America – São Paulo

hamburger cortado ao meio - ilustração de capaO America pode ser considerado um restaurante, pois ele não se limita apenas ao hamburguer e outros lanches.

Estava com essa avaliação atrasadíssima aqui em meu micro, mas é assim – tarda mas não falha!

Outra  coisa que tem a ver com esse post, é o fato do America ser uma rede e possuir vários estabelecimentos (dentro e fora de shoppings) o que dificulta um pouco, pois não dá pra visitar todos os restaurantes da rede, a gente escolhe um e vai. Obviamente ocorre com diversos outro lugares.

Já tive diversas outras oportunidades de avaliar, mas sempre era dentro de shopping, daí fica um pouco incompleto devido a parte de banheiro e estacionamento já serem locais comuns não pertencentes ao estabelecimento em sí.

Fachada do America
visão da frente e local para desembarque no coberto

A unidade visitada foi a da Alameda Santos, com serviço de manobrista e local para desembaque coberto se necessário.

A porta de entrada é giratória, mas existe o acesso lateral com rampa, sem maiores mistérios, fico meio “cabreiro” quando vejo acesso alternativo pra cadeirantes, pois geralmente eles ficam trancados e em alguns casos rola uma demora pra liberarem o acesso. Não foi o caso do America.

entrada ao lado da porta giratória
entrada ao lado da porta giratória

Já dentro do restaurante, o espaço de circulação é excelente. Realmente digno de elogio. Mas as mesas… Ahhh as mesas, sempre elas… Como em muito lugares as mesas encostadas nas paredes são fixas com sofás e não tem como ficar na ponta pois o apoio da mesa impede a entrada da cadeira. Geralmente eu junto duas mesas e resolvo meu problema, mas dessa vez não deu e eu fiquei um pouco desengonçado, afastado do tampo sujeito ao borrão de ketchup ou maionese.

Mesas do America
sofás e mesas com apoio que impedem o bom posicionamento da cadeira

O America tem sistema de couvert individual que já é “arremessado” em sua mesa sem você pedir por ele, às vezes ele surge do nada (basta uma virada de pescoço), caso não for de sua vontade peça pra retirar. A cozinha do America trabalha rápido e seu pedido não demora a chegar.

couvert
cuidado com o couvert!

Apesar da infinidade de massas, steaks, e outras refeições, eu não consigo me libertar dos hamburgers, que são muito bem montados e com uma apresentação invejável. Note como a carne é alta!

Hamburguer Hot America + cebola e barbecue
Hamburguer Hot America + cebola e barbecue

O banheiro dessa unidade fica separado dos comuns, que ficam no andar superior. Mas basta pedir para qualquer garçon que ele lhe mostrarão caminho do banheiro acessível.

vaso sanitário do banheiro do America
a transferência para esse vaso é bem difícil

É limpo, mas achei o sistema de barras totalmente fora de padrão, impossível colocar a cadeira em paralelo com o vaso, tem que ser meio “ninja” pra se encaixar usando essa gaiola.

.  .  .

Logo AmericaAmerica
Alameda Santos, 957
Bela Vista (ver no Google Mapas)
Fone: (11) 3178-4424
Preço: 50 Reais por pessoa 

Facebook Comments

Christian Matsuy

Cadeirante, paulistano bom gourmet e piloto profissional (de autorama)

9 comentários em “America – São Paulo

  • sexta-feira, 12 de agosto de 2011 em 12:44
    Permalink

    Horrível essa adaptação, mas parece q ela foi comprada assim… portanto… parte da responsabilidade é de quem criou e quem vendeu essa M…
    .
    Lógico q se a casa contrata um Arquiteto COMPETENTE… isso não aconteceria, mas é muito difícil achar um com essa característica no quesito acessibilidade e adaptações ! ! !

    agosto 16th, 2011 - 14:37
    Christian Matsuy respondeu:

    Olá Heitor!

    Pois é, também achei um tanto quanto esquisita essas barras, acho que se tivessem utilizado as soluções de barras de apoio já existentes no mercado ficaria muito melhor.

    Abraços
    Christian

    Resposta
  • segunda-feira, 19 de setembro de 2011 em 19:05
    Permalink

    nossa, “meio” ninja é pouco!

    setembro 20th, 2011 - 14:43
    Christian Matsuy respondeu:

    oi Luiza,

    realmente “tem que ter disposição”… rsrsr
    o negócio mesmo é usar duas mesas e ocupar o lugar de 4 pessoas, paciência. e rezar pra não precisar usar o banheiro!

    Resposta
  • Pingback: General Prime Burger – São Paulo « Blog Mão na Roda

  • terça-feira, 31 de janeiro de 2012 em 22:33
    Permalink

    . . . e a lixeira? Necessita que o usuário obrigatoriamente tenha e utilize um dos pés ou as mãos, mas ele não foi criado para evitar exatamente isso?

    janeiro 31st, 2012 - 23:14
    Christian Matsuy respondeu:

    Olá Luiz,

    É verdade, não tinha atentado pra esse detalhe… Complicado quando as adaptações são feitas “nas coxas” pra inglês ver.

    Abraços,
    Christian

    Resposta
  • quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012 em 08:28
    Permalink

    Sou arquiteta, trabalho com acessibilidade e as vezes me pergunto, como um profissional conseguiu fazer algo tão ruim? Os profissionais PRECISAM se atualizar.

    fevereiro 1st, 2012 - 10:34
    Christian Matsuy respondeu:

    Claudia,

    Nesse caso em específico, não sei de quem foi a culpa, mas tenho certeza que toda essa “gaiola” em tubo metálico custou bem mais caro que as barras de apoio já existentes no mercado.

    Abraço!
    Christian

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

X

Pin It on Pinterest

X