Novelas da vida real

Essa tá quentinha: acabou de ser exibida a cena em que a Luciana, personagem cadeirante da novela “Viver a Vida”, tenta ir ao shopping comprar algumas roupas acompanhada pela mãe e uma amiga. Já na loja, ela se depara com uma situação vivida por todos: a dificuldade de se encontrar uma loja com provadores acessíveis. Como não consegue fazer a cadeira passar na porta do provador, desiste da compra. A atriz que representa a mãe dela completa: “vocês perderam 3 clientes”.

Depois dos comerciais, passa uma nova cena da personagem chegando numa loja que tinha provador acessível. Nem precisa dizer que saiu cheia de sacolas… 🙂

Tomara que isso sirva de exemplo para que alguns arquitetos e designers de interiores melhorem a acessibilidade dos provadores das lojas…

Facebook Comments

11 comentários em “Novelas da vida real

  • quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 em 21:57
    Permalink

    E ainda tem outra coisa que, vira e mexe, me faz sair de lojas, não sem antes dizer o por quê. Quando o vendedor insiste em direcionar as perguntas ao meu acompanhante. Argh!
    Mas é preciso ter bom humor e dizer: “Não esquece de perguntar pra ela também se é ela que vai pagar, tá?”

    Resposta
  • quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 em 22:15
    Permalink

    Oi Nickolas,
    gostei do post. Bem quentinho mesmo! Estava vendo a novela e aí vi o link no twitter.
    E esse problema do provador é tão simples de resolver! basta ser um pouco maior (e com porta maior, claro) que os comuns. E pronto. Todo mundo quer provar roupa, antes de comprar, não é?
    Passe no meu blog e veja meu post sobre “Meia Acessibilidade”.
    http://elisaprado.com.br/blog/
    Abraços!

    fevereiro 22nd, 2010 - 17:55
    Nickolas Marcon respondeu:

    Elisa, já critiquei várias lojas pela absoluta incompetência dos seus projetistas. Em quase todas, a colocação de um provador maior, com porta mais larga, seria perfeitamente possível sem alterar em nada o restante da loja. Traria mais conforto não só aos cadeirantes, mas a qualquer outra pessoa que precisasse de ajuda no vestiário.

    Resposta
  • sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 em 01:23
    Permalink

    Gente que demais!!!!!
    Eu sempre bato nessa tecla, sempre, sempre!
    Vim do comércio, já fiz reunião com donos de loja, mas ainda não tive tanto sucesso nos resultados, as coisas acontecem beeem devagar! A parte bacana de se mostrar isso em horário nobre é que muito gente deve ter sentido o calo apertar!
    Bjokas!

    fevereiro 26th, 2010 - 23:40
    Eduardo Camara respondeu:

    Tabs, às vezes tb fico frustrado quando as coisas não vão pra frente. Tb já tivemos reunião por aqui, ouvimos promessas e não deu em nada, mas uma ou outra iniciativa dá certo e essas fazem vale a pena. Não podemos desistir! E com a novela do nosso lado, fica muito mais fácil 🙂

    Beijão!

    Resposta
  • sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 em 09:57
    Permalink

    Eu sou rata de shopping e uma vez na Folic do Rio Sul eu desisti de comprar quando vi que não dava para entrar no provador, daí a gerente da época que era uma pessoa antenada, me pediu mil desculpas e uns 15 dias depois ligou para minha casa dizendo que tinha mandado a manutenção alargar a passagem do provador e que eu fosse lá ver se tinha ficado bom. Claro que fui e continuei indo sempre, até que eles construiram uma loja nova no mesmo shopping com provadores bem acessíveis. Claro que atitudes como a dessa gerente não são tão comuns, mas quando acontece a gente tem que valorizar.

    fevereiro 22nd, 2010 - 17:58
    Nickolas Marcon respondeu:

    Eu já tive que deixar meu celular e documentos para poder provar uma roupa no banheiro do shopping, mas teve uma loja em que o vendedor foi junto comigo (ficou do lado de fora, claro), e me deu todo apoio. Solução paliativa longe do ideal, mas pelo menos houve boa vontade…

    Resposta
  • sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 em 18:55
    Permalink

    Cara, isso é um problema constante! Quando o provador tem cortina é mais tranquilo, mas quando tem porta, dificilmente a cadeira passa ou cabe dentro. E como a Elisa falou, é tão fácil fazer um box maior…

    fevereiro 22nd, 2010 - 17:59
    Nickolas Marcon respondeu:

    Eduardo, acho que o negócio é ir com um vidro de óleo de peroba na mão e umas cachaças na cabeça. Assim vc para no meio da loja e prova a roupa tranquilamente, e azar deles se não tiverem provador… ahahahaha. 😀

    Resposta
  • quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 em 14:19
    Permalink

    Resposta pro Nickolas: Só que com as cachaças na cabeça vc corre o risco de comprar uma roupa horrorosa achando que é linda! hahaha

    Resposta
  • quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 em 20:39
    Permalink

    Só um toque,não é amiga é irmã.

    100000 Bjs

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

X

Pin It on Pinterest

X