Hotéis e Pousadas, Viagens e Turismo

Hotéis acessíveis em Nova York

8

Eu amo Nova Iorque!Nova York é um dos destinos de turismo mais procurados do mundo, tanto por cadeirantes quanto por andantes. E como a maior dificuldade em NY é encontrar um hotel acessível – em todos os sentidos – aqui vão algumas dicas de hotel para quem quiser conhecer a Big Apple! Em alguns hotéis não coloquei preços pois a variação é enorme ao longo do ano. Da baixo para alta temporada, a diferença pode chegar a mais de 100%. Ah,e  “roll-in shower” é aquele chuveiro sem blindex, onde você entra com a cadeira e tudo!

Baixíssimo custo: em primeiro lugar, entenda que baixíssimo custo em NY pode significar o mesmo preço que um hotel de 3 estrelas em outra grande metrópole do mundo. Sim, hospedagem em NY é caríssima! Mas se você tem espírito aventureiro, pode encarar as oções abaixo.

  • Hostelling International: é o maior albergue de NY e funciona muito bem. Fica no comecinho do Harlem e achei a área tranquila quando fui em 2010. Fiquei em um quarto para uma dúzia de pessoas pagando 30 dólares por dia e achei que valeu muito a pena. O albergue é todo acessível, com rampas e banheiros adaptados (roll-in shower). Como é tudo compartilhado (banheiros inclusive), não é o lugar ideal para casais ou para quem quer conforto, mas havia várias famílias (de europeus, claro) hospedadas por lá.
     
  • YMCA: sim, é o mesmo da música do Village People. Não, você não vai encontrar gente vestida de policial, índio e cowboy andando por lá. Há vários YMCA em NY, mas que eu saiba os únicos acessíveis são o do Upper West Side (uma das melhores localizações de NY, colado no Central Park) e o Vanderbilt (perto da ONU). Os banheiros são compartilhados, mas há quartos para apenas duas pessoas (bem apertado, com beliche), o que dá mais privacidade. No do Upper West Side há até quartos com banheiro, mas não são acessíveis. Não me hospedei lá recentemente, mas fiquei sabendo que agora os banheiros para cadeirantes (com roll-in shower) são isolados dos demais e apenas os cadeirantes têm a chave que pode abrí-los. Um quarto para duas pessoas geralmente sai por 100-120 dólares/noite. Nem precisa de muito espírito aventureiro para encarar esse aqui!

Baixo custo: nessa categoria a gente deixa os albergues de lado e passa para os hotéis de verdade, ainda que simples, mas com banheiro adaptado dentro do quarto. Se você está viajando em família ou disposto a dividir a cama com amigos, talvez essa categoria seja ainda melhor do que os albergues, pois o preço do quarto com duas camas de casal geralmente é o mesmo que o de um quarto comum.

  • Applecore Hotels: não é um hotel, mas sim uma rede de hotéis baratos localizados em midtown. Tem ótima relação custo benefício, os quartos são limpos e os hotéis oferecem café da manhã. Até onde eu sei, todos eles têm quartos acessíveis. Já fiquei no da rua 32 quando ainda era da rede Red Roof Inn e o quarto acessível (com uma cama king size) era ótimo, com um banheiro enorme e bem adaptado (roll-in shower). Os hotéis são mais pro meio da muvuca de NY, perto da broadway, Empire State Building e de lugares para fazer compras como a Macy’s e a B&H Photo. 

  • Pennsylvania: talvez seja o maior hotel de NY em número de quartos e lembra um filme de terror com seus corredores longos e decadentes. O atendimento no lobby é um lixo e parece que estão te fazendo um favor ao responder qualquer pergunta. Há filas imensas no check-in e o hotel vive lotado por turistas que não querem – ou não podem – gastar muito. Claro que você vai encontrar um monte de brasileiros aqui 🙂 Há algum ponto positivo? Sim! O hotel é baratíssimo para o padrão NY e fica colado em estações de metrô que te levam para qualquer canto da cidade, assim como fica muito perto perto de grandes lojas como Macy’s, BH Photo e cia. Além disso, os quartos adaptados para cadeirantes são muito bons, espaçosos, com roll-in shower e foram recentemente reformados, ao contrário dos outros quartos que estão caindo aos pedaços.

Médio custo: esses hotéis estão um nível acima dos de baixo custo e geralmente oferecem melhor localização, decoração mais refinada e melhor atendimento. 

  • Beacon Hotel: é um hotel muito legal, bastante familiar, que fica no Upper West Side. A localização é fantástica, em uma área sem muvuca, ao lado do Beacon Theatre, mais residencial e menos turística. Ali é bem mais difícil você escutar português 🙂 Uma coisa interessante desse hotel é que os quartos (não sei se são todos) têm cozinha. Além disso, são espaçosos e alguns tem opção de quarto/sala separados, ideal para famílias. Obs: o quarto em que fiquei tinha banheira, mas parece que também há quartos adaptados com roll-in shower. Confirmem antes com o hotel! 

  • Holiday Inn 57th: os quartos seguem mais ou menos o padrão dos hotéis de baixo custo, mas o saguão e os serviços do hotel são um nível acima. Não gostei muito do atendimento dos funcionários da recepção e nessa faixa de preço prefiro o Beacon, mas pelo menos há quartos adaptados (com banheira e roll-in shower).

Médio/alto custo: aqui você começa a encontrar os hotéis mais novos ou que foram reformados recentemente. Geralmente o atendimento é bem melhor do que os hotéis mais baratos e a decoração dos quartos e do lobby também. E há também os tais lençóis de duzentos mil fios, ehehe!

  • Empire: na minha opinião, uma das melhores localizações de NY. No comecinho do Upper West Side, ao lado do Central Park e do Lincoln Center. Há diversos restaurantes por perto e a muvuca é limitada. A decoração dos quartos é moderna e de bom gosto, o banheiro é bem adaptado (roll-in shower) e os itens de banho são da L’Occitane. Além disso, o hotel ainda tem um terraço legal e um bar/boate que fica bem cheio, mas não atrapalha os hóspedes. Sem dúvida o melhor hotel que já fiquei em NY, e isso só foi possível porque peguei uma baita promoção de diárias a 150 dólares em fevereiro de 2012 (baixa temporada). Fora da baixa temporada o hotel é beeem mais caro, mas não custa verificar o preço. Dica: reserve o quarto mais barato e diga que precisa que ele seja acessível. Provavelmente farão um upgrade para um quarto maior!
     
  • On the Avenue: esse é outro hotel recentemente reformado no Upper West Side. A decoração do quarto é legal, mas o espaço é bem apertado. E não adianta pedir quarto maior, pois apenas os menores são adaptados… Vá entender! Pelo menos o banheiro adaptado é grande. O único porém é que ele tem apenas banheira. O que mais gostei nesse hotel foi o atendimento: nota 10! Mas acho que não me hospedaria nele por causa do pouco espaço do quarto e também porque é necessário pegar um elevadorzinho de plataforma para entrae e sair do hotel.

Custo alto: se algum dia eu ganhar na Mega Sena, coloco aqui! 🙂

 

Sobre o autor / 

Eduardo Camara

Se não está viajando, está pedalando. Muitas vezes, fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

Artigos relacionados

8 Comentários

  1. Laura Martins segunda-feira, 29 de julho de 2013 em 21:09 -  Responder

    Ótimo post! Muito esclarecedor!

    Estou viajando para NY agora em setembro. Reservei o Jolly Hotel por sugestão da Kenia Cotta. Qdo eu voltar, contarei pra vcs minhas impressões sobre ele!

    Abração!

    julho 30th, 2013 - 14:45
    Eduardo Camara respondeu:

    Conta sim, Laura! Dicas de NY são sempre legais. Vi que ele é da rede Four Seasons, então provavelmente não decepcionará! Abraços!

  2. Cantinho Adaptado terça-feira, 30 de julho de 2013 em 19:53 -  Responder

    Ótimas dicas, Eduardo
    =)

  3. Ozires segunda-feira, 9 de setembro de 2013 em 08:28 -  Responder

    Sabem se é comum disponibilizarem cadeiras de rodas de banho nestes hotéis?

  4. sergio quinta-feira, 3 de outubro de 2013 em 18:43 -  Responder

    Fiquei em dois hotéis bem legais e com roll in shower, o Roosevelt(pertinho da 5°) e o Salisbury.
    Abraço a todos!

  5. Hebert Batista quarta-feira, 9 de outubro de 2013 em 21:26 -  Responder

    Acabei de voltar de NYC e fiquei no Best Western President endereço: 234w 48th Street, tem quarto adaptado com banheiro totalmente acessível.

  6. Luziana quinta-feira, 20 de agosto de 2015 em 02:13 -  Responder

    Já que você falou em acessibilidade em NY, tem algum hotel acessível em Cuba? No vídeo que postei no youtube da entrevista que meu marido deu para a CBC de Toronto eles lutam, não só reclamam não, mas lutam para que exista acessibilidade e denunciam os lugares que dizem que têm e não têm e desrespeitam as pessoas. Tratam o deficiente dierente praticamente dando uma rasteira mesmo. Um exemplo é essa Sunwing Vacation, como umas agências de turismo, te vendem o pacote e só podem confirmar que conseguiram um quarto acessível depois que você paga, mas, e se não conseguem? Como disse o especialista e cadeirante agente de viagens James, um deficiente num quarto sem acessibilidade significa, uma semana sem tomar banho (e o resto também).

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão indicados com *

Connect with Facebook

Publicidade

Facebook