Atrações turísticas, Viagens e Turismo

Jeep Tour – Passeio de jipe adaptado no Rio de Janeiro

19

baia de Guanabara vista do alto da vista chinesa

Paisagem do mirante da Vista Chinesa

Há algumas semanas atrás o Raffael, diretor da Jeep Tour, entrou em contato conosco e ofereceu um dos passeios de jipe acessível da empresa. Já tínhamos ouvido falar do passeio e estava na nossa agenda testá-lo um dia. Concordamos na hora! Difícil apenas foi conciliarmos a disponibilidade dos integrantes do blog, mas obviamente, todos queriam participar!

Rampa na traseira do jipe montada para embarque dos passageiros

Marcado o dia e escolhido o roteiro, um passeio pela Floresta da Tijuca, definimos o ponto de encontro: estacionamento na Lagoa, no Parque dos Patins. Chegando lá, conhecemos o Sergio, que seria nosso guia e o Sandro, nosso motorista. Ambos simpaticíssimos e muito bem dispostos! 1ª surpresa agradável do passeio!

cinto de segurança prendendo a cintura do cadeirante

Cinto de segurança

Em seguida fomos apresentados ao nosso meio de transporte, um antigo jipe do exército que foi preparado para transportar pessoas em cadeira de rodas. Ele pode transportar até 3 cadeirantes junto com mais 5 não cadeirantes. O legal é que fica todo mundo junto e, como o jipe é mais alto do que os outros carros, dá para curtir muito melhor a paisagem. E tem até uma lona que cobre o teto em caso de chuva!

O leitor deve estar se perguntando: “Mas como é que foi feita essa adaptação do jipe para cadeirantes?”  Nada complicado, garanto a vocês. A caçamba dele possui duas fileiras de bancos no seu sentido de seu comprimento, uma de frente pra outra. Pra começar, os assentos de uma das fileiras foram removidos, permanecendo apenas os seus encostos. Os cintos de segurança foram mantidos, para serem afivelados em volta da cintura do cadeirante, nenhum mistério. Mas para que a cadeira ficasse ainda mais segura, foram instalados cintos no chão da caçamba, com ganchos que são presos aos pés da cadeira.

Cinto preso ao chão da caçamba do jipe e à cadeira de rodas.

Ganchos preendendo a cadeira de rodas ao jipe

Tudo bem, ótimo, o jipe é seguro, mas como o cadeirante faz pra subir nele? Colinho? Não, não. Nada de colinho. No jipe foram instaladas duas rampas dobráveis, de forma que, elas são montadas e desmontadas facilmente quando os cadeirantes precisam entrar ou sair do jipe. Além disso a distância entre elas é regulável, ou seja, cadeiras de todas as larguras podem usá-las.

Mirante da vista chinesa

Subimos todos no carango e nos preparamos para o passeio, que teve início na subida para o Horto, em direção à vista Chinesa, nossa primeira parada. Outra bela supresa por lá: foi construída uma rampinha pra facilitar a chegada dos cadeirantes até a construção que fica a 380m de altitude e de onde se tem uma belíssima vista do Rio de Janeiro. Juro, gente, dá pra ver as praias, o Corcovado e o Pão de Açúcar. Tudo de um mesmo ponto.

Durante o passeio, todo feito em meio a muito verde, passamos pela Mesa do Imperador, Cascatinha da Tijuca, onde foi construída uma excelente rampa, que leva o cadeirante até bem perto da cachoeira, Capela Mayrink com os afrescos de Cândido Portinari, chegando até o restaurante Dois Esquilos, por onde apenas passamos rapidamente. Ah! Demos sorte e avistamos vários macaquinhos durante o nosso tour.

Infelizmente não encontramos nenhum banheiro adaptado no caminho, mas já demos a dica pro pessoal do Jeep Tour, que passará a informação pra prefeitura.

Rampa na cascatinha da Tijuca

Rampa de acesso ao mirante da Cascatinha

E pra terminar o passeio com chave de ouro, o Sandro, nosso motorista massa, desceu pela estrada das Canoas com direito a parada na praia de São Conrado. O dia estava belíssimo e o clima mais que agradável. Tudo correu super bem e todos os integrantes do blog voltaram felicíssimos pra casa. Passeio obrigatório tanto para quem mora, quanto para quem visita o Rio!

Por do sol na praia de São Conrado

Paisagem da praia do Pepino no fim de tarde

Em tempo: a empresa está aumentando a frota de jipes adaptados e atualmente oferece, além do passeio pela Floresta da Tijuca, mais 8 roteiros no Rio de Janeiro. Mais informações sobre agendamento, roteiros, fotos etc estão no site da Jeep Tour.

. . .

Jeep Tour
Fone: (21) 2108-5800
Fax: (21) 2108-5818
www.jeeptour.com.br

Sobre o autor / 

Bianca Marotta

Artigos relacionados

19 Comentários

  1. Ana Lucia de Sousa macedo sexta-feira, 23 de abril de 2010 em 17:12 -  Responder

    BELEZA DE PASSEIO!!!!!!!!!!!!!!VAMOS TRAZER PARA NITEROI!!!!!!!!!!!!!!!! Ana lucia

    abril 25th, 2010 - 23:03
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Ana Lucia,
    Quem sabe o pessoal da Jeep Tour não se anima em fazer um roteiro em Niterói? Mande um email pra eles com essa sugestão!
    beijos

  2. Raffael Ricci – O tal Diretor da Jeep Tour sexta-feira, 23 de abril de 2010 em 17:55 -  Responder

    Pessoal do Mão na Roda! Fiquei muito, mas muito feliz mesmo que vcs aprovaram o passeio. Vocês não imaginam o que foi para nós da Jeep Tour o report que vcs escreveram. Foram 3 anos tentando adaptar esse carro para que ficasse do jeito que ficou.
    Um grande obrigado,

    abril 25th, 2010 - 23:02
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Raffael,
    Nós é que agradecemos por vocês terem se preocupado em adaptar o jipe, iniciativa, que deveria ser copiada por muitos empresários, principalmente os que trabalham com turismo! Esperamos que nosso post ajude a divulgar esse passeio que é tão bacana e super acessível!
    Um grande abraço!

  3. Evandro sexta-feira, 23 de abril de 2010 em 19:40 -  Responder

    Que maravilha!!! Parabéns ao pessoal do Jeep Tour e a cidade Maravilhosa!!
    Caramba…minha visita ao Rio vai ter que ser aumentada em dias. Passeio de Hand, vista Chinesa, Cascatinha…e lógico o Bracarense!!

    abril 25th, 2010 - 22:59
    Bianca Marotta respondeu:

    Evandro,
    Cada dia que passa, vc tem mais um motivo pra voltar pra cá e ficar muuuitos dias conosco e quem sabe, pra sempre! Veeeeenha! O Bracarense é por nossa conta!
    beijos

  4. Brunna Melazzo sábado, 24 de abril de 2010 em 08:32 -  Responder

    Nossa, que delííííícia!!
    paisagens lindas!!
    E qual o valor da diversão??
    bjocas!!
    =)

    abril 25th, 2010 - 22:58
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Brunna,
    O valor depende do roteiro que você escolher. Dê uma olhada no site deles, que lá eles indicam os preços de cada passeio.
    beijos

  5. MARIA PAULA TEPERINO sábado, 24 de abril de 2010 em 09:36 -  Responder

    Que maravilha. Vou fazer esse passeio o mais breve possível. É o máximo ver um Rio tão lindo e melhor ainda com acesso garantido.
    Quando tiver outras adaptações dessas para testar, podem me convidar…rssss cara de pau eu, nè? rsss
    bjs

    abril 25th, 2010 - 22:57
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Maria Paula,
    Se dependesse da gente, convidaríamos todos os leitores! Mas tente juntar um grupo e escolha um dos passeios, é diversão garantida!
    beijos!

  6. Rosana Palermo Schweter domingo, 25 de abril de 2010 em 17:19 -  Responder

    Nossa, fiquei com vontade de fazer o passeio, muito legal!
    Fui consultar o site e quase caí de costas com os valores. Será que eu to muito por fora dos valores praticados no mercado? É mais caro que a ponte aérea Rio- SP!
    Mas, enfim, valeu a dica pessoal!
    abs

    abril 25th, 2010 - 22:56
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Rosana,
    O Rio, infelizmente, é uma cidade turística e por conta disso um pouco cara. Mas levando em consideração que eles te pegam e te deixam onde você estiver e que eles fazem passeios com apenas 2 pessoas, acho que não está caro. Ainda continuamos achando que vale à pena!
    beijos

  7. Célia Regina V. Bastos domingo, 25 de abril de 2010 em 20:58 -  Responder

    PARABÉNS!EXCELENTE VOU COM FREQUENCIAAO RJ, E FAREI PASSEIO.EM CURITIBA CONHECI TUDO COM JARDINEIRA. AQUÍ FORTALEZA AONDE MORO ESTE MES LIBERARAM 40 TÁXIS PARA CADIRANTES.AINDA NÃO TIVE OPORTUNIDADE DE USAR PORQUE QDO CHAMEI INÍCIO TIVERAM PROBLEMAS
    ABRAÇOS
    Célia

    abril 25th, 2010 - 22:51
    Bianca Marotta respondeu:

    Oi Célia,
    Bom saber que em Curitiba encontramos algo parecido! Deveria ter passeios assim no Brasil todo, né?
    Abraços

  8. Evandro segunda-feira, 26 de abril de 2010 em 07:54 -  Responder

    Valeu Bianca, um dia a gente aparece sim. Mas se o Braca for por conta de vcs….pode arranjar mais uns dois empregos para aguentar pagar a conta! kkkkk

    abril 27th, 2010 - 15:32
    Bianca Marotta respondeu:

    Nossa! Tá pinguço assim??? Como é que vc quer virar atleta desse jeito? 😛
    Até sábado! beijos

  9. LELLA quarta-feira, 13 de julho de 2011 em 16:25 -  Responder

    Oi Bianca!

    Será que eu poderia usar a foto com a rampa para ver a Cascatina? Em um texto no meu blog.

    Favoritei o blog!

    Beijo,

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook