Geral

Desafio

27

Quem nunca ouviu a piadinha:

Quantos portugueses são necessários para trocar
uma lâmpada?

– Três, um para segurar a lâmpada e dois para rodar a escada.

Agora adaptando a piadinha a minha realidade:

Quantas pessoas são necessárias para colocar uma cadeira no porta malas do carro? E com a vantagem da cadeira já estar desmontada! Alguém arrisca?

Meodeoooooo, e nem é o caso de colocar um elefante na geladeira! A cadeira cabe na boa. Mas há quem considere um quebra-cabeça de 15000 peças mais rápido e fácil de fazer. Eu sou a única a ter vontade de levantar do banco e ir lá colocar a cadeira?

Vai entender…

OBS: Nada contra os portugueses, ok? Meu sobrenome não nega minhas origens. Tenho loucura pra conhecer a terrinha!

Sobre o autor / 

Cris Costa

27 Comentários

  1. Laura Martins sábado, 16 de outubro de 2010 em 18:44 -  Responder

    Ahhh, acho que todo cadeirante deve ter problema com isso.
    No meu caso, porém, ao longo das eras aprendi a dar instruções tão precisas — tipo Etapa 1, Etapa 2… –, que hoje não tem quem erre. Sempre dá certo!
    Abração!

    outubro 17th, 2010 - 23:23
    Cris Costa respondeu:

    Oi Laura, que bom que vc consegue, pq as vezes mesmo explicando e fazendo por etapas, o povo se enrola. Juro que não entendo, rs. Bjs, Cris.

  2. Christian Matsuy domingo, 17 de outubro de 2010 em 01:26 -  Responder

    É Cris, às vezes dá vontade sim, parece até que nossa cadeira é um “Transformers”. Coincidentemente essa semana eu também tive um perrengue desses, o duro é que algumas pessoas insistem fortemente em NÃO seguir as tais “etapas” que a Lura Martins citou. E olha que eu sou um cara metódico… pra não dizer chato com essas coisas. Segue o link do meu desabafo no facebook: http://fb.me/yJBUq6NI

    outubro 17th, 2010 - 23:24
    Cris Costa respondeu:

    Não tinha visto o lance do FB. Pow, os caras colocam a minha cadeira na mala tem mais de 2 anos e ainda se enrolam! É impressionante! Bjs, Cris.

  3. Gregori domingo, 17 de outubro de 2010 em 01:33 -  Responder

    O pior é quando vamos viajar e peça para minha esposa arrumar a mala do lado da cadeira para não ficar batendo na lateral do carro,
    são varias as explicações até eu desencanar e ir viajar sem ter ficado do modo que eu gostaria rsrsrsrsrsrsrsr

    outubro 17th, 2010 - 23:26
    Cris Costa respondeu:

    Gregori, nesse caso acho que as mulheres (me incluo nessa, claro) são mais enroladas pra arrumar o espaço na mala do carro pra caber tudo. Eu sempre peço pro meu irmão arrumar, rs. Bjs, Cris.

  4. MARIA PAULA TEPERINO domingo, 17 de outubro de 2010 em 09:52 -  Responder

    Cris você é sempre precisa nos seus posts. Como tenho um Honda Fit, e a minha cadeira fecha em X, ela não cabe deitada na mala, tem que ficar inclinada para o banco. Amiga, explicar isso é tão difícil!!!!!!! Agora andes de entrar no carro eu vou com a pessoa que vai colocar a cadeira até o porta malas e tento fazer os gestos, mas mesmo assim as vezes dá vontade de chorar. Sempre penso que para acabar com isso o legal seria levar uma foto, quem sabe isso facilitaria…vai entender…rsss

    outubro 17th, 2010 - 23:29
    Cris Costa respondeu:

    Kkkkkkkkkkk, sei bem o que vc passa Paula. Eu tbm tenho o Fit, e acho a mala dele bem boa, e pra cadeira monobloco cabe direitinho. Pow, eu estaciono no mesmo lugar há dois anos e os caras SEMPRE se enrolam. Na faculdade é a mesma lenga. Será o Benedito? Já pensei em tirar foto tbm, rsrsrrs. Mas acho que ainda assim iam se enrolar! Só chorando mesmo! Bjs, Cris.

  5. Fernando Chagas domingo, 17 de outubro de 2010 em 11:56 -  Responder

    É, isso é inevitável. Minimiza quando se tem um porta malas decente, que, por ora, não é o nosso caso, Crisssssssssssssss. 🙁

    outubro 17th, 2010 - 23:31
    Cris Costa respondeu:

    A mala do Fit pra cadeira monobloco nem é ruim. Mas nego é muito enrolado, meodeo!! Ok, sei que estão ajudando, agradeço muito, mas dá pra ser menos enrolado? Bjs, Cris.

  6. Denise domingo, 17 de outubro de 2010 em 19:00 -  Responder

    Olá, meu nome é Denise e estudo Arquitetura. Na maioria dos projetos aprendemos sobre banheiros com acessibilidade, mas
    desculpem minha ignorância, nada sei sobre adaptação de dormitórios (a não ser deixar uma circulação grande).
    Gostaria de saber, em um caso de viagem ou estadia em
    alojamentos e hotéis, qual a melhor opção para um dormitório? É preciso de barras de apoio próximas às camas?
    Obrigada

    outubro 17th, 2010 - 23:36
    Cris Costa respondeu:

    Oi Denise, é pq o mais complicado é o banheiro. O quarto só necessita de espaço mesmo. Nunca vi barras ao lado da cama, e nem acho que seja necessário. Já escrevi um post sobre isso, a única coisa interessante é ter o armário e prateleiras numa altura que o cadeirante alcance. Bjs, Cris.

    Link do post: http://maonarodablog.com.br/2010/07/16/hotel-ibis-em-sao-paulo/

  7. Cris Costa domingo, 17 de outubro de 2010 em 23:34 -  Responder

    Oi Denise, é pq o mais complicado é o banheiro mesmo. O quarto só necessita de espaço mesmo. Nunca vi barras ao lado da cama, e nem acho que seja necessário. Já escrevi um post sobre isso, a única coisa interessante é ter o armário e prateleiras numa altura que o cadeirante alcance. Bjs, Cris.

    Link do post: http://maonarodablog.com.br/2010/07/16/hotel-ibis-em-sao-paulo/

  8. Brunna Melazzo segunda-feira, 18 de outubro de 2010 em 00:42 -  Responder

    hahahahahahaha…
    vi o filminhoooo…
    mas não foi o de colocar, não…
    foi o de tirar e montar…
    Diego diz: “só tira q eu monto”
    Brunna diz: “nãããããããoooooo, eu consigo”
    aham!! JUUURAAA (Y)
    tira a cadeira… tira uma roda… tira a outra…
    coloca uma roda… e solta
    juuurando que ela ia equilibrar sozinha!!
    pááááá… (cadeira tombando no chão)
    /me ANIMAL!!!
    olha com cara de pedir desculpas…
    levanta a cadeira… coloca a outra roda!!!
    hahahahahahha

    depois dessa, só trabalho em equipe…
    ele tira as rodas, passa pro banco traseiro
    e eu guardo “o outro pedaço” sentadinho atrás dele
    kkkkkkkk

    outubro 19th, 2010 - 18:47
    Cris Costa respondeu:

    Brunna, que figura vc, rsrsrrsrsrss. Mas isso, trabalho em equipe sempre funciona! Bom, pelo menos no seu caso, kkkkkk. Bjs, Cris.

  9. jose efigenio segunda-feira, 18 de outubro de 2010 em 17:05 -  Responder

    CRIS
    QUANDO EU USAVA UMA CADEIRA QUE FECHAVA EM X ERA MAIS FACIL AGORA COM UMA QUE FECHA EM L PIOROU E O PIOR QUE SÓ ANDO DE TAXI E TEM Q ESCOLHER UM QUE ELA CONSIGA FICAR NO PORTA MALAS NAO É TODOS OS CARROS QUE CABEM.

    outubro 19th, 2010 - 18:50
    Cris Costa respondeu:

    Oi José, se tem algo que me irrita, na verdade a todo cadeirante, é a má vontade dos taxistas. Passo mal com eles. A maioria tem gás na mala, e a cadeira não cabe. Mas dá pra ir no banco da frente. Eles são cheios de frescura. Um saco ficar na mão desses caras, né? Bjs, Cris.

  10. cláudia segunda-feira, 18 de outubro de 2010 em 19:34 -  Responder

    Adorei conhecer esse blog!!! Maravilhoso saber como existem tantas possibilidades frente as nossas dificuldades….Minha mãe é cadeirante devido a uma doença degenerativa…Ñ me sinto tão só agora ,na busca de recursos para ela…Obrigado e parabéns pelo blog. Um bj ,Cláudia.

    outubro 19th, 2010 - 18:53
    Cris Costa respondeu:

    Oi Cláudia, que bom que gostou e que o Blog está sendo util! Bjs, Cris.

  11. Tania Speroni segunda-feira, 18 de outubro de 2010 em 23:12 -  Responder

    Oi Cris!!!
    Se te serve de consolo…
    Como no momento estou impossibilitada de pegar peso, depois que o Milton entra no carro, sempre peço a alguém pra ajudar a colocar a cadeira na mala.
    Mesmo eu do lado, dando instruções, tem horas que entro em desespero. A galera se atrapalha muito.
    O porteiro do prédio toda vez me pergunta, ele começa a rir e diz que esqueceu.
    Acho que é a tal memória seletiva em ação, só quem precisa aprende a colocar na mala, sei lá.
    Beijos
    http://www.zerhora.com/sembarreiras

    outubro 19th, 2010 - 18:55
    Cris Costa respondeu:

    Oi Tania!!! Nem me fale viu! Na maioria das vezes, desmonto tudo, só deixando o quadro pro cara colocar na mala. É o mesmo, que faz isso há 2 anos e ele sempre se enrola. Acho que é capaz de ser a memória seletiva mesmo, rsrsrsrs não é possível! Bjs, Cris.

  12. Andres Lopez terça-feira, 19 de outubro de 2010 em 12:23 -  Responder

    Ola Cris!!
    Todo cadeirante tem boas historias sobre este assunto
    Na época em que pegava taxi, já aconteceu de ouvir deles: “por isso eu não gosto de cadeirantes”…. “Como??? Pode trazer de volta a cadeira aqui do lado da porta que vou descer já, pois eu também não gosto de taxistas folgados”,
    Fora os ralados vários que eles estampam nas nossas “pernas” tentando colocar na marra a cadeira num portamalas que já tem cilindro de GNV…
    Agora na minha perua 207 ela entra inteirinha e sem desmontar nada, mais ainda tem aqueles tragicômicos manobristas ou ajudantes de ocasião que vão levantar a cadeira para colocar na mala e resolvem levantar pelas rodas (sem estar freadas)…lá vai a cadeira virar e bater o quadro no chão sem poder sequer fazer nada!!
    Vontade nessa hora era aquele chute na canela, né?
    Mais não tem jeito!! E nosso dia a dia e temos que ter paciência para fazer como a Laura diz: “Etapa1, Etapa 2, etc..” ou aprender a colocar ela no banco do passageiro sozinho que é a solução que eu adoto com mais freqüência.
    1 abraço

    outubro 19th, 2010 - 19:00
    Cris Costa respondeu:

    Oi Andres, os taxistas são um capítula a parte, tem cada um né? E cada vez que o quadro bate no chão por não saberem pegar na cadeira é uma facada no peito, dóooi, rs. E tem vezes que nem por etapas as pessoas entendem. Quando estou sozinha coloco a cadeira no carro, mas prefiro colocar na mala pra não estragar o banco. Ai, só com ajuda. Tudo tem seu preço, rs. Bjs, Cris.

  13. Nickolas Marcon quarta-feira, 20 de outubro de 2010 em 18:21 -  Responder

    É por essas e por outras que eu não mudo mais de cadeira se não for uma Kuschall Champion, que faz duas dobras: fecha o quadro e baixa o encosto… super-mega-prático para táxis e aviões, não precisa desmontar nada e qualquer imbecil carrega. Quando tem cilindro de gás, coloca em pé no banco de trás e pronto.

    Uma vez fui pegar um táxi no aeroporto e o taxista não quis colocar a cadeira no banco, queria colocá-la no porta-malas amarrada com uma cordinha.

    Falei para ele “nem pensar, vai que a cadeira cai no meio da estrada” e ele “mas não vou sujar meu banco”. Como o carro do cara estava todo detonado, pronto para o ferro-velho, eu só respondi “as rodas estão limpas, seu banco está todo rasgado e minha cadeira custa mais caro que o seu carro inteiro”.

    Fui para a rua e peguei o primeiro táxi que passou, nem era daquele ponto, os outros taxistas ficaram olhando com cara de ÚC…

  14. MarkGrunge sábado, 20 de novembro de 2010 em 17:24 -  Responder

    Leio algumas coisas nesse blog e vejo que nao estou só nesse mundo cruel, e tem mais pessoas passando pela mesma coisa que eu kkkkkkk quando eu estou com o meu pai, mae ou irmao de boa eles sabem me ajudar… masss meus amigos noossssaa nao vou xingar eles pela boa vontade, mas as vezes ja me deu vontade de sair do carro e ir la atras colocar a minha cadeira pq ninguem estava conseguindo mesmo eu explicando ou quando colocam o quadro da cadeira e me perguntam: “e as rodas eu ponho aonde?” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk so rindo mesmo… eu to comprando um carro e ja estou pensando em tudo isso, para nao passar sofuco com eles rsrsrs…

  15. Edmar terça-feira, 4 de janeiro de 2011 em 00:53 -  Responder

    Cris, esse é o meu maior problema: precisar sempre de alguém para tirar e colocar a cadeira no porta malas,principalmente agora que comprei uma monobloco. Costuma brincar dizendo – “a unica coisa que falta para eu ser completamente feliz é eu conseguir tirar e colocar a cadeira de rodas no carro sozinho”.
    Já ouvi falar de cadeirante que leva a cadeira no banco da frente. Alguém ai sabe se funciona?

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook