Acessibilidade, Atrações turísticas, Museus e Centros Culturais, Viagens e Turismo

Museu da Língua Portuguesa – SP

17

Continuando meu passeio na terra da garoa, depois de encher a pança no Mercadão fui visitar o Museu da Língua Portuguesa, que fica na Estação da Luz. O edifício é lindo e fiquei me perguntando o quanto seria acessível, já que é uma construção do século XIX. E fiquei feliz ao ver que eles adaptaram o que precisava (que era pouco), sem estragar a estrutura do prédio. Na  entrada, por exemplo, tem uns degraus e ali colocaram um elevador.  E não precisa procurar o segurança pra pedir pra chamar o outro segurança, que conhece a pessoa que guarda a chave do elevador. É só entrar e subir.

Lá dentro é bem tranquilo. Tem só uma rampa, mas uma ajudazinha (se necessário) resolve. O chão é liso, e todos os textos e telas tem altura boa, então dá pra aproveitar e ler tudo.

Até no Beco das Palavras, uma sala com um jogo etimológico interativo que permite brincar com a criação de palavras, conhecendo suas origens e significados, tem 3 mesas com diferentes alturas. Dá pra todo mundo brincar!

Ah, a entrada custa R$6,00 e cadeirante não paga. Aos sábados a entrada é gratuita.

. . .


Museu da Língua Portuguesa
Praça da Luz, s/nº
Centro – São Paulo – SP
Telefone: (11) 3326-0775
Site: http://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

Sobre o autor / 

Cris Costa

Artigos relacionados

17 Comentários

  1. Fabiola quarta-feira, 1 de setembro de 2010 em 14:28 -  Responder

    Amooo esse lugarr ó.. é incrívelmente lindo….
    Vou esse fds na esposição do Fernando Pessoa…
    Depois eu conto..
    Bjs

    setembro 2nd, 2010 - 22:29
    Cris Costa respondeu:

    Oi Fabiola, pôxa, que inveja. Perdi a exposição por 1 dia. Tomara que esteja legal! O lugar é sensacional mesmo! Bjs, Cris.

  2. Heitor quarta-feira, 1 de setembro de 2010 em 17:10 -  Responder

    Sou doido pra conhecer esse museu!

    setembro 2nd, 2010 - 22:30
    Cris Costa respondeu:

    Heitor, assim que tiver uma chance, aproveite. Além de bem acessível, é lindo o prédio! Bjs, Cris.

  3. Guaraci quarta-feira, 1 de setembro de 2010 em 19:19 -  Responder

    … de fato é um lugar incrivel… diria com toda certeza de que terei que ir várias vezes para poder absorver tudo que o lugar oferece…

    setembro 2nd, 2010 - 22:32
    Cris Costa respondeu:

    É verdade Guaraci, uma só não é suficiente. Assim que voltar a Sampa vou lá de novo, rs. Bjs, Cris.

  4. Bruno Guilherme quinta-feira, 2 de setembro de 2010 em 12:14 -  Responder

    Acheii muitoo legal, e o lugar parece ser muitoo bommm mesmoooo….bemm difenten do museu que temos aque na minha cidade, de adaptado ele num tem nada……uahauahauahuaha, se naum fosse minha namorada pra ir junto comigo, nunca na minha vidaa eu teria oportunidade de entra…uma vergonhaaa!!!!

    setembro 2nd, 2010 - 22:34
    Cris Costa respondeu:

    Oi Bruno, pôxa que pena o da sua cidade ainda não ser adaptado. Não rola de reclamar com a administração do museu? As vezes funciona. Bjs, Cris.

  5. Mila quinta-feira, 2 de setembro de 2010 em 18:12 -  Responder

    Excelente lugar!
    Sempre que eu vou a São Paulo dou uma passadinha lá pra ver as mostras temporárias. Lugar lindo, cultuando nossa língua belíssima.
    E acessível mesmo

    setembro 2nd, 2010 - 22:35
    Cris Costa respondeu:

    Também fiquei apaixonada pelo lugar Mila! Assim que der, volto lá. Bjs, Cris.

  6. Luiz F Araujo Filho quinta-feira, 2 de setembro de 2010 em 18:20 -  Responder

    Estiva neste Museu em Julho de 2010, realmente tem quase todos os acessos, mas existem computadores onde o visitante pode procurar a origem das palavras de diversas línguas ancestrais. Em frente a estes computadores existem bancos de concreto que impedem a aproximação de cadeiras de rodas. Acredito que, novamente a falta de um ou mais deficientes no momento do projeto do local resultou nesta falha.

    setembro 2nd, 2010 - 22:37
    Cris Costa respondeu:

    Oi Luiz, me lembro bem desses bancos, mas não me atrapalharam muito não. Pelo menos consegui acessar as telas e usar sem ficar torta. Agora, se estiver cheio, ai complica mesmo. Bjs, Cris.

  7. everaldo lemos segunda-feira, 20 de setembro de 2010 em 14:18 -  Responder

    Parabéns, muito interessante a reportagem das placas de sinalização, ” não basta existir as normas de fabricação, precisamos conhece-las ” gostaria de receber comentários a respeito da qualidade para o transporte acessível na cidade de São Paulo, e seus serviços ” Atende, Ligado, coletivos com plataformas etc…” grande abraço a todos.

  8. gisele , tayna, larissa ,luciana quarta-feira, 22 de setembro de 2010 em 07:50 -  Responder

    vamos ai logo logo rsrsrs

  9. Biel terça-feira, 18 de outubro de 2011 em 22:09 -  Responder

    deve ser muito legal, né ?

  10. ponei safado quarta-feira, 17 de outubro de 2012 em 09:23 -  Responder

    quanto tempo vc pode ficar la dentro?é q eu ñ tenho casa e presciso dormir la

  11. viviane quarta-feira, 9 de janeiro de 2013 em 19:02 -  Responder

    Eu ja fui no museu de língua portuguesa com a minha sala e eu adorei tudo o,que eu vi la.
    La eu pude aprender mais sobre as linguas e sobre alguns poetas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook