Ir para conteúdo principal | Acessibilidade do blog

Conteúdo Principal

Relação entre as medidas da cadeira

Christian Matsuy - terça-feira, 6 de abril de 2010 - 16:52

Com a publicação do post sobre as medidas de uma cadeira, algumas pessoas nos perguntaram por email se existe alguma relação entre elas e se isso pode trazer algum problema na hora do pedido.

A Resposta é SIM. Existem algumas medidas que estão diretamente relacionadas e podem causar grande impacto no resultado final. Tentaremos explicar um pouco melhor como isso acontece.


Centro de Gravidade x Profundidade do Assento

Uma cadeira deve ter o centro de gravidade proporcional à profundidade de seu assento.  Uma cadeira com assento curto (abaixo de 40cm, para pessoas baixas) não deve ter mais do que 4cm de avanço do centro de gravidade, sob o risco da cadeira empinar muito fácil, com tendência a virar para trás e aumentando as chances de um tombo.

Inclinação do Encosto x Centro de Gravidade
Outra combinação perigosa. Um encosto muito inclinado para trás em conjunto com um centro de gravidade avançado, também pode deixar sua cadeira muito fácil de empinar. Aqui no Brasil, muitas das cadeiras monobloco não tem ajuste do centro de gravidade e a única que tem regulagem do ângulo do encosto é a Ortobrás M3. Logo, cuidado redobrado ao escolher essas medidas.

Tilt x Inclinação do Encosto x Centro de Gravidade
Como já explicamos, o tilt é a diferença de altura entre a parte traseira e dianteira do assento, essa medida faz com que seu assento fique inclinado, ajudando na estabilidade, mas tilt muito grande somado a encosto muito reclinado e um centro de gravidade avançado, deixa a cadeira praticamente inutilizável.

Centro de Gravidade x Ângulo Frontal
Se você pedir uma cadeira com o ângulo de inclinação frontal mais aberto (80 graus ou mais), sua cadeira tende a ficar um pouco mais difícil de empinar, o que pode ser compensado com um mínimo ajuste do centro de gravidade. Ah, sua cadeira ficará um pouco mais comprida nesse caso, pois quando abre-se o ângulo frontal, você dá uma “esticada” na frente da cadeira.

Largura x Profundidade do Assento
O mais comum é que a profundidade do assento seja igual ou maior do que a sua largura. Se for maior, não há nenhum problema nisso, pois existem almofadas quadradas e retangulares à venda.  Uma exceção onde a largura é maior do que a profundidade acontece nas cadeiras bariátricas (para obesos). Fora essas cadeiras, desconheço algum fabricante aqui no Brasil que fabrique assento com largura maior do que a profundidade.

Rodas Dianteiras x Altura Dianteira do Assento ao Chão
Alguns fabricantes te dão a opção de escolher o tamanho das rodas dianteiras, que por padrão aqui é de 6 polegadas. Caso você escolha rodas menores ou maiores, elas poderão influenciar na altura frontal da sua cadeira. Geralmente, quando se escolhe o tamanho da roda dianteira, a fábrica já produz o quadro na medida certa, mas se, futuramente, você decidir trocar a rodinha original por outra de um tamanho muito diferente, fique atento. Alguns fabricantes fornecem o garfo dianteiro (onde as rodinhas são presas) com 3 furos em alturas diferentes. Dessa forma, é possível alterar o tamanho da rodinha da frente e prendê-la em outro furo (mais alto ou mais baixo) , deixando a altura frontal da cadeira inalterada.

Rodas Aro 24 x 25
O padrão para o tamanho das rodas é de 24 polegadas de diâmetro, mas as tão queridas rodas X-Core são fabricadas apenas em tamanho 25. Aparentemente não haveria problemas se tivéssemos disponibilidade de achar pneus e câmeras de ar nesse tamanho aqui no Brasil. Sei que a estética das X-Core agrada muita gente, mas eu ainda prefiro utilizar rodas de 24 polegadas. Se você não está próximo do eixo RJ-SP, fica ainda mais complicado adquirir pneus ou câmeras de ar de 25 polegadas em uma emergência. Nesse caso, aconselhamos que você utilize pneus de borracha maciça, mas já fica o alerta de que são terríveis de rodar em lugares desnivelados e em grama/terra.

Nota: A leitora do blog Janaína Salles nos escreveu dizendo que na ABBR (Associação Brasileira Benefeciente de Reabilitação), no Rio de Janeiro também pode ser feita uma avaliação postural. Consulte endereço e telefone no site deles.

Share

404

Lateral Direita

Buscar

Banner da loja virtual Cavenaghi