Opinião e cotidiano

Viver a Vida – Teresa x Ingrid

9

Teresa e Ingrid discutem sobre namoro de Miguel com LucianaE aconteceu o tão esperado confronto entre as personagens Ingrid e Teresa na novela Viver a Vida*.

Confesso que a cena me decepcionou um bocado. Não pela atuação das duas, que considerei excelente. A hipocrisia e o preconceito de Ingrid me deixaram com muuuuita raiva. Ai, que vontade de pular no pescoço daquela mulher!

Parabéns para Natália do Valle que está interpretando muito bem essa mãe super protetora, controladora e alienada. Mas… eu esperava mais de Teresa. Em alguns momentos ela defendeu Luciana, mas quanto mais Ingrid falava, mais ela baixava a guarda. Não entendi quando ela disse: “Ninguém sabe se a Luciana vai voltar a andar” em resposta às acusações de Ingrid sobre a sexualidade dela. Como assim, Teresa? É esse seu argumento? Uma pessoa questiona a sexualidade da sua filha, só porque ela é cadeirante e você responde de forma a quase dar razão à preocupação dela?

Sinceramente, eu esperava mais. Esperava uma lição de moral na dona Ingrid, esperava mais esclarecimento de Teresa em relação à sexualidade da filha, esperava mais argumentos que desbancassem Ingrid e suas acusações sem embasamento. O capítulo terminou com Teresa calada e com uma expressão de derrota no rosto.

Só que eu tenho fé no Manoel Carlos. Até então ele e sua equipe vinham me surpreendendo com a maneira como estavam abordando o tema. E como em tudo que é novela o bandido leva uma lição, creio que aqui não será diferente. Vamos aguardar os próximos capítulos. Estou ansiosa!

* Pra quem não acompanha, Teresa é mãe de Luciana que ficou tetraplégica e Ingrid é mãe de Miguel, o atual namorado de Luciana. Ingrid é completamente contra o namoro dos dois e depois de ter dito isso com todas as letras para a cadeirante Luciana, teve que enfrentar a ira de sua mãe.

Sobre o autor / 

Bianca Marotta

Artigos relacionados

9 Comentários

  1. Cristal quinta-feira, 15 de abril de 2010 em 14:08 -  Responder

    Eu gostei muito da cena, e acho que foi bem realista. A situação de Tereza como mãe de uma cadeirante é algo muito recente… Ela realmente ainda não sabe de muita coisa – assim como Luciana ainda não sabe – e mal aceita a condição da filha. Toda vez que há uma cena entre ela e Marcos eles falam sobre a recuperação da filha. Pra eles Luciana está cadeirante, e não é cadeirante, sabe? Acho que é uma aceitação que vem aos poucos… Ou pelo menos eu espero que seja assim no final da novela.

    Estava vendo a cena com minha mãe ontem e ela me disse uma coisa que a princípio me assustou, depois eu achei que ela estava “certa”. Ela me disse que, como mãe, também não morreria de amores pela idéia de ver a filha namorando com um cadeirante. É preconceito? Claro que é, mas é um sentimento real, infelizmente. Você nunca vai querer ver o seu filho junto com alguém com limitações, seja motora ou financeira. Mas acho que o que separa as pessoas boas das más é a vazão que você dá a esse sentimento preconceituoso. Ingrid, vilã de novela que é, dá total vazão, e não só afronta o filho como ainda vai falar com a nora… Minha mãe, e tantas outras pessoas sensatas, talvez tivessem o mesmo pensamento mas o abafariam, sabendo que está errado.

    Mas o que eu queria dizer é: acho que quando Ingrid questionou a Thereza que ela agiria da mesma forma se fosse o contrário, Thereza viu que era um pouco verdade. Que ela também não morreria de amores ao ver sua filha casando com um cadeirante. Lembram da Thereza do começo da novela? Bem mais fútil, arrogante, pretenciosa. Acho que ainda acontecerá um segundo embate entre as duas, só que dessa vez Thereza terá crescido mais e saberá colocar Ingrid no seu devido lugar. Porque, se a situação fosse inversa, ela poderia até ter tido um pensamento preconceituoso assim, mas o contornaria, em busca do caminho certo.

    Adoro as novelas de Manoel Carlos por causa de discussões como essa. Mil vezes uma novela possível, que retrata a vida como ela é, como as dele, do que novelas fantasiosas… Ficção mesmo eu prefiro ver no cinema.

    abril 16th, 2010 - 12:23
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Cristal,
    Olha vc me fez ver a cena de uma outra forma. Acho que vc tem um pouco de razão, qdo diz q tudo é novidade pra Teresa (ou seria Theresa? ou será que é Thereza???). Tvz ela tb não fosse a favor do namoro da filha com um cadeirante. Mas a cena toda me estranhou por dois motivos:
    1) Sou uma sortuda e nunca sofri esse tipo de preconceito, nem de amigos ou de parentes.
    2) A novela vem num seguindo o caminho da conscientização do telespectador e eu esperava que esse embate entre as duas, fosse servir pra isso também. Mas a coisa ficou para os capítulos seguintes. Como pudemos ver no capítulo posterior, quando a conversa entre as duas terminou (mas não gostei do rumo que ela tomou, total lavação de roupa suja) e com a transa de Luciana e Miguel. Já estava mais do que na hora, né? 😛
    Mas agradeço seu comentário. É pra isso que serve o blog, para falarmos e ouvir a opinião de todos. E assim repensar a vida…
    beijosssss e obrigada!

  2. Breno quinta-feira, 15 de abril de 2010 em 18:24 -  Responder

    Acho que essa cena foi apenas a primeira… A Tereza com certeza ainda vai dizer tudo oque a Ingredi precisa ouvir… Enfim… A única coisa que é certa e que até quem não gostava de novela está acompanhando essa história, e eu não estou só falando dos cadeirantes não, e sim de grande parte da sociedade que agora está discutindo os seus preconceitos e refletindo melhor sobre a necessidade de mudança para garantir a igualdade de direito, deveres e condição de acesso para todos, em todos os lugares.

    abril 16th, 2010 - 10:22
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Breno, eu tb sabia que a cena seria apenas a primeira e se você viu o capítulo seguinte, percebeu que ela realmente continuou e que Tereza não saiu por baixo. Ainda assim, eu esperava mais…
    Mas concordo com vc, a novela está ajudando muito a conscientizar as pessoas sobre os problemas de acessibilidade e inclusão social.
    beijos

  3. Evandro sexta-feira, 16 de abril de 2010 em 09:12 -  Responder

    Confesso que fiquei com vergonha alheia ao assistir a cena.
    Tbm fiquei puto com a reação da mãe (Lilia Cabral). Mas por outro lado, foi surpriendente o rumo da conversa. Se vc reparar, Manuel Carlos sempre que possível, “foge” do tradicional no que diz respeito a teledramaturgia. Mas fique tranquila, o castigo de Ingrid virá!!! kkkkkkk

    Ah..vc virá com o Dado para Caraguá?? A Fá quer companhia…kkk

    Beijão

    abril 16th, 2010 - 10:19
    Bianca Marotta respondeu:

    Bom, eu achei que a reação melhor dela ficou para o próximo capítulo. E como eu já vi o capítulo seguinte, posso dizer que ela não saiu da conversa por baixo, mas achei baixaria as duas descambarem para o assunto seus casamentos. De qq maneira a Ingrid mereceu e logo, logo ela vai saber que Luciana não está morta da cintura pra baixo. hehehe
    Ah, vou pra Caraguá, sim!
    beijos

  4. Nelci sexta-feira, 23 de abril de 2010 em 13:02 -  Responder

    Oi Bianca! Sou mãe do Nicki aí do blog. Sabe, sobre as situações e sentimentos de quem está do outro da cadeiira de rodas de uma pessoa que ama muito, como um filho, é até dificil de prever as reações. Acho que o autor da novela colocou as mais óbvias na discussão das duas. É claro que para deixar uma mensagens legal ele vai ter que melhorar isso, inclusive não misturando na cena “lavagem de roupa suja de casos matrimoniais”. Nosso assunto é muito superior a isso, né? Bj

  5. marina sexta-feira, 7 de maio de 2010 em 21:14 -  Responder

    Também me deu uma vontade de dar um tapa nela de tanta barbaridade.

    maio 12th, 2010 - 12:05
    Bianca Marotta respondeu:

    Hahaha! Não dá pra acreditar que alguém possa ser assim, né? Ô mulherzinha…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook