Dicas, Saúde

Cuidados com a pele

8

Mulher passando creme no rostoHá algumas semanas, fui à dermatologista pra me consultar, e no meio de tantas perguntas que fiz (sou hipocondríaca, lembram? rs), descobri muita coisa bacana que poderia compartilhar. A minha dermatologista deu ótimas dicas para cuidarmos da pele, até porque nesse calorão os fungos e micoses se proliferam mais rápido, e ai já viu, né? É problema na certa. E pra quem fica sentadinho a maior parte do dia, os cuidados devem ser redobrados. Então vamos lá:

1) É importante mantermos todas as áreas do corpo sempre secas. “Como assim Cris?”, você pode perguntar. Bom, eu destacaria para esses casos principalmente os pés (entre os dedos) e a virilha. São áreas que ficam mais abafadas e por isso tem mais probabilidade de gerar algum tipo de alergia, fungo ou micose. É interessante usar talco anti-séptico (tipo “Gramado”, como diria meu avô) nessas áreas, usar roupas íntimas de tecidos de algodão que facilitam a respiração da pele e sempre que possível usar sandálias e chinelos. No caso da virilha, se puder ficar um tempinho deitado na cama sem roupa, ajuda bastante. Quanto menos abafarmos essas áreas, melhor. Uma dica legal é secar os pés com secador. Mas pelo amor de Deus! Usem o vento frio!!! Não quero ninguém com o pé queimado, cheio de bolha dizendo que foi a doida do Mão na Roda que falou que era pra secar os dedos com secador no vento quente. Muito cuidado, principalmente quem tem a sensibilidade alterada.

2) Tentar ao máximo tirar a pressão da áreas com grande risco de formação de escara, como bumbum e cóccix. Dar aquela levantadinha/ajeitadazinha na cadeira pode fazer muita diferença. As escaras não aparecem da noite pro dia, existe um primeiro estágio onde a região fica bem avermelhada. Nessas horas todo cuidado é pouco. É importante procurar posições onde não se faça mais pressão na área que está sensível. E nesses casos, procure logo um médico para te orientar sobre qual a forma mais adequada para tratar o seu caso.

3) Os pés incham, e muito. Eu vivo dizendo que nessa época não tenho um pé, mas um “pébolim”, que é uma mistura de pé com bolinha. Enfim, pra amenizar o inchaço é importante colocar os pés pra cima. Mas quanto pra cima? Os pés devem  ficar mais altos que o joelho, e o joelho um pouco mais alto que o quadril. Os colchões “casca de ovo” também são bons aliados. Minha dermatologista também deu a dica de elevar a parte do colchão onde ficam os pés. Existe uma espuma que vende em loja de colchões feita exatamente para isso. Mas se não quiser comprar, coloque livros ou revistas que tenha em casa embaixo do colchão para que ele fique um pouco mais alto na parte dos pés. Ah, e água, bebam muita água. A quantidade de líquido que bebemos faz muita diferença!

Todo cuidado é pouco, ainda mais nos casos de quem não tem sensibilidade abaixo da lesão. Vamos ficar de olho no nosso corpo e tentar passar pelo calor da melhor forma possível. Ah, também não se esqueçam de usar protetor solar, e cuidado com o excesso de exposição ao sol. Além dos motivos óbvios (câncer de pele, queimaduras, etc), como algumas pessoas não suam abaixo da lesão é importante não abusar do calor e correr o risco de uma disreflexia autonômica (isso já é papo para outro post).

E aproveitem a alta temperatura para dar um mergulhinho no mar. O Projeto Praia para todos tá ai pra isso!

Sobre o autor / 

Cris Costa

8 Comentários

  1. Giselle Morais segunda-feira, 3 de maio de 2010 em 10:38 -  Responder

    Lindona,
    adorei o teu post.Explicativo e divertido como sempre.Acho o máximo a forma descontraida como você escreve.Ah o nome da almofada pra fazer elevação dos pés e qu tb serve pra apoiar as costas é “cunha”.Mas, plz tem alguma dica para o que fazer pra cuidar das mãos?Sou marinheira de primeira viagem e apesar do meu periodo cadeirante ser temporário,jájá minha mão tá pior que a de pedreiro.Tem algum creminho mais apropriado e tal?
    Help!!!! rs…

    maio 3rd, 2010 - 12:08
    Cris Costa respondeu:

    Oi Giselle, bom quanto as mãos é complicado mesmo. Minha manicure sempre diz que comigo é tudo ao contrário: pés lisinhos e mãos com alguns calinhos, rs. Não tem muito jeito não. Eu lixo as partes que ficam mais ásperas e passo hidratante. Mas sempre a noite, antes de dormir. Pois tocar a cadeira com a mão cheia de hidratante, não funciona, rs. Mas vou ver ser tem algo mais que possa ser feito e te aviso. Bjs, Cris.

  2. Nickolas segunda-feira, 3 de maio de 2010 em 20:17 -  Responder

    Puxa, Cris, esse post foi muito triste pra mim. Descobri que sou um “disreflexo”… deve ser por isso que tenho as mãos muito secas.
    Eu uso um pouco de hidratante para melhorar a aderência das mãos no volante do carro e no corrimão da cadeira, mas bem pouquinho, e esfregando bastante as mãos depois de aplicá-lo, até secar. Acho que o melhor para isso é o Johnson’s Soft Lotion de secagem rápida.

    maio 3rd, 2010 - 22:05
    Cris Costa respondeu:

    Nick, vc não é “disreflexo”, rs. Disreflexia dá o maior pirapaque, e não mãos secas. Eu gosto de usar hidratante, mas evito pois acaba deixando minha mão escorregadia, ai não consigo fazer nada. Mas gostei da dica, vou tentar esse da Johnson’s. Bjs, Cris.

  3. Brunna Melazzo segunda-feira, 3 de maio de 2010 em 22:26 -  Responder

    e eu alem de hiperativa sou curiosa master, né!?!
    entãããoooo…
    ki ki é disreflexia autonômica que é papo para outro post??
    hahahahahahahahaha

    maio 4th, 2010 - 13:44
    Cris Costa respondeu:

    rsrsrsrss Oi Brunna, pode e deve perguntar! A disreflexia é papo pra outro post pois é um assunto importante e tem que ser bem detalhado na hora de escrever. Mas assim, resumindo como a maioria não sente abaixo da lesão, as vezes acontece algo que a pessoa não sente (um machucado ou bexiga muito cheia por exemplo) que desencadeia uma série de reações como sudorese, vermelhidão, diminuição dos batimentos cardiacos e pressão alta. É perigoso, mas facil de prevenir. Espera o post que explico melhor, rs. Bjs, Cris.

  4. Gilvan C. de Melo Filho terça-feira, 4 de maio de 2010 em 16:53 -  Responder

    Cris ,
    o seu post sobre os cuidados com a pele foi otimo;sempre tomo meus cuidados; como tive mielo minigocele(L3-L5) sou cadeirante desde que nasci; tenho duvidas se quem tem L3, ou L5 ta sujeito a disreflexia; sempre li que costuma acontecer com quem tem T6.

    Mas enfim, aguardo seu post, e parabens pelo blog, ta maravilhoso.

    Bj.

    Gilvan

    maio 4th, 2010 - 20:06
    Cris Costa respondeu:

    Oi Gilvan, você tem razão. A disreflexia é comum em quem tem lesão alta sim. Eu vou falar isso no post. Bjs, Cris.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook