarmos o Ministério Público Estadual, que infelizmente aqui no Rio tem tido uma atuação muito modesta, diferementemente de SP, ónde eles são muito atuantes.
    Uma notificação do MP sempre faz tudo ser agilizado, pois a última coisa que as pessoas querem é encrenca com a justiça, principalmente o empresariado.
    Abraços.

    fevereiro 15th, 2010 - 17:27
    Nickolas Marcon respondeu:

    Maria Paula, infelizmente algumas coisas só funcionam fazendo dessa forma. Por enquanto, vamos dar um crédito, já que eles se preocuparam em buscar uma solução.

  4. Eduardo Camara segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010 em 20:24 -  Responder

    Alguém lembra da marca do elevador? Montele? Thyssenkrupp?

    Sinceramente, eu achei um absurdo os caras acabarem com a rampa e colocarem um elevador. É um local de alto tráfego de pessoas e uma rampa, que não exige manutenção, funcionaria bem melhor. Já fui carregado por ali umas 2 ou 3 vezes. Bola fora deles…

    fevereiro 15th, 2010 - 17:17
    Nickolas Marcon respondeu:

    Eduardo, fui no Plaza novamente na última sexta-feira e vi que o elevador é da Montelle, acho que é a fábrica mais conhecida de elevadores de plataforma, já vi em vários lugares (shoppings, metrô etc.) e tem representante no RJ. Estranho alegarem que não encontram mais quem dê suporte a essa marca. Recebi uma resposta da administração do shopping (finalmente!!!) pedindo um telefone de contato. Acredito que vão me ligar em breve e aí vou comentar sobre isso. Manterei a todos informados. 🙂

  5. Eduardo Camara quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 em 21:30 -  Responder

    Também acho que não faz sentido algum essa desculpa que eles deram. E vc está totalmente certo quanto a perderem clientes. Eu já deixei de ir mais de uma vez na época em que o elevador não estava funcionando.

  6. Christian domingo, 21 de fevereiro de 2010 em 13:13 -  Responder

    botar a boca no trombone de São Paulo, “Isso pode Arnaldo?”

  7. Eliane Sandra sexta-feira, 12 de março de 2010 em 01:56 -  Responder

    Eu realmente não sei o que esse povo tem na cabeça. Será que o espaço liberado pela rampa (se é que foi realmente isso) trouxe mais ganhos do que os custos para manter um elevador desses? Porque a rampa não é só para cadeirantes, tem também crianças com carinho, idosos, os próprios carrinhos das lojas…aff…esse povo não pensa mesmo. Bom saber que eu nem apareço por lá!

    abril 30th, 2010 - 16:57
    Nickolas Marcon respondeu:

    Eliane, a utilização da rampa só é possível nos ônibus de piso rebaixado, que são mais caros que os ônibus comuns. Até o final de maio/10 a prefeitura do Rio vai publicar o novo edital para tranporte coletivo e cogita-se que essa será uma das exigências para os novos veículos. Vamos esperar pra ver. Um abraço.

  8. Jair de Jesus segunda-feira, 5 de abril de 2010 em 12:11 -  Responder

    Estou escrevendo para algumas autoridades e pessoas da alta sociedade caxiense, para que se tomem algumas providências, pois o que vem acontecendo em Duque de Caxias, RJ., principalmente nos bairros do centro e da vinte e cinco de agosto, é algo anormal e berrante, e uma cidade rica como Caxias, já não se concebe esse tipo de situaçoes, senão vejamos: a) a bairros citados estão sujos, fedidos, parece que estamos dentro de uma lixeira, aliás lixeiras quase não tem e o pouco que tem ou estão arrebentadas ou entupidas de lixos. b) as passarelas estão todas esburacadas, abandonadas, nunca houve manutenção. c) o mergulhão é uma piada, uma obra mal feita, mal acabada, cheios de infiltrações, com ratos assustando as pessoas, e as escadas rolantes que nunca funcionam, e o elevador, existe elevador ?. d) guarda municipal, é a maior piada de Caxias, os guardas sómente servem para acharcarem aos comerciantes e o pessoal de entregas de mercadorias, não são supervisionados e fazem o que bem querem, os motoristas e motociclistas, não respeitam as leis de trânsitos, avançam os sinais vermelhos, fecham os cruzamentos, estacionam nas faixas de pedestres, nas passagens dos paraplégicos, em cima das calçadas, e os motoqueiros, nunca vi em nenhuma parte do mundo tantas motos sem placas, os motoqueiros sem capacêtes, avançandos os sinais, trafegando na contra-mão, trafegando pelas calçadas, tudo isso muitas das vezes às vistas dos tais guardas municipais, que finge não verem, e excesso de velocidade, alías, Caxias, não tem placas sinalizando as velocidades permitindo e cada motorista ou pedestre desenvolvem as velocidades que bem entendem. Fica um alerta, porque o secretário de transportes e ou o Prefeito não dá um pulinho em Volta Redenda, e pega uma aulinhas de como organizar o nosso trânsito.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook