Opinião e cotidiano

Em busca de um espaço

13

Já tinha 9 anos desde minha lesão quando resolvi partir de vez em busca de um apê. A relação sempre foi de total liberdade na casa dos meus pais, mas sentia falta de um espaço só meu. Era bastante independente, tinha acabado de sair de um relacionamento de quase 3 anos, trocado de emprego e estava querendo dar uma sacodida na vida. Comecei a looooonga procura por um apê e como ela foi desgastante! Já tinha juntado uma grana, mas teria que vender minha alma -que não vale muito – ao diabo e ainda aplicar a merreca na bolsa para conseguir dar entrada em um cafofo aqui no Rio. Para quem não sabe, o metro quadrado da cidade maravilhosa é caríssimo! O preço de um quarto e sala na zona sul do Rio é mais ou menos o de um 3 quartos em um bom bairro de Curitiba, por exemplo. Solução: aluguel!

Claro que alugar também não era barato, mas fiz as contas e dava para pagar o aluguel e ainda sobrava um troco. Mas e para achar o apartamento? Tudo bem que restringi um bocado as minhas opções quando decidi que continuaria morando em Copacabana, bairro onde nasci, cresci e adoro até hoje! Primeiro porque não é um bairro barato, e depois porque a maioria dos seus prédios são construções antigas e muitos não tem rampas na entrada. Alguns, sequer tem elevadores. E para piorar, o bairro ainda tem um certo carisma e está passando por uma revitalização, o que fez com que mais gente entrasse na concorrência por um apê em Copa.

Os muquifos que visitamos eram mais ou menos assim

Tentar alugar um apartamento bom aqui no Rio é frenético. Você acorda cedo pra cacete aos sábados e domingos, cata os classificados do O Globo e começa a ligar para os anúncios de aluguel. Muitos deles não atendem pois são imobiliárias que não funcionam no final de semana, então você também tem que madrugar na 2a feira para saber sobre os apês. E tem uma coisa: se o corretor te tratar bem ou o apê for anunciado mais de uma vez, nem adiantar perder tempo com o apartamento porque ele é uma merda. Apartamento bom no Rio é alugado NA HORA e se o corretor falar que tem que comer caca de cachorro para conseguir a ficha aprovada, te garanto que tem gente que topa!

Logo de cara, consegui achar um apezinho maneiro em um bom prédio com vaga e tudo. Era um pouco barulhento, mas a localização e o tamanho do apê (quarto e sala de incríveis 70m2) compensavam. Caí na asneira de perguntar pro proprietário se eu poderia tirar a porta (de plástico) do box para poder entrar mais fácil com a cadeira. O sujeito fez uma cara tão feia que ali mesmo eu percebi que tinha rodado… Amigo cadeirante: se vai fazer alguma modificação em um apê alugado, NÃO AVISE O PROPRIETÁRIO. Sério mesmo… Se for bobeirinha, tipo tirar uma porta do box para depois recolocar, não avise.

Fiquei quase um ano nesse ritmo alucinante e procurar apê para alugar. Fazia uma ronda nos finais de semana para ver se os prédios tinham acesso básico e, se tivessem, na segunda-feira tentava visitar o apartamento em si. Vi, sem sacanagem, mais de 100 prédios e visitei no mínimo uns 40 apês. Nesse meio tempo, conheci a Bianca. Ela  passou a me ajudar na busca (era diretamente interessada, ehehe!) e viu vários apês para mim. Quase consegui alugar alguns deles, mas a minha “ficha” sempre era preterida por outra. E olha que eu tinha um bom emprego estável e um fiador, hein? Cheguei até a ver um apartamento que tinha sido de um cadeirante (Olha só!), com banheiro adaptado e tudo, mas o proprietário preferiu alugar para outra pessoa. É mole?

Depois de tanto tempo dando com os burros n´água, já tinha juntado um dindin a mais, feito algumas contas e cheguei a conclusão que daria para comprar um apê financiado. As coisas também estavam indo muito bem com a minha namorida, praticamente já morávamos juntos e decidimos estreitar ainda mais nossos laços. Reunimos os tostões e mudamos o objetivo da busca: o lance agora era arrumar um apê para nós dois comprarmos!

Não foi nem um pouco fácil… Se por um lado quando vc está COMPRANDO um apê os proprietários te tratam melhor, a responsabilidade é muito maior e a quantidade de picaretas tentando te passar uma bomba aumenta consideravelmente. Negociamos apartamento com ex-presidiária, uma mulher que fugiu do hospício e outra que mantinha uma pessoa em cativeiro dentro do apartamento. Tá, não foi isso tudo não. Exagerei em um dos casos. Mas os outros dois eu juro que são reais!

Depois de 1 ano e meio procurando apê, nossa planilha de muquifos visitados já continha 300 itens. Encheu o saco. Decidimos que tínhamos que relaxar e tiramos férias, viajamos, curtimos… Foi quando voltamos, bem mais relaxados, que fomos visitar mais um apê despretensiosamente. Lembro até hoje: bastou entrar na sala para ter aquela sensação de “é esse!”. Claro que fiz aquela cara de desinteressado para o corretor, para não valorizar. Quando o cara virou de costas e eu olhei para Bianca, percebi que ela tinha sentido o mesmo que eu. Uhu!!!

(continua)

Sobre o autor / 

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

Artigos relacionados

13 Comentários

  1. Tania Speroni sexta-feira, 23 de julho de 2010 em 22:52 -  Responder

    Ai Dado!!!
    Já passamos por isso, ninguém merece. Acabei conhecendo Porto Alegre melhor que qualquer taxista daqui, de tanto que rodei essa cidade.
    Onde moramos hoje é alugado, que perrengue achar. Tiramos a porta do banheio, a porta-porta, nosso banheiro não tem porta, tiramos o box e a pedra de mármore que fica no chão. Tá tudo em cima do guarda roupa,pra quando formos devolver colocaremos de volta.
    O proprietário nem deve imaginar que a porta dele tá nas alturas,hehehhe.
    Ô perrengue essa vidinha de classe média.heheheh
    Beijos
    Tania
    http://www.zerohora.com/sembarreiras

    julho 27th, 2010 - 20:02
    Eduardo Camara respondeu:

    Perrengue total, Tania! Eu devia ter feito exatamente isso com o primeiro apê que achei. Paciência… Mas no final, tudo acabou dando certo. Vou colocar a sequência e vc vai ver… Beijos!

  2. helena domingo, 25 de julho de 2010 em 17:11 -  Responder

    GOSTEI DA FOTO. VEJAM QUE SINTONIA, VCS FORMAM UM LINDO CASAL…

    julho 27th, 2010 - 20:02
    Eduardo Camara respondeu:

    Obrigado, Helena! Também acho 🙂

  3. Cris Costa segunda-feira, 26 de julho de 2010 em 11:43 -  Responder

    Só de pensar que em breve terei que passar por isso dá uma preguiiiiiça… A impressão que tenho é que nunca vou encontrar um ap com um banheiro de tamanho bom. Hoje em dia é tudo muito pequeno. E ZS nem pensar, tá sureal o preço!
    O ap de vcs é show! Dá mais dica de adaptações?

    julho 27th, 2010 - 20:03
    Eduardo Camara respondeu:

    Cris, perrengue vai ser mesmo, a não ser que vc dê uma “cagada” monstruosa e encontre logo. O lance é correr atrás de apartamentos antigos com banheirão. Os novos, nem pensar mesmo… Vou colocar as adaptações nos próximos posts. Beijos!

  4. felipe leite segunda-feira, 26 de julho de 2010 em 11:47 -  Responder

    Estou a procura de apartamento para alugar e é uma loucura. O único que eu realmente gostei, com vista pra praia do Flamengo, tinha um banheiro ridículo de pequeno. Então continuo minha busca. Queria um conjugado, mas to começando a pensar que um sala e quarto vai ser a solução!!!!!! Essa semana continuo minha saga…. se vcs souberem de aps aí em Copa, dêem um toque!!!!! Abraços

    julho 27th, 2010 - 20:05
    Eduardo Camara respondeu:

    Fala, Felipe! Pode deixar que aviso sim… Se quiser, te dou até as dicas de alguns prédios em Copa que eu sei que têm acesso e banheiros razoáveis. De repente vc passa na portaria e vê se tem algum pra alugar. Abração e boa sorte!

  5. Lulu terça-feira, 27 de julho de 2010 em 16:13 -  Responder

    Oi Dado e Bianca,

    Entrei no blog p/ver se vcs tinham comentado alguma coisa sobre o Caravelas… mas não :-(. Tudo bem! Ao ler esse texto fiquei tão feliz, gostei tanto, q nem me importei com mais nada. Quero a continuação!!!! 🙂

    Beijos de San Martin de los Andes ;-),
    lulu

    julho 27th, 2010 - 20:06
    Eduardo Camara respondeu:

    Oi Lulu!

    Aquele papo de banheiro adaptado no Caravelas era só papo mesmo, mas a festa foi ótima e curtimos bastante!!! A continuação vai mostrar exatamente o que vcs estão encarando agora, ehehe!

    Beijão procê e manda um abraço pro JV!

  6. Kenia sexta-feira, 6 de agosto de 2010 em 11:38 -  Responder

    Olás,
    cadê a continuação. Queremos saber o final.
    Abraços.

  7. lulu sexta-feira, 13 de agosto de 2010 em 12:23 -  Responder

    Oi Dado,

    Pois é. Eles bobearam! Já que estavam reformando o Caravelas pq não aproveitar e fazer um banheiro adaptado?! Tem certas coisas que não dá para entender…
    Mas onde esta a continuação??? Estamos esperando 😉
    bjos

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook