Equipamentos

Cadeira chinelinho

33

Depois de 10 anos com a mesma cadeira, vi que não dava mais pra adiar e era necessário trocar. Minha querida cadeira “chinelinho”  velha de guerra mal saia do lugar. Ou melhor, eu mal saia do lugar com ela. Mega enferrujada,  empenada, alguns pedaços querendo cair,  tava me causando dor nos braços e me dava uma canseira danada só pra ir do quarto a sala.

Perai! Cadeira chinelinho? Que é isso? Bom, desde que comprei minha segunda cadeira, resolvi que deveria guardar a mais antiga. Primeiro porque é sempre bom ter um “estepe” e segundo porque quando chego ou saio de casa não preciso ficar montando e desmontando cadeira. A mais nova, que uso na rua, mora no meu carro. E a chinelinho fica na garagem, me esperando. Deixo ela lá quando entro no carro, e puxo de volta quando chego. Simples, e me evita aquela trabalheira de tirar e por cadeira no carro. É cadeira de ficar em casa, digamos assim.

Voltando. Como não dava mais pra adiar a troca, comecei a pesquisar quais opções de cadeiras eu teria. Não quis abrir mão do modelo monobloco,  e por isso nem olhei para as com eixo em X que tem preços melhores. Restava saber quais marcas fazem esse modelo. Infelizmente só dois fabricantes tem modelos em monobloco: a Ortobras e a Ortomix. Como não conhecia nenhuma das duas, pois até então só tinha tido cadeiras da Tokleve, resolvi deixar o preço resolver. A mais barata, ganhava.

E assim minha primeira escolha foi a Ortomix. Me pareceu bem legal, e tinha o melhor preço, R$ 1.600. Mas na hora de escolher as medidas descobri três falhas graves (ao menos para mim): a largura do pedal tinha que ser a mesma do assento, não seria possível afunilar. Acho isso péssimo pois sendo tudo da mesma largura a cadeira acaba ficando larga e ruim de manobrar em muitos lugares. Fazer curva com uma cadeira assim pode ser um pesadelo. Outra falha é que existia a possibilidade de cobrarem pelo protetor de roupas. Achei um absurdo! Se eu tivesse pedido a cadeira com braço E protetor até podia tentar entender cobrarem extra, mas sem o braço? Nananinanaum.  E por último, o prazo de entrega. Ao menos 90 dias. Só de pensar no meu braço empurrando meu chinelinho mega velho por mais 3 meses me doía tudo. Tive que deixar a Ortomix de lado e partir a  única opção que restava que era a Ortobras.

O único modelo da Ortobras que é monobloco além da M3 é a Star Lite. Como não tinha nenhum modelo na loja, fiquei meio ressabiada em pedir só pelo que vi folheto. Mas me asseguraram que ela era igualzinha ao antigo modelo da Tokleve, a Tokleve M. Que era a minha chinelinho. Sendo tudo igualzinho não questionei nada e dei as medidas: largura do assento, cambagem, altura do encosto e do pedal e pedal afunilado. Fora isso, nada mais se ajusta. O preço nem era tão maior que o da Ortomix: R$ 1.800. Nas zilhões de parcelas que fiz, a diferença ficava bem diluída e não pesaria muito no bolso. Ah sim, e o prazo de entrega era mais interessante: 45 dias.

Uns dois meses depois, um pouco atrasado pois teve carnaval no meio, chegou a cadeira. Olhei pra ela e pensei: gostei! A cor me agradou e me parecia bem legal e confortável. Mas… o que eu achei da cadeira na prática? Conto em outro post!

Sobre o autor / 

Cris Costa

Artigos relacionados

33 Comentários

  1. Mariza Machado quarta-feira, 16 de junho de 2010 em 13:12 -  Responder

    Adorei o post! Só quem vive na prática, sentado em cima é quem realmente pode avaliar uma cadeira de rodas. Deveriam empregar cadeirantes na fabricação de cadeiras!
    Espero ansiosa o próximo post. É sempre bom ter avaliações confiáveis. Faltou só uma fotinha das cadeiras e do “chinelinho”.
    Parabéns e beijos a todos.

    junho 17th, 2010 - 13:06
    Cris Costa respondeu:

    Oi Mariza, eu já tô escrevendo o outro post, mas quero tentar fazer o mais detalhado possível. E vou colocar fotos da cadeira nova, até pra mostrar bem como ela é. Só a “chinelinho” é que não coloquei foto pois já não está mais comigo. Bjs, Cris.

  2. Suzy quarta-feira, 16 de junho de 2010 em 13:20 -  Responder

    Também sou cadeirante. Esteja certa que vc comprou a melhor cadeira do país. Talvêz o modelo é que não seja dos melhores.
    Eu já tive várias cadeiras nesses meus quase 50 anos de “cadeirice” e te falo que isso é uma coisa que não se pode escolher pelo preço. As de alumínio são as melhores.
    Cadeira de banho então é uma coisa crítica! Sentei nuns 8 modelos diferentes e acabei optando por mandar fazer uma nos padrões estabelecidos por mim. Ficou maravilhosa!
    Essa de cadeira chinelinho pra mim não dá. Já bastam as limitações, não sou super mulher, quero conforto. hehehe

    junho 17th, 2010 - 13:11
    Cris Costa respondeu:

    Oi Suzy! A cadeira é chinelinho não por ser velha, mas por ser a que uso pra ficar em casa. E vc tem razão, das nacionais as de alumínio são as melhores. Mas ainda existem as de titânio que pra mim são as melhores. Só que infelizmente não tem aqui no Brasil. Quanto as cadeiras de banho… Nem me fale! Quase não existe opção. Uma vergonha, né? Bjs, Cris.

  3. Tania Speroni quarta-feira, 16 de junho de 2010 em 13:27 -  Responder

    Oi Cris!
    Esse “causo” não é da sua atual cadeira, ou é?Hum!!!Estamos em vias de comprar um M3, vou esperar sua novelinha acabar antes de bater o martelo.Mas vê se num demora, que essa cadeira do Milton tá pra lá de chinelinha.
    Tania
    http://www.zerohora.com/sembarreiras

    junho 17th, 2010 - 13:15
    Cris Costa respondeu:

    Oi Tania! Essa que troquei e estou escrevendo o post é a nova, mas é a “estepe”, que uso em casa. Ano passado tbm troquei de cadeira, mas comprei uma importada, até escrevi sobre ela.
    Vou ver se escrevo essa semana. Mas te adianto que ela é boazinha sim, mas a 3M tem algumas vantagens sobre ela. Em compensação, o preço tbm é maior. Ninguém merece, né? Bjs, Cris.

  4. MARIA PAULA TEPERINO quarta-feira, 16 de junho de 2010 em 14:03 -  Responder

    Cris amei o post. Eu tenho uma cadeira chinelinho, que também uso como você. A importada fica no carro e a primeira linha de cadeira da Ortobrás é a que ando em casa e que fica me esperando na minha vaga da garagem. Eu queria trocar por uma mais novinha. Aliás, nos quase 20 anos que tenho a minha “chinelinho”, já doei umas 4 cadeiras que eram usadas como “titulares”. Porém, não consigo abrir mão da minha “velhinha”. Ela tem uma coisa que não consegui encontrar em cadeira alguma, mesmo as importadas. Ela é alta e isso me facilita e muito em casa, pois pego os objetos que estão mais altos. Agora nem pretendo me livrar mais dela, pois fiz as mesas aqui de casa numa altura que atende ao tamanho da chinelinho. O jeito é ir trocando o estofamento. Confesso que o meu está horrivel!!!! Mas ficar sem ela por alguns dias nem pensar. Vou deixar para fazer isso quando viajar.
    Bjs e conte logo o final desse seu “causo”.

    junho 17th, 2010 - 13:19
    Cris Costa respondeu:

    Oi Paula, que bom que gostou! E como disse o Christian mais abaixo, dá pra pedir a cadeira com uma altura maior. Essa chinelinho nova veio bem alta, e pedi pra baixar. Qual a altura da sua? De repente vc consegue uma igual. E nem me fale em estofamento. Eu já tinha trocado a da minha 2 vezes e já tava feinha de novo… rsrss. Bjs!!!

  5. Christian Matsuy quarta-feira, 16 de junho de 2010 em 18:23 -  Responder

    hummmm…. (comentário bovino) fiquei muito curioso pra saber a segunda parte… no aguardo!

    Ô Maria Paula, tudo bem? olha a altura do assento da cadeira da pra ser escolhida em alguns modelos nacionais, assim você pode comprar umacadeira chinelinho na mesma altura (ou muito próxima) da sua atual.

    junho 17th, 2010 - 13:23
    Cris Costa respondeu:

    Ai que meda do seu comentário no próximo post, rsrsrs. Não sei avaliar cadeira como vc, o Dado e o Nick. Minha avaliação é 100% tabajara, rsrsrs. Bjs!

  6. Sam quarta-feira, 16 de junho de 2010 em 20:45 -  Responder

    Oi Cris, também tenho uma reserva, que fica na garagem e uso quando venho almoçar em casa, mas a minha ganhou outro apelido: Jangadinha! É que minha namorada acha ela desengonçada, e como o encosto é mais alto ela acha que parece. Mas fala sério, serve ou não serve como uma luva? E é uma mão na roda, né?

    junho 17th, 2010 - 13:26
    Cris Costa respondeu:

    Jangadinha??? rsrsrsrrss, muito bem apelidado pela sua namorada! E com certeza são as mais confortáveis, pois de tanto tempo de uso, já estão no nosso formato, né? E mega mão na roda não precisar desmontar cadeira toda hora! Bjs, Cris.

  7. Alexandre quarta-feira, 16 de junho de 2010 em 21:32 -  Responder

    estou curioso parar saber o que vc achou na prática.

    Nao basta ser bonitinha e “barata”…tem q ser boa.!!!

    abraços

    junho 17th, 2010 - 13:27
    Cris Costa respondeu:

    E botas aspas em barata, rsrsrs. Não achei ruim não. Mas vou detalhar melhor no outro post. Bjs, Cris.

  8. julio pecly sexta-feira, 18 de junho de 2010 em 12:14 -  Responder

    Dez anos com uma cadeira, quisera eu que minhas cadeiras durassem tanto, mas a buraqueira de nossas ruas, sobe e desce calçadas, cadeiras comigo só duram no maximo dois anos.

    junho 18th, 2010 - 20:27
    Cris Costa respondeu:

    Oi Julio, na verdade essa só durou esse tempo todo porque a maior parte desse tempo ela só foi usada em casa. Se saísse com ela na rua direto não teria durado mais que 4 anos.
    Infelizmente as ruas da cidade não ajudam. E nem os fabricantes fazem cadeiras com boa resistência e durabilidade. Um absurdo! Bjs, Cris.

  9. Daniela sexta-feira, 18 de junho de 2010 em 14:50 -  Responder

    Oi Cris adorei o post e quero saber a sua opinião sobre a cadeira, bom estou querendo presentear meu marido com uma cadeira nova ,é surpressa, a dele já passou da categoria chinelinho ta mais para sola de sapato furada srsrsr. Bom pesquisei várias marcar e modelos e realmente os depoimentos não deixam dúvidas que as monobloco são melhores. Encontrei vários modelos, mas o proplema é o preço… onde você encontrou cadeiras por esse valor, pesquisei uma star lite aqui na minha cidade e me ofereceram por 2.900 um absurdo, 1.100 a mais do que você postou no comentário, bom vou esperar ansiosa sua avaliação pela cadeira abraços Daniela

    junho 18th, 2010 - 20:33
    Cris Costa respondeu:

    Oi Daniela, vê se essa cadeira de R$2.900 vem com rodas de liga leve. Já vi anúncio a star lite por esse preço, mas não com a roda “comum” e sim com a de liga leve, que por ser mais cara (uns R$ 1.200 se comprar a parte) acaba encarecendo muito a cadeira. De repente dá pra negociar e conseguir que a cadeira venha com outra roda e assim o preço melhore. Bjs, Cris.

  10. Inês Francisco sábado, 19 de junho de 2010 em 23:07 -  Responder

    Oi Cris. Estou curiosa para saber o que está achando da M3 que vc adquiriu. Ha tempos “paquero” uma monobloco. Sou tetra e sempre fiquei com medo de usar uma e não ter equilibro para ficar em uma. Como onde moro ñ tem profissional para ajudar nas orientações e é difícil para ficar indo a capital, ainda uso um modelo x. Na REATECH deste ano experimentei varias. Gostei muito da Quickie Q7, a importada, mas… fica muito caro, em torno de 6 a 7 mil… aff… ainda ñ tô podendo!! Tenho uma duvida sobre a monobloco. Ela se acomoda facilmente em porta mala de carros populares que tem um espaço um pouco menor? (Ando varias vezes de carona em carro de amigos… hehe) Se vc tivesse como colocar uma foto de como vc faz seria interessante. Obrigadão. Um abraço.

    junho 27th, 2010 - 13:20
    Cris Costa respondeu:

    Oi Inês, a cadeira que comprei é a Star Lite, não é a M3! Quanto a uma monobloco caber no porta malas, dependendo do tamanho, cabe sim. Só não cabe se tiver kit gás. Lá na comunidade do Orkut falaram sobre isso, segue o link: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=39710435&tid=5454648104743453670

    Bjs, Cris.

  11. Charles quinta-feira, 24 de junho de 2010 em 18:24 -  Responder

    Oi Cris, eu estou sempre ligado nos post do blog, e adoro muito, é bom poder compartilhar opiniões, bom estou um pouco confuso, você postou no dia 01 de março que comprou uma cadeira de rodas importada novinha e maravilhosa, e agora você esta falndo da chinelinho e que comprou uma nacional a star lite, bom também estou esperando a sua avaliação atá mais Cahrles

    junho 27th, 2010 - 13:25
    Cris Costa respondeu:

    Oi Charles, eu comprei a importada no final do ano passado. Mas uso ela pra sair, e tenho uma que fica em casa e serve de estepe. Essa é a chinelinho, que tava muito velha e precisava trocar. Por isso comprei outra, a Star Lite. Bjs, Cris.

  12. Daniela terça-feira, 29 de junho de 2010 em 11:22 -  Responder

    Oi Cris, estou muito ansiosa pelo seu post sobre a avaliação da Star lite, só estou esperando a sua opinião para comfirmar a compra que estou efetuando… Espero que vc tenha se saido bem com a cadeira e que ela seja realmente boa abraços Dani

    julho 1st, 2010 - 14:04
    Cris Costa respondeu:

    Oi Daniela, já o post já tá pronto. A cadeira é legal sim. Bjs, Cris.

  13. Joana Roquette quarta-feira, 30 de junho de 2010 em 20:58 -  Responder

    Também tenho uma “cadeira chinelinho” que acabou de quebrar 🙁
    Ambas são motorizadas, a chinelinho velha de guerra e já ta com 15 anos nas costas, e a que fica no carro quando estou em casa, me esperando pra sair. Como a outra (chinelinho) quebrou, estou recorrendo direto à outra, com a qual vou pra rua. Realmente acho ótimo ter 2 cadeiras, porque se não fosse assim eu estaria frita durantes esses dias em que ainda não consertei a velhinha…

    julho 1st, 2010 - 14:06
    Cris Costa respondeu:

    Oi Joana, o ideal é sempre ter uma de reserva, a gente nunca sabe o que pode acontecer, né? Tomara que conserte logo a sua chinelinho! Bjs, Cris.

  14. adelaide de cerqueira segunda-feira, 25 de outubro de 2010 em 12:29 -  Responder

    Ola Cris,
    Estou usando cadeira, efetivamente, há 3 anos. Descobri esse blog e que não estou sozinha, por um acaso, pesquisando no Google sobre cadeira de rodas, pois estou precisanndo de uma cadeira que me facilitea locomoção, principalmente, em casa. É, tão doloroso me locomover de um cômodo para outro que se não tiver alguém para me ajudar, acabo desistindo. Não é um chinelinho. É um tamanco.
    Para andar na rua, disponho de um scooter. É muito grande e por isso não passa nos cômodos de minha casa. Quase não saio, como estou com complicação na visão (diplopia), preciso alguma companhia para orientar o caminho.

    Eu estava apreciando uma com “motorzinho”, mas entendi que o ideal é sem motor. Star life ou M3.

    Agora, sou bem melhor
    Fique com Deus

  15. alcides quarta-feira, 22 de dezembro de 2010 em 16:23 -  Responder

    Oi Cris,achei interessante o seu blog, e gostaria que entrasse em contato comigo!
    atenciosamente!
    Alcides Cândido

  16. maryland ferreira de lima quinta-feira, 8 de setembro de 2011 em 17:23 -  Responder

    meu irmao precisa de uma cadeira de rodas

  17. PEDRO segunda-feira, 1 de outubro de 2012 em 09:33 -  Responder

    olá Cris,
    blog show de bola. recentemente me aventurei com minha freedom (monobloco) nas ruas do Rio e peguei algumas dicas por aqui.
    como susgestão de quem ainda não cadeirou pelas ruas daqui fica como sugestão o uso de luvas resistentes, uma pochete com garrafinha de água, um mp3 para ir curtindo um sonzinho e um pouco de paciência e bom humor. use também a cara de pau para pedir ajuda, pois todo mundo gosta de ajudar.
    abraços.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook