Geral

Glee – Dançando sozinho

25

Sou obrigada a admitir que me rendi ao seriado Glee, ao contrário do que disse num outro post. Virei fã. E não tem nada com o fato de um dos personagens ser cadeirante.  A série é bacana, tem um bom enredo e tem um seleção excelente de músicas. Ainda mais pra quem viveu nos anos 80. Boa parte das músicas são dessa época. E foi assistindo a um dos episódios indicados pela nossa leitora Cristal, que vi esse vídeo da música “Dancing with myself” (em português algo como: Dançando sozinho) do Billy Idol, interpretado por Artie, o persongem cadeirante. Além de amar essa música, achei bem interessante a escolha dela para esse personagem. É uma versão bem mais light que a original, mas muito legal. Espero que gostem!

Glee-Dancing With Myself from Gerardo on Vimeo.

Sobre o autor / 

Cris Costa

Artigos relacionados

25 Comentários

  1. katy segunda-feira, 8 de março de 2010 em 13:30 -  Responder

    adorei o video!!
    onde passa isso? nunca vi!!

    março 8th, 2010 - 18:46
    Cris Costa respondeu:

    Oi katy!!! Passa no canal a cabo Fox. Mas parece que a Globo pretende passar o seriado tbm. Tomara, né? Bjs, Cris.

  2. Jairo Marques segunda-feira, 8 de março de 2010 em 14:51 -  Responder

    Eu adoro a série tb…. é divertida, tem um humor ácido e os musicais são excelentes…. fiquei um pouco frustrado qdo descobri que o carinha que faz o cadeirante num é cadeirante ahahhah… Beijoss

    março 8th, 2010 - 18:47
    Cris Costa respondeu:

    Pois é, fiquei passada tbm, rs. Jurava que ele era. Parece que lá nos EUA rolou uma polêmica em torno disso. Seria legal se o ator fosse cadeirante, mas pelo menos estão incluindo personagens bacanas com deficiência nos seriados. Bjs!!!

  3. Felipe segunda-feira, 8 de março de 2010 em 15:38 -  Responder

    eu e minha namorada gostamos tbm!!! =D

  4. Marina segunda-feira, 8 de março de 2010 em 20:34 -  Responder

    Achei bem legal,mas…uma coisa,como será que o ator fez”manobras radicais” se nem cadeirante ele é?(achei que era muito difícil,aposto que até uma pessoa”andante” não conseguiria empinar a cadeira,como disse a Bianca em outro post)

    100000000000 Bjs

    março 8th, 2010 - 20:55
    Cris Costa respondeu:

    Oi Marina, com muito treino é possível sim. Conheço cadeirantes capazes de fazer essas manobras, e morro de inveja, rs. O ator com certeza treinou bastante. Bjs, Cris.

  5. Christian segunda-feira, 8 de março de 2010 em 23:53 -  Responder

    e essa cadeira dele é uma Quickie GT! (alumínio)

    março 9th, 2010 - 22:09
    Cris Costa respondeu:

    Aha!!! Ainda bem que conseguiu identificar! rsrsrs. Eu fiquei olhando pra cadeira, e só identifiquei que era Quickie! Bem que podia ser o modelo mais novo deles, rs. Bjs, Cris.

  6. Cristal terça-feira, 9 de março de 2010 em 00:33 -  Responder

    Uai! Que susto me bater com meu nome assim… hehe

    Que bom que vc gostou de Glee! Eu às vezes me decepciono, já que a série promete brincar com os clichês e muitas vezes acaba se tornando, apenas, mais um clichê. Mas tenho me divertido, principalmente com os números musicais!

    E é exatamente o que você disse, a maioria das músicas nós crescemos ouvindo (tenho 28!) nas rádios da vida… Tendo que ficar com o dedo preparado pra apertar o botão e gravar alguma música favorita na hora que a rádio enfim a tocasse!

    Quanto a questão da Globo ter comprado, tomara que não arquivem e nunca passem… Porque a Globo, infelizmente, cansa de comprar séries e nunca exibi-las, apenas pra tirar o material da concorrência.

    março 9th, 2010 - 22:11
    Cris Costa respondeu:

    Oi Cristal! Mas quem deu a dica foi vc! Pôxa, não sabia que faziam isso… Essa série é muito legal, não merece ficar arquivada. Tomara que passem! Bjs, Cris.

  7. Jean terça-feira, 9 de março de 2010 em 10:22 -  Responder

    Na verdade as “manobras radicais” foram feitas pelo Aaron Fotheringham (consta nos créditos finais do episódio). Se vocês repararem, a cadeira do Artie tem duas rodinhas anti-tombo, que não aparecem nas manobras em close.

    março 9th, 2010 - 22:12
    Cris Costa respondeu:

    Rapaz, eu tinha percebido as rodinhas, mas não que tinha rolado um “dublê”. Aliás, o Aaron é fera! Valeu pela informação! Bjs, Cris.

  8. Jefferson terça-feira, 9 de março de 2010 em 18:42 -  Responder

    Pode crer tbem reparei isso.Anti tompo só serve pra bater ben no ossinho da pessoa q fica sempre atras da gente pra ajudar,dai vc vira e tummm rsss acontecia muito comigo.

    março 9th, 2010 - 22:14
    Cris Costa respondeu:

    Eu queria colocar essas rodinhas só por uns dias pra poder empinar a cadeira sem virar, rsrsrsrs. Não sabia que elas machucavam quem fica atrás. Bjs, Cris.

  9. solange terça-feira, 9 de março de 2010 em 21:22 -  Responder

    Tambem me amarro no seriado. A 2 temporada comeca mes que vem nos EUA….agora: cadeirante ou nao, o cara tem uma voz deliciosa!!!!

    março 9th, 2010 - 22:16
    Cris Costa respondeu:

    Também acho Solange! A voz dele é show, né? Bjs, Cris.

  10. Manu quarta-feira, 10 de março de 2010 em 17:22 -  Responder

    Gostei muito de conhecer o site de vocês. E estou adorando saber mais sobre a realidade dos cadeirantes. O engraçado é que, mesmo sendo médica (ainda que com um aninho de formada, rs), desconhecia completamente a realidade de um cadeirante. Quer dizer, eu sabia das dificuldades, da falta de rampas de acesso, de pessoas toscas que ocupam as vagas de vocês nos estacionamentos… mas não conhecia essa realidade tão a fundo. Assim como desconhecia completamente que pudesse haver um “lado bom” em ser cadeirante. Graças à novela Viver A Vida, curiosa que sou, parei no “blog da Luciana” (dividida entre “que fantasioso, escrever um blog que não é real, mas de um personagem e entre o fascínio, por ver que o “devaneio” estava me ensinando muito) e, através do blog da novela, vim parar aqui. Quero parabenizar todos vocês pela iniciativa, pela forma leve de levar a vida, por terem lutado e ainda lutarem. Recorrentemente, em virtude da profissão e das coisas que vejo/vivencio, já me peguei pensando que a vida se acabaria, se eu passasse por isso. Que me sentiria “punida”. E o blog de vocês me abriu uma nova perspectiva. É sempre bom poder evoluir e aprender, e eu acho que a novela, a divulgação do blog de vocês, vai nos mostrar isso. A convivência se enriquece, quando se aprende a respeitar o diferente! Mais uma vez, parabéns! E já estão linkados!!!! Bjs.

    março 10th, 2010 - 20:43
    Cris Costa respondeu:

    Oi Manu, eu sempre acho que podemos nos superar diante de situações extremas. Que bom que gostou do Blog! Esperamos que volte sempre! Bjs, Cris.

  11. joselene quinta-feira, 11 de março de 2010 em 15:33 -  Responder

    Amei este musical,ja participei de uma acandemia em cadeira de rodas e nao e assim,gostaria de dança mas ou menos como este musical,pena que nao sei fazer como ele,as manobras .Sou fraça …..kkkkkkkkk tem dvd deles?..E um seriado? bjus

    março 11th, 2010 - 22:16
    Cris Costa respondeu:

    Oi Joselene, o Glee é um seriado americano que passa na TV a cabo, no canal da Fox. Ainda não tem em DVD pois estreiou no ano passado. Mas pro final do ano deve ter. Eu tbm adorei as manobras, mas não consigo fazer tbm não, rs. Bjs, Cris.

  12. Marina segunda-feira, 15 de março de 2010 em 14:34 -  Responder

    Um dia, eu vi um episódio que todo mundo estava na cadeira(para conseguir adaptar os ônibus).

    1 Bjão

    março 20th, 2010 - 11:33
    Cris Costa respondeu:

    Oi Marina, também assisti esse episódio e vou fazer um post sobre ele! É muito legal, né? Bjs, Cris.

  13. Cristal sexta-feira, 19 de março de 2010 em 13:24 -  Responder

    Oi Cris,

    Estava assistindo uma das minhas séries favoritas e lembrei desse post. Estou falando de Private Practice, conhece? Spinoff de Grey’s Anatomy. Pois bem, um dos personagens novos desse terceiro ano é o Dr. Gabriel Fife, um médico cadeirante que trabalha com genética e tem uma cadeira, pra dizer o mínimo, estranha. Tentei achar um vídeo no youtube mas não encontrei de jeito nenhum…

    O personagem quer mudar o mundo e é meio arrogante, só que de uma forma um pouco apaixonante, sabe? Veio pra ser interesse amoroso de uma das protagonistas e a cadeira estranha dele só tem ajudado. A cadeira é essa aqui: http://static.tvguide.com/MediaBin/Galleries/Shows/M_R/Pq_Pz/Private_Practice/season3/private-practice158.jpg
    E ela levanta a pessoa! Nessa foto dá pra ver mais ou menos como ele fica: http://farm3.static.flickr.com/2701/4080859233_fc6c284ecd_o.jpg
    Se quiser ver, procura o episódio de Private Practice chamado Slip Slidin’ Away, o 3×06.

    E o mais interessante é que o ator, Michael Patrick Thornton, também tem algum tipo de deficiência motora. Não tenho certeza absoluta, porque procurei em sites americanos e só diziam que ele era ‘disabled’, o que eu traduzi como deficiente. Ele sofreu um trauma na espinha e ficou paralisado do pescoço pra baixo, recuperando alguns movimentos com o tempo. Não sei se ele é cadeirante, acredito que sim.

    E, de volta a Glee, procurando saber se o Michael era deficiente ou não, descobri que um grupo ligado aos direitos dos cadeirantes de lá se pronunciou contra o personagem Artie, já que eles acreditam que deveria ser interpretado por um cadeirante também na vida real.

    Fim do comentário enorme… Me empolguei com o assunto! hehe

    março 20th, 2010 - 11:31
    Cris Costa respondeu:

    Oi Cristal! Conheço Private Practice sim, e adoro! Sou seriadomaníaca tbm, rs. Só que acompanho pela Sony, e ainda tá no terceiro episódio da nova temporada, ainda não vi esse personagem, mas vou ficar de olho! Eu soube sobre a polêmica do personagem do Artie. O pessoal do casting da série disse que não encontrou nenhum cadeirante com o perfil do personagem, por isso acabaram contratando um ator sem deficiência. Vai saber. Mas já acho bom ter personagem cadeirante na série. É um bom começo! Valeu pela dica! Bjs, Cris.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook