FreeWheel

Testamos mais uma geringonça para equipar sua cadeira de rodas: o FreeWheel! Em uma tradução literal, o nome significa roda livre, que faz bastante sentido já que ela gira em todas as direções, mas há também um trocadilho com a expressão “free will”, que significa livre arbítrio. Ou seja, com o FreeWheel, você pode escolher para onde vai! Sim, essa é a proposta principal do equipamento.

FreeWheel sendo utilizado na praia

O FreeWheel foi inventado por Pat Doughtert, um tetraplégico americano que sentia dificuldades para se mover por terrenos acidentados como grama, areia e até mesmo ruas esburacadas. O equipamento nada mais é do que uma extensão acoplável ao pedal da cadeira que tem uma roda na ponta. Essa roda tem doze polegadas de diâmetro por 2 polegadas e pouco de largura, ou seja, é bem maior e mais larga que as rodinhas das nossas cadeiras manuais. E é justamente por isso que ela faz com que a cadeira vença os obstáculos com muito mais facilidade.

FreeWheel preso ao suporte traseiro

Parece simples – e é mesmo – mas o grande barato do FreeWheel é que ele também é extremamente bem construído, leve, portátil, ajustável e fácil de usar. O mecanismo que prende o FreeWheel à cadeira funciona com praticamente todos os tipos de pedal, e há ainda um suporte que pode ser colocado na barra de trás da cadeira para transportá-lo quando ele não estiver sendo usado. Exemplo: você usa o equipamento para andar na rua e, quando chega em uma loja ou shopping, basta desencaixá-lo da cadeira e prender nesse suporte.

E na prática, funciona? Sim! Já testei o FreeWheel em pisos esburacados, na grama e também na areia da praia o resultado foi bom. Claro que ele não faz milagres, mas ajuda bastante no deslocamento. Em uma praia com piso de areia dura, dá para circular numa boa e, sendo empurrado, dá para encarar areia fofa.  Nas calçadas de pedra portuguesa, diria que é uma delícia. Além disso, ele é muito leve e dá até para empinar a cadeira com o FreeWheel acoplado. E se você não tem uma cadeira de corrida, ele é uma excelente alternativa para poder se exercitar por aí sem correr o risco de se esborrachar no chão 🙂

FreeWheel acoplado à uma TiLite ZR

Na hora de comprar o equipamento, só tem que ficar atento à duas coisas: o tipo do pedal da sua cadeira e se há espaço entre os seus pés para caber o FreeWheel. No caso do espaço, é necessário que haja pelo menos uns 3cm livres entre um pé e outro para acoplá-lo. Já quanto ao pedal, talvez seja necessário fazer uma adaptação para poder utilizar o FreeWheel na sua cadeira.

A roda do FreeWheel é articulada e gira 360 graus

No site do fabricante há diversos vídeos e também um manual (arquivo PDF – 3,2MB), que indica se há necessidade ou não de adaptação de acordo com cada tipo de pedal. O pedal ajustável da TiLite, por exemplo, é um dos que precisa de adaptação.

FreeWheel
Site do fabricante: www.gofreewheel.com
Preço nos EUA: US$  599

Facebook Comments

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

24 comentários em “FreeWheel

  • segunda-feira, 7 de maio de 2012 em 13:15
    Permalink

    Legal a traquitana ai! Será que ele da certo em uma M3 da Ortobras? E é salgadinho o preço do brinquedo hem!!! 500 doletas lá fora aqui quem for vender vai querer uns R$1500 nisso!!! kkk
    Mais parece que funciona bem!!!

    maio 7th, 2012 - 18:13
    Eduardo Camara respondeu:

    Weverson, acredito que funcione sim! Depende mais do pedal do que da cadeira em si. Também não acho barato, mas é muito bem acabado e bem pensado. Abraços!

    Resposta
  • segunda-feira, 7 de maio de 2012 em 16:52
    Permalink

    Muito inteligente e funcional.

    Mas tentar ficar rico com idéia inteligente pra cadeirante é PHODA.
    (Não vi o preço, mas o colega Weverson falou em 500Dólares ! ! !)

    maio 7th, 2012 - 18:31
    Eduardo Camara respondeu:

    Opa, Heitor! O preço tá logo no fim do post e são 499 dólares mesmo. Também não acho barato, mas tem que pensar que nos custos de produção e no valor da idéia do cara. Quando você pega o equipamento e examina de perto, da para perceber que é algo de muito boa qualidade. Creio que, vendendo mais e ganhando escala, ele consiga até diminuir o preço! Abraços!

    Resposta
  • terça-feira, 8 de maio de 2012 em 18:03
    Permalink

    Do jeito que são as calçadas aqui no RJ, acho que a FreeWheel deve ser parte obrigatória da cadeira, opcional é vc tirá-la para andar em casa ou no shopping…
    Eu acho que a cadeira é meu instrumento principal, passo quase o dia todo nela, de nada me adianta ter um carrão se minha cadeira for ruim.
    Assim, se pensarmos no conforto que proporciona e na qualidade que devem ter os materiais para que funcione corretamente, o preço não me parece tão absurdo.
    Vai entrar na minha próxima lista de compras.

    maio 11th, 2012 - 11:12
    Eduardo Camara respondeu:

    Hahaha! Boa! Cara, eu tô pensando seriamente em começar a usá-la direto aqui no Rio.

    E também penso como você e gostei da comparação com o carro. Automóvel também é caro pra chuchu no Brasil e as pessoas compram do mesmo jeito sem pestanejar. Eu prefiro ter uma super cadeira do que um super carro 🙂

    Resposta
  • quinta-feira, 10 de maio de 2012 em 20:39
    Permalink

    Parabéns pela matéria..não sou cadeirante, nem tenho nenhum tipo de deficiência, mas fazendo uma pesquisa para um trabalho achei o blog.
    Mas de parabéns mesmo está o modelo da matéria hehe!!!

    maio 11th, 2012 - 11:07
    Eduardo Camara respondeu:

    Hahaha! Fiquei até sem graça. Obrigado 🙂

    Resposta
  • domingo, 13 de maio de 2012 em 01:35
    Permalink

    Essa roda é 100% eficiente? Principalmente pra chão de paralelepipedos…

    maio 18th, 2012 - 19:29
    Eduardo Camara respondeu:

    É sim, Rebeca! Muito boa mesmo!

    Resposta
  • segunda-feira, 4 de junho de 2012 em 16:39
    Permalink

    Ai que legal, eu adorei! Qual é o preço e onde vende?

    janeiro 25th, 2013 - 15:23
    Eduardo Camara respondeu:

    Diana, não sei qual é o preço no Brasil. Procura na Mobility (www.mobilitybrazil.com.br).

    Nos EUA custa 500 dólares!

    Resposta
  • quinta-feira, 7 de junho de 2012 em 09:35
    Permalink

    Moro em Anápolis go., onde posso comprar esta roda freewheel aqui no brasil.

    janeiro 25th, 2013 - 15:24
    Eduardo Camara respondeu:

    Procura na Mobility (www.mobilitybrazil.com.br).

    Resposta
  • Pingback: Punta Cana « Blog Mão na Roda

  • quinta-feira, 20 de setembro de 2012 em 22:55
    Permalink

    Olá Eduardo, tbém tenho uma freewheel. Acho que vale cada dólar pago. Preciso de uma ajuda tua, estava viajando e acabei quebrando a tampa do “ball adjuster knob”, retirei a mola e continuei andando, nisso devo ter perdido alguma peça, provavelmente uma esfera que a mola fazia pressão para a roda ficar centralizada. Tu sabe se é uma esfera mesmo?

    janeiro 25th, 2013 - 15:24
    Eduardo Camara respondeu:

    Infelizmente, não tenho a mínima idéia! 🙁

    Resposta
  • sábado, 29 de setembro de 2012 em 16:50
    Permalink

    esse badulaque funciona paa elétricas? Tenho uma Go-Go travel Elite e uma Luggie.

    janeiro 25th, 2013 - 15:25
    Eduardo Camara respondeu:

    Acho que não funciona. Não teria como adaptar… 🙁

    Resposta
  • quinta-feira, 14 de março de 2013 em 13:46
    Permalink

    Oi Dado! Gostei do post e fiquei interessada em comprar uma geringonça dessa! Tenho uma Tilite ZRA e uso o pedal invertido (parafusado pra frente). Será que dá pra encaixar a FreeWheel??

    março 22nd, 2013 - 19:24
    Eduardo Camara respondeu:

    Creio que você terá que fazer uma adaptação para usá-la com o pedal invertido!

    Resposta
  • sábado, 16 de março de 2013 em 04:46
    Permalink

    Cara, esse quadro preto fosco, vc mandou fazer ou tem opção no site da sportaid? Qual sua impressão sobre a ZRA Series 2 e a TR Series 3? Qual a melhor? Obrigado, abxxx

    março 22nd, 2013 - 19:26
    Eduardo Camara respondeu:

    Tem opção e se chama “black lava”. As duas cadeiras são ótimas, mas diferentes. A ZRA2 tem mais regulagens, a TR3 é mais leve. Não tem melhor ou pior, pois vai do gosto e necessidade de cada um. Se pretende buscar a cadeira nos EUA, manda um e-mail pra mim (eduardocamara@gmail.com) que eu consigo preço melhor que a Sportaid e ainda ajudo a configurar. Abraços!

    Resposta
  • quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 em 11:42
    Permalink

    show fas 3 anos que tenho não saio na rua sem ela ….

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook

Pin It on Pinterest