Ir para conteúdo principal | Acessibilidade do blog

Conteúdo Principal

Livros sobre cadeirantes

Eduardo Camara - segunda-feira, 29 de novembro de 2010 - 09:36

Quem ficou cadeirante no meio da vida sabe o desespero que é correr atrás de informações para conseguir entender um pouquinho melhor o que aconteceu e como o corpo vai funcionar dali em diante. Da mesma forma, conhecer a história de outras pessoas que passaram pela mesma situação também é muito importante para enxergar que há vida após a cadeira de rodas.

Hoje em dia a Internet facilita muito essa busca, tanto pela existência dos blogs e sites sobre o assunto quanto pela possibilidade de conversar com outros cadeirantes mais experientes em qualquer lugar do Brasil e do mundo. Ainda assim, há livros que contam histórias muito interessantes e que valem a pena ser lidos. Fiz uma lista de alguns que já li, com um pequeno resumo, e quem tiver outras dicas coloca aí nos comentários!

Feliz Ano Velho (Marcelo Rubens Paiva)

Esse é o clássico dos livros sobre cadeirantes. Como quase todos os outros livros sobre o assunto, é autobiográfico e conta a história do autor, que ficou tetraplégico durante a época da faculdade. A história se passa há 30 anos atrás, quando a reabilitação era ainda mais dura do que hoje em dia, mas conta com detalhes como é a volta para casa, o relacionamento com amigos, família e namoradas. Impossível não se identificar com alguma coisa… É um ótimo livro, vendeu pra chuchu e criou uma legião de fãs para o Rubens Paiva. Já tinha lido na época de andante e li novamente como cadeirante. Altamente recomendado!

Revolução Sexual Sobre Rodas (Fabiano Puhlman)

É um livro mais técnico, escrito pelo psicólogo Fabiano Puhlman, que é cadeirante. Não conta a história de vida do autor, mas fala sobre situações vividas por algumas pessoas. O livro é elogiadíssimo por terapeutas, mas eu não gostei tanto. Talvez pela abordagem distanciada, ou porque o li quando já tinha descoberto a maior parte das informações sobre o assunto.  Na minha opinião, a ficha cai melhor quando a gente se identifica com a história e os personagens.

Minha Profissão É Andar (João Carlos Pecci)

Conta a história do irmão menos famoso do Toquinho. Dizem que o autor é gente finíssima – não o conheço pessoalmente -, mas o livro é chaaaato pra chuchu. No livro, o autor tem uma obsessão danada por andar com aparelhos e de repente serve como fonte de inspiração para quem tem o mesmo objetivo. Pra mim, a leitura foi uma tortura e só completei porque, assim como o autor tinha obsessão por andar, eu tinha por conseguir informações sobre reabilitação e lesão medular. Recomendo apenas para os igualmente obsessivos.

Velejando a Vida (João Carlos Pecci)

Segundo livro do Pecci, que conta a história dele tentando engravidar a mulher. Ok, resumi demais. Mas basicamente é isso aí mesmo. Achei melhor que o “Minha profissão…” e é um livro interessante para quem é lesado medular e está planejando ter filhos, mas não fala quase nada sobre a primeira fase da reabilitação.

No Silêncio do Sexo (Ricardo Marcondes)

Quando li esse livro, adorei! Tinha conhecido o autor – um sujeito pra lá de carismático – em um curso no CVI do Rio e corri atrás do meu exemplar. O livro aborda o sexo antes e depois da lesão de uma forma natural e sem pudores com a qual me identifiquei de imediato. Claro que eu sou muito menos canalha e galã  do que o autor, mas vivi várias das situações relatadas no livro. A primeira ida dele ao motel é um clássico! Recomendo, principalmente para os homens.

Na Minha Cadeira ou na Tua (Juliana Carvalho)

Last, but not least, o livro da Ju. É o mais recente de todos esses e muito, muito atual. Ju é uma menina fantástica e conta sua história sem dar voltas, indo direto ao ponto. Fala sobre o começo da vida de cadeirante, a reabilitação, os namoros, sexo, trabalho, família e tudo mais. Para quem quer ter uma idéia de como é o livro, basta ler o blog da autora, que também apresenta um programa na TV Assembléia do RS. Recomendadíssimo para as meninas e também para os mais jovens!

E você,  já leu algum desses livros? Dê sua opinião!

***

Quebra de Script (Thomaz Magalhães)

Lembrei que também tinha lido esse livro após o comentário da Juliana Oliveira aqui no post. O Quebra de Script conta a história de Thomaz Magalhães, um empresário bem sucedido que virou cadeirante após cair do cavalo (literalmente). O livro é bastante focado na questão da superação e o autor faz um paralelo da sua reabilitação e determinação com o mundo dos negócios. Ele parece uma pessoa fantástica (fiquei com vontade de conhecê-lo), mas eu diria que o livro é mais sobre negócios e religião – Thomaz é um católico pra lá de dedicado – do que outra coisa. “Quebra de Script” pode ser bem interessante para quem busca apoio na fé, mas não me identifiquei com a história.

Share

Lateral Direita

Buscar

Banner da loja virtual Cavenaghi